O que rolou nos primeiros dias de CCXP - Cinem(ação)

O que rolou nos primeiros dias de CCXP

Quinta-feira:

A CCXP19 começou com grande expectativa dos fãs que compareceram em peso já no primeiro dia, lotando o maior festival de cultura pop do mundo. Os ingressos esgotados já reforçavam a espera do público pela sexta edição do evento e a fila do lado de fora dos portões deram o tom de tudo que era esperado para esse começo de evento.

Painéis, exibições de filmes, experiências sensoriais, sessões de fotos e autógrafos, performances, campeonatos de games… muita coisa. A CCXP – Comic Con Experience – reúne diversas áreas do universo da cultura pop. Uma delas é a oportunidade de artistas exporem seus trabalhos para o público apaixonado pelo mundo dos games, filmes de super-heróis e quadrinhos no Artists’ Alley.

No Palco Creators, houve show de ilusionismo com Henry Vargas e Klaus Duraes, que transformam as representações do clássico Houdini em brincadeiras com o público, além do ator Duda Nagle, que mediou um bate-papo com dois dublês famosos: Bobby Holand Hanton – Thor, Capitão América e 007 – e Renan Medeiros, que fez o filme brasileiro Aldo. Depois, os irmãos Castro, do famoso canal do YouTube Castro Brothers, improvisaram a apresentação com palavras aleatórias e fizeram inúmeros trocadilhos reproduzindo o quadro de maior sucesso do canal.

No Auditório Prime, terceiro maior da CCXP19, o quadrinista gaúcho Rafael Albuquerque, desenhista exclusivo da DC Comics, realizou uma masterclass da técnica aguada, parecida com a aquarela, mas à base de água. O artista mostrou como desenhar o Batman, um dos personagens mais icônicos dos quadrinhos. Em seguida, foi a vez de Laerte e Rafael Coutinho, dois dos mais respeitados artistas do país, subirem ao palco para conversar sobre a relação dos quadrinhos com a política. André Dahmer, um dos principais desenhistas do país e criador da tirinha Malvados, teve uma conversa cheia de humor com o público sobre como a internet está interferindo na sociedade. Depois, o músico Chorão foi homenageado em um dos momentos mais esperados, no bate-papo com João Gordo, Sarah Oliveira, Hugo Prata e Felipe Novaes sobre o filme “Chorão – Marginal Alado”. Eles contaram histórias do eterno vocalista da banda Charlie Brown Jr. e falaram sobre as emoções que sentiram durante as gravações. Andreza Delgado, Leo Hwan, Jefferson Costa e Debs fecharam o dia no Auditório Prime conversando com o público sobre a representatividade em toda cultura pop.

Os cantores Rael e Pabllo Vittar visitaram os estúdios da Rádio Disney onde derem entrevistas ao vivo, além de cantaram alguns de seus sucessos e tirarem fotos com fãs.

Na Oi Game Arena, numa disputa individual, universitários da AAA Vulcano e da INSPER MadFox se enfrentaram em busca do título de campões do Clash Royale no TUES (Torneio Universitário de E-sports). Já as disputas entre equipes começaram com o embate entre TECMACK – Universidade Presbiteriana Mackenzie e a Universidade Positivo CAPYBARAS. Na última competição da noite, League of Legends, o Falkol Storm, da UFABC, derrotou por 2×1 o DAEG Mackenzie e sagrou-se tricampeão da CCXP e hexacampeão da TUES.

O auditório Ultra recebeu os quadrinistas do Stout Club, que falaram sobre a trajetória do selo e a importância da HQ Mondo Estranho para eles. O segundo a subir no palco foi Frank Quitely, que revisitou suas principais obras e comentou sobre a oportunidade de desenhar personagens da DC Comics. Para fechar o dia, a dona das estátuas e colecionáveis mais cobiçadas da CCXP, a Iron Studios mostrou dioramas e comentou o processo de criação de peças que envolvem personagens da Marvel, Thundercats e Harry Potter. Em uma votação com o público para escolher qual será o colecionável produzido pela Iron Studios para a próxima edição da CCXP, os argumentos de um menino de nove anos definiram que Killer Croc, o Crocodilo inimigo do universo Batman da DC Comics, será o personagem trabalhado.

A abertura do auditório Cinemark aconteceu de modo especial com a presença de Cao Hamburger falando sobre os 25 anos do Castelo Rá-Tim-Bum. Cao contou que foram produzidos dois programas antes de chegar ao formato final apresentado, relatando que houve até mesmo a procura por canais internacionais querendo comprar os direitos globais da história criada, porém não houve negociação. Foi apresentado o novo projeto de Cao Hamburger, a série A5 five – spin-off da temporada de 2017 de Malhação Viva a Diferença, que estreará pela plataforma de streaming Globoplay.

Os painéis Rei Leão: Dando Vida à Savana e Homem-Aranha: Desbravando o Aranhaverso trouxeram Julien Bolbach e Pav Grochola, respectivamente, para falar sobre os efeitos visuais para a criação dessas duas superproduções.

Takashi Shimizu, diretor que fez história nos filmes de terror com O Grito, participou de um painel de arrepiar. Shimizu dirigiu as versões originais japonesas do filme Ju-On (1 e 2), e contou que foi uma surpresa quando os produtores americanos o chamaram para dirigir a versão que fez sucesso mundial em 2004, ficando em primeiro lugar por duas semanas nos EUA.

O painel da Riot Games trouxe muitas novidades para os fãs de League of Legends, e um dos painéis mais esperados da quinta-feira foi o Batman 80 anos. A abertura da Banda Leela contou com as músicas tema do personagem por toda a história, enquanto imagens dos filmes, séries e desenhos mais marcantes passavam na tela. Neal Adams e Rafael Grampá estiveram presentes.

No painel da Warner. Aves de Rapina juntou as protagonistas e a diretora em uma conversa animada com Marimoon. A primeira frase que Margot Robbie resumiu o painel inteiro: “You guys are insane!”.

Sexta-feira

O segundo dia de CCXP19 foi cheio. Dentre os destaques do dia esteve o painel com a atriz Lana Parrilla, da série “Once Upon a Time”, que foi ovacionada pelos fãs, que fizeram um abaixo-assinado na internet pedindo sua participação no festival. A Warner trouxe ativações cheias de criatividade, como espaço para dança e até a reprodução do café Central Perk, da série “Friends”, que, em 2019, comemora 25 anos. Já a área da Netflix traz para a CCXP19 o icônico motorhome de “Breaking Bad” para promover o filme derivado da série, “El Camino”. Outro sucesso da plataforma de streaming, a série “Stranger Things” está representada pelo cenário do shopping onde grande parte da aventura acontece na terceira temporada.

O Auditório Prime recebeu a masterclass de Mike Deodato, desenhista brasileiro que revolucionou a criação de personagens de histórias em quadrinhos e um dos primeiros brasileiros a ganhar projeção internacional. O artista paraibano foi ovacionado pelos fãs. Em seguida, o público ocupou o auditório para conversar com André Forastieri, Pablo Miyazawa, Odair Braz Júnior e Daniela Ianni, responsáveis pela Revista Herói. Eles falaram sobre os bastidores da publicação que, neste ano, completaria 25 anos. Em seguida, a diretora e os protagonistas da série “Todxs Nós”, da HBO, subiram ao palco para um painel sobre a produção, e o público ainda pôde conferir um trailer exclusivo. No final da tarde, Mike Deodato, Ivan Costa e Marcelo Maiolo apresentaram todo o processo de criação do pôster oficial da CCXP19.

Talk shows com Otaviano Costa, Serginho Groisman e apresentação da banda Fresno marcaram o segundo dia do Creators Stage by Trigg. Serginho promoveu um bate-papo com a produção elenco do novo programa de humor da Globo, “Fora de Hora”. A atração mais aguardada do dia foi o show e o meet and greet com a banda Fresno. A grande quantidade de fãs que aguardavam para conhecer os ídolos não nega o sucesso da banda.

No Auditório Ultra, a atriz Lesley-Ann Brandt falou sobre a quinta e última temporada da série “Lucifer”, da Netflix. A intérprete do demônio Mazikeen disse que se identifica em muitos pontos com sua personagem, dentre eles o físico e a personalidade forte. A editora Panini anunciou mais de 50 novos títulos em seu painel na CCXP19, como as HQs de “Strangers Things”, “Walking Dead”, “Rick and Morty” e “Superman: Ano Um”. O auditório teve a trajetória de 20 anos do RPG brasileiro “Tormenta” revisitada pelos fundadores. O ilustrador inglês Charlie Adlard comentou dez páginas icônicas de “The Walking Dead”. Depois, o quadrinista Neal Adams falou sobre as mudanças na indústria de quadrinhos ao longo dos anos. Ele comentou como foi trabalhar com grandes nomes, como Stan Lee e Jack Kirby. Produtora do game “League of Legends”, a Riot Games falou em painel sobre o investimento que a marca tem realizado nos últimos anos em bandas virtuais, e para fechar o dia os fãs de RPG puderam acompanhar pela primeira vez na CCXP uma aventura de D&D (Dungeons & Dragons) mestrada ao vivo em um auditório. Com interação da plateia, a novidade foi um sucesso.

A Oi Game Arena abriu o dia recebendo o campeonato de eFootbal PES (Pro Evolution Soccer), sendo que depois, fechando o dia de disputas, rolou um desafio de League of Legends.

Já no Auditório Cinemark XD, ocorreu a primeira exibição de Playmobil: O Filme, com o diretor Lino DiSalvo explicando os processos de criação da produção, que mistura live action e animação, e participou de uma rodada de perguntas da plateia. Lana Parrilla, a Rainha Má/Regina Mills de “Once Upon a Time” foi ovacionada. Já a Globoplay trouxe astros de suas principais estreias: Eu, a Vó e a Boi, Onde Está meu Coração e Desalma. Uma das partes mais marcantes das apresentações foi quando o ator Fábio Assunção, que estará na série Onde Está meu Coração – drama que fala sobre dependência química – relatou a emoção de fazer parte de um projeto que trata este assunto, presente em sua vida, por meio da dramaturgia e não invasão de sua privacidade.

O painel do MSPverso apresentou as novidades da Mauricio de Sousa Produções para 2020: serão quatro novas graphic novels, múltiplos projetos digitais, audiovisuais e diversas grandes produções. O sucesso de “Turma da Monica: Laços” foi tão grande, que a continuação começa a ser gravada já em janeiro. “Turma da Mônica: Lições” tem estreia prevista para dezembro de 2020, como confirmaram os atores-mirins do elenco. A grande novidade apresentada com ares de spoilers foi a produção de uma série live action de “Jeremias”, a graphic novel vencedora do prêmio Jabuti 2019.

O Cartoon Network trouxe Owen Dennis para falar da sua nova série, “Trem Infinito”. Com diversos fãs na plateia, que acompanharam o piloto postado na internet.

Depois, com nomes relevantes do mercado, a Amazon trouxe para seu painel do Amazon Prime Video os protagonistas das séries “Dom”, “The Expanse”, “Star Trek: Picard” – com direito a mensagem de Sir Patrick Stewart, que não pode comparecer – e o hit “The Boy”s. Foi apresentado também “Soltos em Floripa”, um novo tipo de reality show que mostra famosos como Pabllo Vittar e John Drops comentando o semiconfinamento de pessoas comuns em um programa. A última surpresa da noite ficou por conta de Daniel Alves, capitão da conquista da Copa América 2019, apresentando a série “Tudo ou Nada”, com os bastidores do torneio continental.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon