5 Melhores Filmes Nacionais de 2016

5 Melhores Filmes Nacionais de 2016

Este ano foi conturbado para o Brasil em vários sentidos. No cinema nacional a coisa não foi diferente. Começamos o ano amargando Que Horas Ela Volta? fora do Oscar de melhor filme estrangeiro, mas comemorando a bela lembrança  de O Menino e o Mundo. Logo em seguida os manifestos em Cannes da equipe do Aquarius e a polêmica entre o filme da Sônia Braga e o Pequeno Segredo para ver quem iria representar o Brasil na tentativa de disputar o Oscar em 2017. Tivemos ainda a questão da diversidade posta em tela em longas como Mundo Deserto de Almas Negras, Boi Neon e Ralé. Muitas comédias românticas genéricas e algumas de mais viço (Um Namorado para Minha Mulher). Além de um fenômeno financeiro chamado Os 10 Mandamentos… e os fenômenos da internet Porta dos Fundos e Kefera também deram as caras… Enfim, mais de 100 longas nacionais chegando nos nossos cinemas. Coisas Boas, Coisas ruins… como todo país grande.

Quais foram os 5 melhores nacionais que eu vi? Vamos à lista… Deixe a tua nos comentários para que a gente possa debater depois…

5- A Luneta do Tempo:

No dia 24 de março chega nos cinemas A Luneta do Tempo, mas infelizmente poucas gente viu. Um quase cordel filmado, com muitas alegorias, elevação de um mito e sonoramente muito forte. Alceu Valença, ator, produtor musical, diretor e roteirista de A Luneta do Tempo nos entrega um trabalho e tanto. Com algumas derrapadas é verdade, Valença consegue surpreender e nos mostrar um artista fora da zona de conforto. Questões como o tempo, circo e tipos sociais são bem exploradas aqui.

Aqui a crítica completa do surreal A Luneta do Tempo

4- Mais Forte que o Mundo – A História do José Aldo

Aqui temos a produção nacional de 2016 com mais cara de Hollywood, no melhor sentido da coisa. A fotografia é elogiosa, a direção é marcante e a montagem primorosa. Os atores têm vigor e ajudam muito na composição como um todo. O grande plot twist – que confesso não ter percebido de cara – eleva ainda mais o roteiro. Muito mais que um filme sobre um esportista, mesmo mostrando as lutas de Aldo, Mais Forte que o Mundo brilha em vários níveis.

Veja o nosso Cast sobre o filme Podcast #186 Mais Forte que o Mundo, onde dissecamos tim tim por tim tim e a minha crítica, esta sem spoiler.

Ponto Zero

Chegamos na trinca de longa nacionais com cotação máxima (5 estrelas). Ponto Zero é o menos palatável da lista, não por ser ruim, longe disso – se assim fosse não estaria aqui. Mas por ser todo alegórico e basicamente falar através das imagens. Metáforas para o renascimento dão o tom da primeira à última cena. E que fotografia, um espetáculo imagético. Ponto Zero é um ponto fora da curva no nosso cinema.

Leia a nossa crítica de Ponto Zero

Big Jato

Melhor atuação que eu vi do Matheus Nachtergaele. Ponto. Poderia parar aqui que já qualificava o longa do Claudio Assis como um dos melhores do ano. Big Jato aliás que venceu o Festival de Brasília do ano passado, e não foi à toa. O trato com a linguagem, os dois tipos que Nachtergaele interpreta – duas faces da mesma moeda, os diálogos cômicos e reflexivos – sem soar pedantes ou pretensiosos… tudo conspira para a adaptação do livro de Xico Sá ser fantástico – filme já disponível no Canal Brasil

Crítica da obra prima Big Jato

Campo Grande

Campo Grande trata da infância de um jeito cru e lúdico. Brincadeiras inocentes lado a lado com o abandono. Atuações mirins e adultas passando uma verdade inacreditável. A fotografia mostrando um Rio de Janeiro bem diferente do usual para o público de fora. Um longa que tem uma narrativa que flui bem, mas que ao mesmo tempo é pesada. Melhor longa nacional de 2016 e um dos melhores no geral.

Veja os outros motivos para Campo Grande ser o melhor nacional que eu vi este ano.



E a tua lista ficou parecida com a minha? Coloque aí o teu top 5 de filmes nacionais de 2016 nos comentários… e tomara que 2017 seja ótimo para o nosso cinema… Fiquem de olho no longa Deserto, um quase Auto da Compadecida do Século XXI.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário: