Heróis do Cinema: Marvel - Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Heróis do Cinema: Marvel

AVANTE, VINGADORES!

É tão maravilhoso ver que as páginas dos quadrinhos têm ganhado vida dentro das telas dos cinemas e da televisão. Melhor ainda é poder ver que a nova geração não precisa escolher apenas entre Batman e Superman. Hoje eles têm Capitão América, Homem de Ferro, Viúva Negra e até o mais recente, Pantera Negra, para se inspirarem e isso é bastante louvável, porque há uns vinte anos, esses personagens eram totalmente desconhecidos e passavam desapercebidos dentro das bancas de revistas. Isso é uma prova de que a editora tem zelado e feito um trabalho satisfatório em relação aos ideais e mistérios que compõe todas as nuances dessas personalidades. A Marvel trouxe um jeito de mostrar que ao mesmo tempo em que eles são considerados ‘’deuses’’, também possuem falhas e sofrem. Nós, meros mortais, que não possuímos poderes, também temos essas características, um dia erramos, noutro acertamos, mas nunca paramos. E para mim, essa é uma das mensagens mais bacanas: nunca desistir! 

Paula Doratiotto – jornalista

 

Marvel: uma trajetória cinematográfica

 

Vimos na primeira parte a trajetória dos heróis da DC Comics nas telas do cinema. Entre altos e baixos, pudemos ver que são filmes que ajudaram a criar a fascinação que muitas pessoas têm hoje em dia por esse gênero. Se a DC conseguiu criar toda uma mitologia (ainda que atualmente, meio irregular) de seus personagens, foi a Marvel quem alçou voos mais altos e entregou de forma mais ampla, e com melhores resultados, o que tinha em mãos. E o que a Marvel nos apresenta é a melhor fatia do bolo, porque eles sabem como ninguém como agradar ao público. Falaremos aqui do Universo Marvel em sua totalidade, e não apenas do Universo Cinematográfico Marvel (UCM), da Marvel Studios – Lembrando que alguns personagens da Marvel pertencem também à Fox e a Sony. Stan Lee, o criador de grande parte desses personagens, pode ser visto em pequenas participações nos filmes que abordaremos agora.

O primeiro filme da Marvel no cinema foi o desastroso “Howard, o Super-herói” (1986. Direção de Willard Huyck. Estrelado por Lea Thompson e Tim Robbins), com produção executiva de George Lucas. “O Justiceiro” (1989). estrelado por Dolph Lundgren e Louis Gossett Jr.) foi o primeiro dos três longas-metragens do anti-herói, mas foi outra produção que não ajudou muito. Melhor sorte teve “Blade, O Caçador de Vampiros” (1998. Dirigido por Stephen Norrington. Estrelado por Wesley Snipes e Stephen Dorff), que foi a primeira obra de destaque do selo Marvel.

Mas foi “X-Men – O Filme” (2000. Direção de Bryan Singer), que mostrou que a Marvel não estava para brincadeira, revelando Hugh Jackman, que se saiu muito bem como Wolverine. Em 2002, Guillermo Del Toro dirige o bom “Blade II”. No mesmo ano, Sam Raimi entrega o primeiro filme do herói aracnídeo para o cinema. “Homem-Aranha”, estrelado por Tobey Maguire, Kirsten Dunst e Willem Dafoe, agrada os críticos e o público. “Demolidor: O Homem sem Medo” (2003) dividiu opiniões. O filme é protagonizado por Ben Affleck e Jennifer Garner. O ótimo “X-Men 2” (2003) supera o primeiro filme, e se mantém como a melhor aventura dos heróis mutantes. Ainda em 2003, o premiado diretor Ang Lee (Oscar de direção por “O Segredo de Brokeback Mountain” e “As Aventuras de Pi”) se aventura no universo dos super-heróis com “Hulk”, estrelado por Eric Bana, Jennifer Connelly e Nick Nolte. Para alguns, uma obra criativa, para outros, um filme irregular.

O Justiceiro” (2004) é protagonizado por Thomas Jane, e traz John Travolta como o vilão; mas o filme não empolga muito. “Homem-Aranha 2” (2004) é a melhor aventura do herói no cinema, premiado com o Oscar de Efeitos Visuais. “Blade: Trinity” (2004) é o mais fraco da trilogia. “Elektra” (2005) traz Garner de volta no papel da personagem vingativa, mas o filme é um dos piores já feitos pelo selo Marvel. Também em 2005, foi lançado o primeiro filme do “Quarteto Fantástico”, mas o resultado ficou aquém do esperado. “X-Men: O Confronto Final” (2006) não agradou a todos por seus excessos, onde saia eliminando personagens importantes de forma banal.

2007 não foi um grande ano para os filmes de heróis da Marvel. “Motoqueiro Fantasma“, estrelado por Nicolas Cage, tem defeitos óbvios. “Homem-Aranha 3” é o pior da trilogia de Raimi, onde pouca coisa funciona. “Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado” desperdiça ótimos personagens, em um filme raso. Um ano de equívocos, mas que seria corrigido no ano seguinte, quando a Marvel Studios começa a produzir filmes de alguns de seus personagens.

Homem de Ferro” (2008. Direção de Jon Favreau) foi o primeiro filme produzido pela Marvel Studios, e é uma grata surpresa, apresentando Robert Downey Jr. (que se tornou o mais celebrado ator do estúdio) como o herói tecnológico. Do mesmo ano, “O Incrível Hulk” trouxe mais ação que o filme anterior do personagem, e dessa vez interpretado por Edward Norton (que não voltou mais ao papel). Também de 2008, temos “Justiceiro: Zona de Guerra”, o terceiro filme do personagem, com um visual mais próximo aos quadrinhos, e Ray Stevenson como protagonista.

X-Men Origens: Wolverine” (2009) conta como tudo começou com o mais famoso mutante do cinema, mas o resultado final decepciona. “Homem de Ferro 2” (2010), traz Mickey Rourke como o vilão, e apresenta a Viúva Negra (Scarlett Johansson). Em 2011, Kenneth Branagh (“Assassinato no Expresso do Oriente”) assume a direção de “Thor”, estrelado por Chris Hemsworth e Natalie Portman. “X-Men: Primeira Classe” (2011) mostra o passado da famosa equipe de mutantes. Uma grata surpresa, com um excelente elenco liderado por James McAvoy, Jennifer Lawrence, Michael Fassbender e Kevin Bacon. “Capitão América: O Primeiro Vingador” (2011) mostra a luta do famoso herói (feito por Chris Evans) contra um terrível vilão durante a Segunda Guerra Mundial.

Motoqueiro Fantasma – Espírito de Vingança” (2012) é tão ruim e descartável, que nem precisava ter sido feito. “O Espetacular Homem-Aranha” (2012) é um reboot, com o personagem (ainda pertencendo à Sony), sendo interpretado dessa vez por Andrew Garfield. Emma Stone integra o elenco, e a direção fica por conta de Marc Webb. “Os Vingadores: The Avengers” (2012) – sob a direção de Joss Whedon – reúne os personagens da Marvel Studio em uma movimentada aventura que se tornou uma das maiores bilheterias do cinema de todos os tempos. “Homem de Ferro 3” é o mais bem sucedido (financeiramente) filme da trilogia, mas o público não gostou das mudanças nas características dos personagens. “Wolverine: Imortal” (2013. Direção de James Mangold)) traz Jackman em uma nova aventura, mas o resultado divide opiniões. “Thor: O Mundo Sombrio” (2013) é melhor que o anterior; dessa vez dirigido por Alan Taylor.

Capitão América: O Soldado Invernal” (2014) é não apenas um dos melhores filmes da Marvel, mas também uma das maiores aventuras do cinema dos últimos tempos. Tudo funciona à perfeição nessa sequência que ainda se dá ao luxo de ter um celebrado ator como vilão. Foi o filme que revelou o talento dos irmãos Anthony e Joe Russo. “O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro” (2014) é decepcionante, com uma trama que se perde a todo momento. Alguns gostam do final dramático. “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido” (2014) mistura personagens do passado e do presente para contar uma história que se passa no passado e no futuro. Baseado em um clássico das HQs, o filme é um dos melhores da Marvel produzidos pela Fox. Ainda em 2014, é lançado o divertido “Guardiões da Galáxia”, um grande sucesso dirigido por James Gunn, e com um elenco liderado por Chris Pratt, Zoe Saldana, Bradley Cooper e Vin Diesel.

Apesar do grande sucesso de bilheteria, “Vingadores: Era de Ultron” (2015) não foi tão bem recebido pelos fãs. “Homem-Formiga” (2015) foi um projeto arriscado da Marvel Studios que acabou dando certo, trazendo Paul Rudd como o herói, além de ter Michael Douglas e Evangeline Lilly no elenco. O rebootQuarteto Fantástico” (2015) recebeu várias críticas negativas, quase enterrando o futuro do grupo de heróis nas telas do cinema. “Deadpool” (2016. Estrelado por Ryan Reynolds) surpreendeu nas bilheterias. Muitos vibraram com as aventuras do anti-herói “boca-suja” mais irreverente das HQs.

Capitão América: Guerra Civil” (2016) mostra um conflito que divide os heróis em dois grupos, culminando em uma luta entre eles. O filme introduz o Pantera Negra no cinema, além da participação do Homem-Aranha, que foi transferido da Sony para a Marvel Studios. “X-Men: Apocalipse” (2016) apresenta uma trama pouco empolgante, tornando-se um dos filmes mais fracos dos heróis mutantes. “Doutor Estranho” (2016) é um show de efeitos visuais, com Benedict Cumberbatch no papel principal.

Logan” (2017) encerra muito bem as aventuras do Wolverine no cinema (claro que em Hollywood nada é definitivo), com um roteiro bem elaborado (e indicado ao Oscar). É um dos filmes mais queridos pelos fãs do gênero nos últimos tempos. “Guardiões da Galáxia: Vol. 2” (2017) é tão divertido quanto o primeiro, e tem Kurt Russell em um papel ambíguo. “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” (2017) foi um grande sucesso de bilheteria e crítica, com o herói aracnídeo em sua primeira aventura solo produzida pela Marvel Studios. No elenco: Tom Holland, Michael Keaton, Marisa Tomei e Robert Downey Jr.

Thor: Ragnarok” (2017) é a terceira e mais movimentada aventura do herói nas telas, mas foi duramente criticada por muitos por seu tom excessivamente cômico. “Pantera Negra” (2018), estrelado por Chadwick Boseman, Michael B. Jordan, Lupita Nyong’o e Danai Gurira foi um inesperado e estrondoso sucesso de bilheteria. Uma produção classe A. “Vingadores: Guerra Infinita” (2018) é o mais ambicioso e épico filme já feito no gênero. Uma superprodução que impressiona por conseguir manter tantos personagens juntos sem nunca cair o ritmo. Thanos (Josh Brolin) é sem dúvida o maior vilão de um filme da Marvel. “Deadpool 2” (2018) traz de volta o irônico anti-herói em uma aventura recheada de ação e muitas piadas.

E vem muita coisa ainda pela frente produzida pela Marvel. Aguarde.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon