[HQ] Enquanto o Rei da Prússia estava travando uma guerra, quem você acha que estava remendando suas meias? - Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

[HQ] Enquanto o Rei da Prússia estava travando uma guerra, quem você acha que estava remendando suas meias?

O nome dessa Hq Francesa (Enquanto o Rei da Prússia estava travando uma guerra, quem você acha que estava remendando suas meias?) já sugere que é algo fora do comum. E é isso mesmo que você irá ler aqui, uma história sensível, real e bonita, porém ao mesmo tempo consegue entregar uma crueza que faz com que o leitor tenha sensações mistas. Seria ela bonita e alegre ou solitária e triste? Mas pensando bem não poderia ser os dois, assim como a vida?! Uma bela história de pouco mais de cinquenta páginas fará você se emocionar.

A Sra. Hubeau vive em função de seu filho deficiente mental de quarenta anos e faz tudo por ele. Sua vida gira em torno disso e todas as suas ações são para melhorar a vida dele (Michael). Uma vida extremamente difícil e árdua que muitas vezes beira o esgotamento, mas ao mesmo tempo com muito amor e dedicação. Uma homenagem a todas as pessoas que lutam nas sombras, essas sim são os verdadeiros super heróis.

PONTOS FORTES

  • Não há romantização do sofrimento, da angústia e da dificuldade. Tudo é retratado de forma crua para o leitor tirar suas próprias conclusões e também entender que nem tudo é preto ou branco se tratando da vida real.
  • O roteiro não têm diálogos marcantes ou de frase pronta que acaba sendo recorrente em HQs de heróis (e muito bem vindas), mas que aqui não caberia. Os diálogos são reais e muito bem escritos, emulando a vida real e todas as nuances ou nonsense que ouvimos e falamos todos os dias.
  • O ritmo não é nada cansativo e não tem grandes acontecimentos bombásticos. É retratado apenas alguns dias da vida da Sra. Hubeau. Apenas seguimos Hubeau pelas cinquenta páginas fazendo coisas normais (para ela), o que não necessita muita explicação ou uma leitura mais pesada.

PONTOS FRACOS

  • A Arte é pouco inspiradora. Os enquadramentos, coloração e traços não tem nada de diferente e é totalmente mecanizado. Feito sob medida para uma leitura agradável, mas que nada agrega a história e aos olhos dos leitores. É o suficiente para dar vida ao roteiro, mas não dialoga com ele.

É uma boa pedida para quem quer algo diferente do que está habituado a ler e também uma porta de entrada para aqueles que querem começar a ler histórias em quadrinhos, mas se vê perdido no meio de tanta cronologia bagunçada de Super Heróis e sempre desiste dessa arte maravilhosa.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon