Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Netflix terá continuação de Cidade Invisível e pode se redimir dos erros

Crítica: Cidade Invisível - Netflix

A Netflix acaba de confirmar a segunda temporada de Cidade Invisível. A série brasileira estrelada por Marco Pigossi e produzida por Carlos Saldanha ficou pelo menos por um dia entre as séries mais assistidas em mais de 40 países.

Os novos episódios continuarão com a Prodigo Films e darão aos realizadores a oportunidade de corrigir um erro apontado por diversos ativistas: a falta de protagonismo indígena.

Conforme explica uma matéria do Catraca Livre, o fato de não haver personagens indígenas ou pessoas indígenas. É o que explica o ativista Fabrício Titiah, da nação indígena Pataxó HãHãHãe:

Com isso, é importante que os produtores da série entendam que poderiam ter colaborado mais com a representatividade indígena e tomem atitudes voltadas a melhorar a série, seja com personagens indígenas, seja com consultoria.

Em diversas entrevistas, tanto Marco Pigossi quanto Carlos Saldanha reforçaram que utilizaram como base o livro “Abecedário de personagens do folclore brasileiro” de Januária Cristina Alves, bem como a consultoria da autora. Desta vez, é importante que uma resposta seja dada aos indígenas, mesmo que o folclore nacional passe pelo sincretismo cultural brasileiro.

É importante que estejamos sempre atentos para as nossas heranças culturais indígenas, a fim de não causar o apagamento do povo originário do nosso país. A cultura do churrasco e do chimarrão, divindades como a Kaapora e o consumo de mandioca e polvilho estão entre os hábitos indígenas que foram absorvidos por determinadas regiões e tiveram seu histórico apagado.

Sobre Cidade Invisível:

Na trama de Cidade Invisível, um policial ambiental encontra uma estranha conexão entre a morte de sua mulher e o aparecimento de um boto cor-de-rosa morto numa praia do Rio de Janeiro. Conforme avança nas investigações, ele descobre um mundo oculto habitado por entidades do folclore brasileiro. Com Marco Pigossi, Alessandra Negrini, Jessica Córes, Fábio Lago, Wesley Guimarães, Julia Konrad, José Dumont, Manu Dieguez, entre outros.

Sair da versão mobile