#ConexãoSundance 2020: Cuties - Cinem(ação) - crítica
Cena do filme Cuties, Netflix, no Festival de Sundance 2020

#ConexãoSundance 2020: Cuties

#ConexãoSundance: Crítica e análise do filme francês Cuties, da Netflix.

Confira a cobertura completa com diversos filmes aqui!

A cobertura do Festival de Sundance 20200 será postada filme a filme, com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

Cuties

O primeiro filme visto pelo crítico Maurício Costa não era dos favoritos para se conseguir o ingresso, mas foi uma grande surpresa. Ele fala sobre uma menina de 11 anos de uma família tradicionalmente senegalesa, vivendo em Paris, e que acaba entrando com um grupo de dança de sua cidade. Aquilo mexe com a cabeça dela, e o filme vai lidar com o conflito em relação à tradição do comportamento religioso, e essa influência do mundo moderno e das redes sociais, bem como o acesso precoce às redes sociais. No grupo, são meninas de 11 anos dançando como a Cardy B.

Mas a grande coisa do filme é que ele tem muitas camadas, é envolvente no que tem de comédia e tragicômico, e no que ele tem de muito dramático. As quatro meninas que formam o grupo foram um achado. Numa primeira camada, ele fala sobre o amadurecimento e a chegada à puberdade de uma garota. Em uma segunda camada, vemos o desenvolvimento da identidade sexual e o acesso precoce a determinado tipo de informação que essa geração tem. Em uma terceira camada, temos o conflito entre a tradição e a modernidade, algo comum na primeira geração de migrantes em todos os lugares, já que o que emigra quer que seu filho siga determinadas tradições.

A protagonista Amy tem uma atuação sensacional e consegue transitar entre a fragilidade de uma criança e um grau de ousadia de uma mulher sexy. Pode parecer incômodo o que vemos no filme, e a diretora disse que a forma como ela lidou com as crianças, com presença de psicólogos, foi traçar paralelos com animais.

O filme tem sequências que são muito impactantes. Um deles mistura a coreografia da dança da garota com um ritual religioso, formando uma ironia. A última cena é maravilhosa.

Por ser um filme da Netflix, deverá estar disponível em breve para o mundo todo.

Nota: 5/5

Sinopse e Ficha Técnica:

Aos 11 anos, Amy vive com sua mãe Mariam e seu irmão mais novo, esperando seu pai se reunir com a família vindo do Senegal. Fascinada pela vizinha desobediente Angélica, Amy passa a participar de um grupo que causa grande contraste com a tradição de sua família.

Competição: World Cinema Dramatic Competition
País: França
Duração: 96 min
Idioma: French
Produção: Netflix
Direção e Roteiro: Maïmouna Doucouré

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2019 os seguintes sites e canais: Razão:de:Aspecto, Cinem(ação), Getro.com.br e Wanna be Nerd.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon