#ConexãoSundance 2020: Luxor - Cinem(ação) - crítica
Luxor - filme exibido no Festival de Sundance 2020

#ConexãoSundance 2020: Luxor

#ConexãoSundance: Crítica e análise do filme Luxor.

A cobertura do Festival de Sundance 2020 será postada filme a filme, com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DO FESTIVAL DE SUNDANCE AQUI!

Luxor

No quinto dia do festival, o primeiro filme assistido foi Luxor: produção britânica que se passa no Egito. É um filme contemplativo, o que não exatamente significa que ele tem problema de ritmo. Ele é feito para ser lento e contemplativo. A premissa do filme é a contemplação do presente, do passado e do futuro.

No filme, a protagonista muito bem interpretada por Andrea Riseborough trabalha como funcionária internacional na fronteira da Jordânia com a Síria, e na folga dela decide passar uma semana no Egito. Durante essa semana, ela reencontra um amor da juventude de quando trabalhou no país, e acaba pensando nas oportunidade que teve, nas coisas que deixou de fazer, onde sua vida está agora, e o que ela pretende fazer no futuro.

Luxor é um estudo de personagem e muito bem feito e comovente. Tem uma divisão de capítulos definidas tematicamente, com referências a músicas, questões literárias e seu passado, o que deixa o filme muito envolvente. Claro que não é um filme que todo mundo vai gostar, mas quem está repensando a vida, por exemplo, vai gostar de Luxor.

Nota: 4 / 5

Sinopse e Ficha Técnica:

Hana está buscando paz mental e descanso físico após um período estafante de trabalho em uma clínica em Ramtha, na fronteira entre a Jordânia e a Síria, onde se especializou no tratamento de vítimas feridas na guerra. Ela encontra consolo na majestosa Luxor, Egito, onde morou quando tinha seus 20 anos e namorou um belo arqueólogo, Sultan. Nesta viagem solo nostálgica, ela permanece nos saguões de hotéis cheios de memória e em locais antigos enquanto começa a lidar com sua dor e suas emoções da guerra – mas quando ela encontra Sultan em uma balsa que cruza inesperadamente, a química é inegável.

Competição: World Cinema Dramatic Competition
País: Egito / Reino Unido
Duração: 85 min
Idioma: Inglês e Árabe
Produção: Creative Artists Agency
Direção e roteiro: Zeina Durra

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2020 os seguintes sites e canais: Razão:de:Aspecto, Cinem(ação), Getro.com.br e Wanna be Nerd.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon