Estes filmes (provavelmente) vão ganhar o Oscar!
ganhar o Oscar - previsão - Corra!

Estes filmes (provavelmente) vão ganhar o Oscar!

Foi dada a largada para a corrida do Oscar! No dia 23, a Academia de Hollywood vai anunciar os indicados ao prêmio mais famoso do cinema. A cerimônia, que ocorrerá no dia 4 de março (sem coincidir com o Carnaval, para a alegria dos brasileiros), vai definir os vencedores da cobiçada estatueta.

O que define quem vai ganhar o Oscar, de forma bem simplista, é o quanto os principais filmes do ano “sobrevivem” aos festivais em que são exibidos, sempre com alguma surpresa aqui e acolá. No Oscar 2016, por exemplo, “Mad Max: Estrada da Fúria” sobreviveu a meio ano de lançamento comercial e abocanhou vários prêmios técnicos, sendo ainda indicado nas categorias principais. Desta vez, é o thriller antirracista “Corra!” que vem sobrevivendo ao tempo… e com a atual situação política dos Estados Unidos (leia-se: Trump na presidência), tudo indica que o excelente filme de Jordan Peele deve ter algum destaque.

 

Ainda é cedo para ter certezas de quem vai ganhar o Oscar, mas…

O fato é que, com alguns dos principais prêmios dos sindicatos e muitas outras premiações menores já tendo ocorrido – ou ao menos lançado lista de indicados – podemos pensar nos principais filmes. Aliás, a Nayara Reynaud publicou no Nervos uma lista muito interessante que compila os principais filmes da corrida do Oscar e suas pontuações com base em diversos prêmios e indicações.

Falta vermos quais filmes serão realmente premiados pelos sindicatos. o SAG, sindicato dos atores, por exemplo, costuma ser um ótimo indicador de vencedores nas categorias de atuação e até mesmo de filmes na premiação que chama de “Melhor Elenco”. Ainda tem alguns que não lançaram nem mesmo a lista de indicados, como o ASC, sindicato dos diretores de fotografia. Mesmo assim, já conseguimos ter alguns palpites fortes dos principais filmes na corrida. Confira:

 

"Me Chame Pelo Seu Nome" ganha trailer e cartaz

Direção:

Com a permanência de “Corra!” na disputa, é bem possível que o Oscar decida fazer história com o primeiro prêmio dado a um diretor negro, após Steve McQueen perder para Alfonso Cuarón em 2014, e Barry Jenkins perder para Damien Chazelle em 2017.

No entanto, ainda é cedo! Outro tipo de marco pode ocorrer: o segundo Oscar para uma mulher na categoria, caso Greta Gerwig vença por Lady Bird (ela certamente será indicada mas ainda não é vista como preferida), ou mais um mexicano na lista, já que Guillermo del Toro pode ganhar por “A Forma da Água”. O italiano Luca Guadagnino ainda está no páreo por “Me Chame Pelo Seu Nome”.

 

Ator:

Na categoria de atuação masculina, o páreo será duro entre Timothée Chalamet (Me Chame Pelo Seu Nome), Daniel Kaluuya (Corra!), James Franco (O Artista do Desastre), e Gary Oldman (O Destino de Uma Nação). Por enquanto, dá pra desconfiar que o histórico de atuações inigualáveis deste último será motivo para desempate, mas ainda é preciso esperar o resultado do SAG Awards. Vale lembrar que a Academia adora premiar rostos novos, como é o caso de Kaluuya e Chalamet.

 

Atriz:

Considerada a categoria mais concorrida do momento, ela deve ficar entre Saoirse Ronan (Lady Bird), Frances McDormand (Três Anúncios Pra um Crime) e Sally Hawkins (A Forma da Água). Quem ganhar o SAG deve levar também o Oscar. Será a terceira indicação de Ronan, a segunda de Hawkins, e a quinta indicação de McDormand, que é a única que já ganhou um prêmio (por Fargo, em 1996). Outras que devem ser indicadas, mas sem maiores chances de ganhar, são Jessica Chastain (A Grande Jogada) Margot Robbie (Eu, Tônia), e a onipresente Meryl Streep pelo spielberguiano “The Post: A Guerra Secreta”. Se isso ocorrer, será a vigésima indicação da diva da atuação.

 

Ator Coadjuvante:

Nesta categoria, Willem Dafoe corre o risco de ser o único a garantir um Oscar para o “super indie” Projeto Flórida. Sam Rockwell é outro favorito (Três Anúncios Para um Crime), e Armie Hammer pode ser uma surpresa (Me Chame Pelo Seu Nome). Um nome que deve ficar na lista de indicados é Christopher Plummer, que substituiu Kevin Spacey às pressas (muitas pressas!) em “Todo o Dinheiro do Mundo”, de Ridley Scott. Entre Dafoe, Hammer e Rockwell, nenhum nunca ganhou, e apenas Dafoe foi indicado anteriormente.

 

Atriz Coadjuvante:

Até o momento, o favoritismo da categoria vai para Laurie Metcalf, por Lady Bird. No entanto, a mãe do Sheldon em The Big Bang Theory pode ser ultrapassada por Mary J. Blige, de Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi, ou Allison Jenney pela biografia “Eu, Tonya”. As outras possíveis indicadas, como Holly Hunter (Doentes de Amor) e Tiffany Haddish (Viagem das Garotas) estão com poucas chances de ganhar.

 

Fotografia:

Nessa categoria, não tem pra ninguém. Além de ser facilmente previsível que Blade Runner 2049 terá prêmios nas categorias técnicas visuais (enquanto Dunkirk certamente ficará com as os prêmios técnicos de som), o fato é que tudo favorece para que a justiça seja feita: o diretor de fotografia Roger Deakins deve finalmente ganhar um Oscar. Deakins, que é um dos maiores diretores de fotografia de todos os tempos, foi indicado 13 vezes (esta será sua 14ª indicação) e nunca ganhou. Se Dan Laustsen ganhar por “A Forma da Água” ou Rachel Morrison ganhar por Mudbound, será injusto.

 

Figurino e Design de Produção:

Os favoritos para a categoria de Design de Produção: Blade Runner 2049 e A Forma da Água. O filme futurístico de Villeneuve tem mais chances. Na categoria figurino, a já vencedora do Oscar Jacqueline Durran deve receber o prêmio de novo… resta saber se será pelo filme A Bela e a Fera ou O Destino de uma Nação, já que ela foi a figurinista de ambos.

 

Canção e Trilha Sonora:

No quesito Trilha Sonora, Alexandre Desplat (A Forma da Água), Jonny Greenwood (Trama Fantasma), Hans Zimmer (Dunkirk) e Thomas Newman (Victoria e Abdul – O Confidente da Rainha) devem ser os principais nomes. Zimmer e Desplat são os nomes mais fortes e óbvios. Qualquer um dos dois que ganhar terá sua segunda estatueta.

 

Melhor Animação:

O filme “Viva – A Vida é uma Festa” vai ganhar. Pronto. Acabou. Não tem Van Gogh que ganhe da Pixar.

 

Melhor Filme:

Até o momento, a briga está bem acirrada. Por incrível que pareça, “Corra!” ainda está no páreo, junto com os nomes que são provavelmente os mais fortes: Lady Bird e Me Chame Pelo Seu Nome. O longa de Guillermo del Toro, A Forma da Água, a comédia ácida de Martin McDonagh, Três Anúncios Para um Crime, e o drama de Dee Rees, Mudbound, devem figurar entre os indicados, mas até o momento as chances são poucas.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário: