#ConexãoSundance: Koko-di Koko-da - Cinem(ação)
Koko Di Koko Da - filme selecionado para o Festival de Sundance - Filmes de 2019

#ConexãoSundance: Koko-di Koko-da

#ConexãoSundance: Crítica e análise do thriller sueco Koko-di Koko-da.

A cobertura do Festival de Sundance 2009 será postada filme a filme, com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

Koko-di Koko-da

O filme sueco e dinamarquês que concorre na competição mundial é bizarro, segundo o crítico Maurício Costa. Tudo bem que a própria sinopse já era bizarra: um casal vai acampar na floresta para recuperar o relacionamento, e de repente surge um “palhaço” que faz um jogo de torturas e humilhações com eles. Mas ao contrário que foi imaginado por Maurício, o filme tem uma estrutura distinta: ele parece um “dia da marmota do mal”.

O que acontece no filme é que o casal perdeu uma filha nova, e vai acampar para se recuperar do que aconteceu. O filme tem várias sequências que você não sabe se são fantasia ou realidade, e que se fecham no mesmo ciclo e a mesma cena: a figura saindo com seus seguidores da floresta para matar a esposa e torturar o marido. Isso acontece diversas vezes, e a cada vez que isso acontece a história progride um pouco. Tem duas sequências de boneco de teatro com animação. Segundo Maurício, o filme é muito bem filmado e é até perturbador em alguns momentos, mas é um filme de difícil digestão tanto para o crítico quanto o público americano, que não está acostumado com filmes estrangeiros.

O longa tem uma certa influência de Dogma 95, embora não assuma isso. Apesar da dificuldade, o filme é uma grande alegoria sobre perda, culpa e luto. Ele não é suficientemente perturbador, apesar das partes de terror.

Nota: 3

Sinopse e ficha:

Koko-di Koko-da / Sweden, Denmark (Director and screenwriter: Johannes Nyholm, Producer: Johannes Nyholm) — As a couple goes on a trip to find their way back to each other, a sideshow artist and his shady entourage emerge from the woods, terrorizing them, luring them deeper and deeper into a maelstrom of psychological terror and humiliating slapstick. Cast: Ylva Gallon, Leif Edlund Johansson, Peter Belli, Katarina Jakobson, Morad Khatchadorian, Brandy Litmanen.

Koko-di Koko-da / Suécia, Dinamarca (Diretor e roteirista: Johannes Nyholm, Produtor: Johannes Nyholm) — Quando um casal sai em uma viagem para melhorar o relacionamento, um artista de pouca relevância e sua turma obscura surge na floresta para aterrorizá-los e enganá-los profundamente para um ciclo de terror psicológico e truques humilhantes. Elenco: Ylva Gallon, Leif Edlund Johansson, Peter Belli, Katarina Jakobson, Morad Khatchadorian, Brandy Litmanen.

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2019 os seguintes sites e canais: Razão:de:Aspecto, Cinem(ação), Getro.com.br, Wanna be Nerd e Correio Braziliense.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon