10 Coisas que você não sabia sobre Sylvester Stallone

10 Coisas que você não sabia sobre Sylvester Stallone

Sylvester Stallone já faz parte da história do cinema. Além de ter sido um dos grandes astros de ação dos anos 1980 e 1990, ele viveu Rambo e Rocky Balboa nos cinemas: dois ícones que jamais serão esquecidos – e que permanecem sendo relembrados a todo instante por renovações de franquias.

SylvesterStallone_gif_Rocky

Mesmo com tantos papeis icônicos, há quem diga que Stallone só consegue boas atuações sob a batuta de um grande diretor – como no caso de “Creed“. O fato é que Stallone tem uma história muito interessante. Confira 10 fatos interessantes sobre a vida dele.

 

10- Sorriso “maroto” desde o nascimento

Quando o pequeno Sylvester Stallone nasceu, no dia 6 de julho de 1946, a equipe médica foi obrigada a utilizar uma tática chamada de fórceps, comum em alguns partos mais complicados. Só que o médico exagerou um pouco na força e acabou afetando alguns nervos que controlam as pálpebras e os lábios, o que gerou seu “leve sorriso” e sua fala arrastada.

 

9- Fisiculturismo “na marra”

Quando se dedicou ao fisiculturismo – ou bodybuilding – ainda muito jovem, Stallone não tinha dinheiro para frequentar uma academia ou comprar pesos, já que tudo isso era muito caro na época. Foi por isso que ele decidiu criar seu próprio treinamento, chegando a empurrar carros velhos em um ferro-velho ou puxar blocos de concreto. Isso é ser “badass”, o resto é conversa fiada.

SylvesterStallone_rocky

 

8- Família do subúrbio, esporte de bacana

Sly cresceu no então perigoso bairro do Queens, em Nova York, onde vivam famílias como a dele, de origem italiana e profissões “blue-collar” (termo usado para trabalhadores braçais), embora seu pai tivesse um salão de beleza. Quando a família teve condições um pouco melhores, Sylvester Stallone começou a praticar Polo, esporte quase exclusivo de ricos – e nada a ver com boxe!

 

7-Filme pornô?

O primeiro trabalho de Stallone foi em um filme considerado “pornô soft”, no qual ele protagonizou um homem que dava uma “festinha” em sua casa. O longa, chamado de “The Party at Kitty and Stud’s” foi lançado anos mais tarde com o título de “The Italian Stallion”, aproveitando-se do sucesso de Rocky. No Brasil, o título deste longa ficou “O Garanhão Italiano”.

 

6- Crescimento problemático

Após ter que conviver com as constantes brigas de seus pais, Stallone foi viver com a mãe, já divorciada, na Filadélfia. Com problemas emocionais, o então adolescente Sylvester foi expulso de diversas escolas, indo parar em uma instituição para jovens problemáticos. Mesmo assim, ele conseguiu cursar artes dramáticas em uma Universidade na Suíça, e mais tarde em Miami. Sem completar a graduação, foi a Nova York tentar carreira como ator. Na big apple, Sly teve vários empregos inusitados para pagar as contas, como limpar a jaula dos leões no Zoológico do Central Park.

 

5- Piadinha com a lenda

Na premiação do Oscar de 1977, quando o astro foi indicado ao prêmio de Melhor Ator por “Rocky”, Stallone apresentou o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante ao lado da maior lenda do boxe, Muhammad Ali, com quem fez brincadeiras. “Eu sou o verdadeiro Apollo Creed”, disse o boxeador.

 

4- Uma carreira em torno de Rocky Balboa

Após um sucesso estrondoso nos anos 80, Stallone passou a ter cada vez menos sucesso, com filmes de pouco resultado comercial como “O Juiz” e “Daylight”. Por ficar introspectivo enquanto envelhecia, o ator decidiu escrever mais um roteiro com seu personagem mais famoso, o que gerou o filme “Rocky Balboa” (2006). Stallone declarou à revista People que, se não fosse pelos insucessos de sua carreira, provavelmente não teria escrito o roteiro.

SylvesterStallone_Creed_gif

 

3- Acidentes e mais acidentes

Ao longo da carreira, Sly sofreu alguns acidentes bem feios. Nas filmagens de “Rocky IV”, Dolph Lundgreen lhe deu um soco no peito que causou um inchaço no coração, exigindo que ele fosse ao hospital imediatamente. Nos filmes “Rambo” e “Fuga Para a Vitória“, o astro quebrou costelas, enquanto teve choque corporal em “Rocky III”. O recorde foi em “Os Mercenários”, quando ele quebrou o pescoço!

JUDGE DREDD, Rob Schneider, Sylvester Stallone, 1995

JUDGE DREDD, Rob Schneider, Sylvester Stallone, 1995

 

2- Noção da realidade

Em entrevista ao Jonathan Ross, apresentador britânico, Sylvester Stallone declarou que o filme Rocky V é “nota zero”. Segundo o ator, ele queria fazer um último filme da franquia e acabou saindo ruim. Após fazer “Rocky Balboa”, ele declarou que seria o último filme de todos, mas pelo jeito não cumpriu a promessa e voltou com o personagem em “Creed“. Os fãs agradecem.

 

1- Confissões ao Jimmy Fallon

Em um dos talk shows mais importantes dos Estados Unidos, Sly confessou dois fatos interessantes. Ele se candidatou ao papel de Han Solo para o primeiro Star Wars, mas desde o começo sabia que não era papel para ele. O segundo fato é só a confirmação de algo que muitos já sabiam: ele chegou a odiar Arnold Schwarzenegger devido à competitividade entre eles nos filmes de ação dos anos 80 e 90. “Eu admiro o trabalho dele e o respeito, mas eu o odiava”, confirmou.

 

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

  • Lucas Albuquerque

    Quando falamos de Stallone o que vem primeiro à cabeça: Rocky ou Rambo? Por eu gostar muito mais do primeiro não consigo dar uma resposta neutra sobre qual o personagem mais icônico dele