Tudo que rolou nos dois últimos dias de CCXP - Cinem(ação)

Tudo que rolou nos dois últimos dias de CCXP

Depois de ver tudo sobre os primeiros dias da CCXP, confira o que aconteceu no sábado e domingo:

Confira também um artigo sobre a CCXP!

O terceiro dia:

No sábado, terceiro dia de CCXP19, muitas emoções e diversão deram o tom do evento. O show do dia foi da Disney, no Auditório Cinemark XD, onde o público finalmente teve o esperado encontro com o elenco de “Star Wars: A Ascensão Skywalker” e pôde conferir em primeira mão a estreia de “Frozen 2”. Os fãs também curtiram o painel sobre “Free Guy – Assumindo o Controle”, que contou com a presença de Ryan Reynolds e Joe Keery (de Stranger Things), além de ficarem por dentro das novidades do Disney+ e os próximos lançamentos da Marvel em um painel com o “chefão” Kevin Feige. E não faltaram atrações para quem preferiu circular pelos corredores da CCXP19.

No Artists’ Alley by Bruttal, a diversidade marcou presença. Dentre os mais de 500 artistas que expõem suas criações, 82 apresentam obras com temática LGBTQI+ e sete quadrinistas são trans.

O Auditório Cinemark XD, repleto de fãs, recebeu a pré-estreia do segundo filme protagonizado por Elsa e Anna – com lançamento marcado para 2 de janeiro – emocionando o público e levando muitos fãs às lágrimas. Depois, os diretores subiram ao palco e foram ovacionados por todo mundo: os vencedores do Oscar de Melhor Animação por “Frozen”, Chris Buck e Peter Del Vecho, contaram histórias de bastidores e do desenvolvimento da nova aventura. Em seguida, o diretor e roteirista Dan Scanlon mostrou trechos de “Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica” – longa que estreia no dia 5 de março. Já em outra temática, foi apresentado um pouco mais sobre os bastidores da criação “Star Wars: Galaxy’s Edge”, área temática de Star Wars nos parques da Disney, por meio do conteúdo apresentado por Scott Trowbridge.

Mas não foi só isso! O Auditório Cinemark XD contou também com o bate-papo entre os atores Ryan Reynolds e Joe Keery, junto do diretor Shawn Levy. Reynolds parecia não acreditar na empolgação do público e sorria a cada vez que era interrompido pelos gritos dos fãs. Mais tarde, Reynolds escapou de um susto: a barreira de proteção que o separava dos fãs se rompeu e ele teria sido “espremido” pelas pessoas se não fosse sua agilidade em subir de volta ao palco, em um episódio que rendeu comentários nas redes sociais!

Outro elenco aguardado que subiu ao palco no sábado foi o de “Star Wars: A Ascensão Skywalker”. O diretor J. J. Abrams e os atores Daisy Ridley, John Boyega e Oscar Isaac falaram sobre suas cenas preferidas e o que mais os emocionou nas filmagens, além de uma breve homenagem à saudosa Carrie Fisher.

No painel da Marvel, um dos mais aguardados da CCXP19, a participação do produtor e presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, presenteou quem estava no Auditório Cinemark XD com conteúdos exclusivos, incluindo o teaser de “Eternos”, que foi visto pelos fãs brasileiros com exclusividade antes de ser lançado mundialmente, assim como trechos especiais de “Viúva Negra”, estrelado por Scarlett Johansson e com estreia marcada para abril. O todo-poderoso da Marvel ainda adiantou que algumas produções do Disney+ devem ficar prontas no fim de 2020, quando a plataforma chega ao Brasil.

Muito mais!

Já no Auditório Ultra o público conferiu a presença de Mauricio de Sousa. O criador da Turma da Mônica relembrou sua trajetória, que teve início com a publicação de uma tirinha estrelada pelos os personagens Bidu e Franjinha, em 1959. Na sequência, o público conferiu um bate-papo sobre o filme “Jaspion”, ainda sem data de estreia, com participação do diretor Rodrigo Bernardo, que contou os desafios da produção. À tarde, foi a vez do MMO “World of Warcraft”, com a autora Christie Golden, que falou sobre o processo criativo do game e suas obras literárias.

Os quadrinistas da Chiaroscuro Studios também tiveram uma participação no festival para falar sobre a produção de HQs brasileiras de super-heróis, seguida pela presença de Takashi Shimizu, diretor do filme “O Grito”, falando sobre terror, e depois o auditório contou com os dubladores do anime “Dragon Ball”. O penúltimo painel foi conduzido por cinco artistas que trabalharam em histórias do Homem-Morcego, incluindo Frank Miller e Neal Adams, para celebrar os 80 anos do personagem.

Quem passou pelo Auditório Prime teve a oportunidade de participar da masterclass da ilustradora norte-americana Jöelle Jones – a primeira mulher a desenhar duas edições seguidas da série principal do Batman, sendo seguida pelo quadrinista argentino Eduardo Risso, conhecido pela obra “Noite das Trevas: uma história real do Batman”. A representatividade LGBTQI+ nos quadrinhos, muito percebida no Artists’ Alley deste ano, também foi tema de painel com Lorelay Fox.

Enquanto isso, a Oi Game Arena exibiu a Copa Team Fight Tactics CCXP, e no Creators Stage teve participação especial de Mônica Sousa, Camila Achutti, Karina Dauch e Maia Malu. O palco teve ainda uma apresentação e quiz musical da dupla Rolandinho e Bruno Bock, do canal Pipocando, e a banda NerdStones, que tocou músicas de séries e filmes. O canal “Ilha de Barbados” e o YouTuber Felipe Castanhari discutiram assuntos como relacionamentos e cotidiano, e depois foi a vez do time do jornalismo esportivo da Globo tomar conta em um painel sobre os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 e o aumento do número de mulheres nas delegações esportivas brasileiras. Por fim, Fábio Porchat dividiu o palco com Otaviano Costa, Tati Lopes e Fernanda Paes Leme para a gravação do programa “Que história é essa, Porchat?”.

O quarto dia – Domingo!

O último dia no Auditório Cinemark XD recebeu o aguardado painel da Netflix, que teve início com uma grande surpresa: Henry Cavill, protagonista de “The Witcher”, que subiu no palco e foi recebido por uma plateia extasiada, junto com a diretora Lauren Schmidt. Outro elenco aclamado foi o da série “La Casa de Papel”. Os atores Rodrigo de la Serna, Esther Acebo, Pedro Alonso, Alba Flores e Darko Peric contaram um pouco sobre série e o público pôde conferir metade do primeiro episódio da próxima temporada. Em seguida, foi a vez de Ryan Reynolds retornar ao Auditório Cinemark XD para divulgar seu segundo trabalho nesta edição da CCXP19, “Esquadrão 6”, junto com os colegas de elenco Adria Arjona, Mélanie Laurent (famosa pelo filme Bastardos Inglórios), Corey Hawkins e Manuel Garcia-Rulfo.

Mas foi a Warner que comandou os dois últimos painéis do Auditório Cinemark XD neste domingo. Primeiro, o estúdio apresentou suas estreias de 2020 e projetos para os próximos anos como “Scooby! O Filme”, “Tom & Jerry”, “Space Jam 2”, “DC Super Pets”, “Em um Bairro de Nova York” e o novo filme do “Esquadrão Suicida”, filme que terá a brasileira Alice Braga no elenco. Fechando a noite, Gal Gadot e Patty Jenkins brilharam completamente. A atriz e a diretora contaram ao público um pouco sobre a produção de “Mulher-Maravilha 1984”, em um painel que teve transmissão pelo Twitter e colocou a CCXP19 nos trending topics da rede social.

No Auditório Ultra, a CCXP contou com um painel que se repete em todas as edições: Furiosas: Mulheres que Chutam Bundas. Adriana Melo, Ana Cardoso, Anne Caroline Quiangala, Cinthia Saty, Cris Peter, Fefê Torquato, Germana Viana, Ju Loyola, Luiza Lemos, Nathali Loyola, Rebeca Puig e Sâmela Hidalgo lotaram o palco para falar sobre feminismo e o poder das mulheres.

Outro destaque do dia, entre tantos outros, vai para a apresentação “O que aconteceu com o Nerd que estava aqui?”, apresentada pelo Leo Hwan, Load, Fernanda Café, Mario César Oliveira e Rogério Saladino.

Balanço final:

Em sua sexta edição no Brasil, o maior festival de cultura pop do mundo reuniu 280 mil pessoas vindas de todas as partes do país. Segundo as informações da própria CCXP, São Paulo é o Estado que mais compareceu, com 72% do público – sendo 70% de fora da capital, segundo os organizadores – seguido por Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná. A organização estima que o evento tenha injetado cerca de R$ 265 milhões na economia da cidade e gerado 11 mil empregos diretos e indiretos.

Hoje, a CCXP alcançou um lugar de destaque no cenário do entretenimento mundial. A data para a CCXP20 está confirmada para os dias 3 a 6 de dezembro.

Confira os números da CCXP:

  • 115 mil m² de espaço
  • 15 estúdios e plataformas de streaming com ativações (estandes)
  • 35 lojas especializadas em produtos com temática geek
  • 55 marcas presentes no local
  • R$ 52 milhões de faturamento de todas as marcas em conjunto, segundo estimativa dos organizadores
  • R$ 325,00 de gasto por pessoa, em média,
  • 42 restaurantes e outras opções de alimentação
  • 150 toneladas de alimentos foram servidas aos visitantes e convidados, incluindo a maior venda de refrigerante em eventos indoor em São Paulo.
  • 51% de público masculino, 49% de mulheres.
  • 66% dos visitantes tinham entre 15 e 34 anos.

A cobertura do festival também teve números superlativos, com mais de dois mil formadores de opinião, entre jornalistas e influenciadores, vindos de 25 países, além de 170 profissionais de foto, vídeo, redes sociais e conteúdo. Foram exibidas mais de 130 horas de transmissão ao vivo, com uma unidade móvel dedicada à transmissão da Omeleteve, canal do Omelete no Youtube. A conectividade foi outro ponto alto da CCXP19, que teve 60 quilômetros de fibra ótica conectando todo o pavilhão com wi-fi gratuito disponibilizado para os todos os visitantes e tecnologia 5G para cobertura de conteúdos em tempo real, com aparelhos celulares de última geração.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon