#ConexãoSundance 2020: The Last Thing He Wanted - Cinem(ação)
The Last Thing He Wanted - filme exibido no Festival de Sundance 2020

#ConexãoSundance 2020: The Last Thing He Wanted

#ConexãoSundance: Crítica e análise do filme da diretora Dee Rees, The Last Thing He Wanted, produzido pela Netflix e com Anne Hathaway.

A cobertura do Festival de Sundance 2020 será postada filme a filme, com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DO FESTIVAL DE SUNDANCE AQUI!

The Last Thing He Wanted

Produção da Netflix, o filme The Last Thing He Wanted (“A última coisa que ele queria”, em tradução livre) é dirigido pela Dee Rees (Mudbound) e tem como principais estrelas a Anne Hathaway, Ben Afleck e Willem Dafoe. O filme é baseado de um romance homônimo. Mas o filme sofre da mesma “síndrome” de Wounds, O Farol e Midsommar: os segundos longa-metragens de bons diretores que não são tão bons quanto o primeiro.

O grande problema é um problema de ritmo: ele começa em um ritmo alto, no final ele entra em um ritmo baixo e no finalzinho é problemático. O desfecho é muito bom, mas antes tem 20 minutos tediosos.

The Last Thing He Wanted conta a história de uma jornalista que estava cobrindo a atuação dos EUA no financiamento das guerrilhas na América Central nos anos 1980. Elena, a protagonista, é filha de um traficante de armas, e acaba indo no lugar dele para uma negociação. A fotografia é “oitentista” e muito boa, além de cenários reconstruídos da América Central.

Hathaway está muito bem, Dafoe faz um papel pequeno, e Ben Affleck é o Ben Affleck, em um papel que não tem nada de muito especial. No fim, é bom mas seu ritmo prejudica muito a experiência. Por outro lado, a sequência final e a virada da explicação do filme é muito boa, especialmente pela maneira como ela é executada.

Nota: 3,8 / 5

Sinopse e Ficha Técnica:

A jornalista e mãe solteira Elena McMahon (Anne Hathaway) vem investigando há anos, com rigor, a atividade do Contra na América Central. Frustrada quando sua cobertura é censurada, o alívio vem em um pacote inesperado: seu amargurado pai (Willem Dafoe) adoece e deixa para ela uma série de acordos de armas inacabados e desagradáveis naquela mesma região. Agora, ao lado de um oficial do estado dos EUA (Ben Affleck) com quem ela tem um passado complicado, Elena precisa analisar sua própria história para sobreviver.

Competição: (premiére)
País: EUA
Duração: 115 min
Idioma: Inglês
Produção: Netflix
Direção: Dee Rees
Roteiro: Marco Villalobos / Dee Rees

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2020 os seguintes sites e canais: Razão:de:Aspecto, Cinem(ação), Getro.com.br e Wanna be Nerd.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon