#ConexãoSundance 2020: Minari -Cinem(ação) - crítica
Minari - filme exibido no Festival de Sundance 2020

#ConexãoSundance 2020: Minari

#ConexãoSundance: Crítica e análise do filme Minari, de Lee Isaac Chung.

A cobertura do Festival de Sundance 2020 será postada filme a filme, com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DO FESTIVAL DE SUNDANCE AQUI!

Minari

A produção da A24 e da PlanB já dão indício do nível de qualidade do filme. Minari conta a história de uma família coreana nos anos 1980 que se muda para o Arkansas após comprar uma fazenda. No entanto, ela não tem muitos recursos, e isso causa problemas com a esposa, que traz a mãe dela da Coreia do Sul. O personagem principal do filme é David, o filho mais novo, de 5 ou 6 anos, que tem um problema de saúde.

É um drama familiar universal, independentemente das especificidades culturais. O conflito dentro do casamento, o amor pelo filho, a vontade de realizar um sonho e as relações geram conexão. O grande poder do filme está no roteiro, que montou uma narrativa muito sensível na maneira como ele dedica espaço para desenvolver cada um dos personagens, talvez com menor tempo a filha adolescente. Mas o pai, a mãe, David e a avó têm o espaço para entendermos suas dores, contradições e desejos. O garotinho é a grande estrela do filme.

Uma das grandes coisas do filme é o conflito entre David e a avó, pois ele não gosta dela, mas a relação vai se construindo. Não é preciso contar muito da trama, mas é um filme com um tom idílico e nostálgico, ainda que não seja todo do ponto de vista do menino. É um tom da percepção das coisas quando se é pequeno demais e tudo parece ser maior do que é. Uma das coisas mais bonitas do filme é a trilha sonora, que tem um toque onírico, melancólico, infantil, e que já no primeiro acorde já tem impacto. Steven Yeun está excelente.

Nota: 5 / 5

Sinopse e Ficha Técnica:

Nos anos 1980, o menino coreano-americano de sete anos de idade David se depara com um novo ambiente e um modo de vida diferente quando seu pai, Jacob, muda sua família da costa oeste para a zona rural do Arkansas. Sua mãe, Monica, fica horrorizada por morarem em uma casa móvel no meio do nada. Quando a avó chega da Coreia para morar com eles, seus modos desconhecidos despertam a curiosidade de David.

Competição: U.S. Dramatic Competition
País: EUA
Duração: 115 min
Idioma: Inglês e Coreano
Produção: A24
Direção e roteiro: Lee Isaac Chung

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2020 os seguintes sites e canais: Razão:de:Aspecto, Cinem(ação), Getro.com.br e Wanna be Nerd.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon