Crítica: The Prom (2020) - Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Crítica: The Prom (2020)

Sinopse: A Festa de Formatura é adaptação do musical The Prom, que conta a história de Emma, uma menina adolescente de Indiana que está no último ano do ensino médio. Quando ela decide levar sua namorada como par para o baile de formatura e a escola cancela a festa, ela chama atenção nas redes sociais de um grupo de atores da Broadway em busca de uma causa para melhorar sua carreira. As quatro estrelas em declínio vão então para o meio-oeste tentar ajudar Emma a conseguir mudar a mente dos pais conservadores que barraram seu baile.

Breves comentários:

Ryan Murphy precisa começar se concentrar em um projeto de cada vez ou tirar do piloto automático. Só em 2020 foram duas séries, Hollywood e Ratched, além da produção do fraco The Boys in the Band. Pra fechar o ano a Netflix lançou o musical The Prom, com um elenco recheado de estrelas. Contudo, Murphy não soube pilotar a Ferrari.

Evidente, Murphy é conhecido por seu trabalho com musicais, vide Glee. Porém, The Prom nada mais é que uma junção de músicas, as vezes nada empolgantes, boas coreografias, um roteiro fraco e com resoluções simplistas.

Agora olhando as atuações, Meryl Streep impressiona ao conseguir tirar leite de pedra. Já Kidman está totalmente apagada. Sua única oportunidade de mostrar seu talento é durante uma música. Um verdadeiro desperdício.

A surpresa positiva é James Corden. Talvez o roteiro e o personagem o favoreça mais que os outros e ele aproveita bem isso. Já o casal protagonista entre Emma (Jo Ellen Pellman) e Alyssa (Ariane DeBose) não cativa e poucas vezes cria um laço emocional com o público.

É evidente como o filme não se sustenta. A história praticamente é dividida em dois elencos, o dos artistas e os colegiais. E isso faz existir um desequilíbrio. Basta observar a cena inicial que é um grande espetáculo e na sequência entra em cena o núcleo da protagonista (tenho dúvidas se de fato ela o é) e o nível cai.

The Prom é extenso e se apoia no brilhantismo de Streep, Corden e Kidman. Sem eles em cena o filme fica de morno pra frio.

  • The Prom
2

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon