Precisamos falar sobre Luca - Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema
cartaz-luca

Precisamos falar sobre Luca

Luca, o mais recente filme da Pixar está gerando debates acalorados na internet e já foi tema do podcast sobre cinema mais amado do Brasil. Mas, será que esse filme merece esse destaque? O que ele tem de especial? Qual a sua mensagem?

Luca é um garoto que vive no fundo do mar e sonha com a superfície. Certo dia, ao pastorear seus peixes-ovelhas, encontra Alberto e, a partir desse encontro, os dois se aventuram no desconhecido mesmo com o perigo constante.

Se você não assistiu ao filme Luca, melhor parar a leitura desse artigo agora mesmo! Pode ser que alguns spoilers estraguem a sua experiência, porém se quer entender melhor essa animação, acompanhe esse post!

Por que precisamos falar sobre Luca?

Como um dos convidados do podcast do Cinem(ação) bem disse, quando temos filme da Pixar, é certeza que o nosso coração ficará quentinho. Com Luca, essa sensação de abraço, cuidado, amor e coisas fofas é ainda mais intensa.

Dispensando o realismo empregado em Soul e misturando histórias que já conhecemos, Luca é um filme família e ao mesmo tempo adulto. Seus traços cartunescos trazem um charme a mais para a pequena cidade de Portorosso e tiram qualquer tipo de ameaça dos monstros marinhos.

Esse é o típico filme que apresenta todas as etapas da Jornada do Herói, o que é uma decisão muito benéfica para a história. Sendo seu primeiro longa, o diretor Enrico Casarosa acerta mais do que escorrega e, se você conseguiu se conectar com todo o astral do longa, fica fácil “passar pano” para certas facilitações.

Como bem sabemos, Luca é sim o mais novo integrante da famosa teoria da Pixar, que diz que todos os filmes já lançados pelo estúdio contam uma grande história. Então, mesmo sendo menos inovador na narrativa, Luca merece seu destaque por tocar em assuntos sérios ainda que seu público seja majoritariamente infantil.

Falando sobre amadurecimento, amizade e principalmente sobre aceitação. Todos sabemos que aceitar o diferente não é fácil, mas não se aceitar por ser diferente é um caminho ainda mais complicado e sombrio.

Alberto e Luca em cena do filme da Pixar "Luca".

Luca deixa questões mais sérias com um frescor visual, explora a inocência dos pequenos e alimenta as esperanças dos adultos em tempos melhores. A sua maior mensagem é sobre ser quem você é, sem ter medo ou receio do mundo.

Afinal, parafraseando a avó do garoto: “Algumas pessoas nunca vão aceitar ele, mas outras pessoas vão. E ele parece saber encontrar essas pessoas”

Além da história bem contada e de uma animação bem feita, um dos grandes destaques do longa são as suas interpretações. Jacob Tremblay (O Quarto de Jack), Jack Dylan Grazer (It – A Coisa) e Emma Berman entregam suas vozes ao trio principal e nos deixam ainda mais apaixonados por essa amizade única e especial.

É um filme LGBTQIA+?

No geral, Luca é um filme sobre aceitação e amadurecimento diante do mundo novo, por isso é tão comum que boa parte do público LGBTQIA+ tenha se identificado com essa temática.

Uma das maiores pontes está relacionada com o fato dos protagonistas serem muito unidos e cultivarem uma amizade muito próxima. Há também a relação entre sair da água e sair do armário, a aceitação de quem se é e o impacto dessas informações diante do mundo a da opinião alheia.

Graças ao abraço da comunidade ao filme e a uma de suas interpretações e metáforas, desde sua estreia, Luca ainda continua gerando debates e artigos como esse. O filme se encontra disponível no Disney+.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon