Episódio de Game of Thrones tem a pior avaliação de críticos - Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Episódio de Game of Thrones tem a pior avaliação de críticos

Esta foi a segunda avaliação de oito temporadas que recebe notas abaixo do esperado

O episódio de Game of Thrones exibido neste domingo, dia 28 de Abril, era um dos mais esperados de toda a história da série, pois se tratava do confronto entre os White Walkers, que representavam o gelo, e vários dos exércitos das casas que reunidas iriam enfrentá-los.

O capítulo entitulado “The Long Night” teve a segunda pior avaliação da história da série, de acordo com o Rotten Tomatoes.

A longa noite, como diz o título, parece não ter impressionado aos críticos e, visto as reações em redes sociais como o Twitter, ao público, deixando as opiniçoes divididas.

Com 74% de aprovação, o terceiro episódio de Game of Thrones perde apenas para um dos episódios da quinta temporada que agradou apenas 54% dos críticos.

Sobre o terceiro epísodio de Game of Thrones e os itens que apareceram como incômodo:

A baixa resolução do capítulo exibido foi uma das coisas mais comentadas nas redes sociais, inclusive gerando diversos memes;

A fumaça que criava a atmosfera entre gelo e fogo também serviu como uma maneira de deixar as imagens sem foco;

A baixa iluminação causou escuridão. Sim, sabe-se que o Rei da Noite era uma personagem que traria a escuridão, porém esta não é a primeira vez que nota-se este incômodo nas cenas noturnas e, desta vez, causou até impossibilidade de distinguir personagens;

Uma guerra que foi mencionada diversas vezes ao longo das temporadas, onde inclusive mencionava-se a frase “The Winter is Comming”, acabou de uma maneira rápida e indolor, com apenas personagens secundários e figurantes morrendo durante a batalha, mas sem nenhum personagem principal sequer abatido;

Planos de câmera mal conduzidos onde os planos abertos eram excelentes e os planos fechados, que mostravam close dos personagens, não funcionavam muito bem.

Graves problemas de roteiro, como os facilitadores encontrados para dissolver questões que aparentemente eram insolúveis gera desconforto;

No vácuo que se estende entre o episódio anterior e o próximo não há o desenvolvimento de alguns personagens, onde o perigo anunciado ao longo da série não é bem explorado e por fim acaba não aprofundando a narrativa.

Vamos aos pontos positivos ressaltados pelos internautas:

A guerra entre gelo e fogo causou a tensão necessária, deixou as pessoas em êxtase pelo grande nível de suspense da trama;

Arya tornou-se uma personagem mais que consagrada devido a resolução de um dos problemas mais aguardados ao longo da série, atendendo inclusive a um dos pontos mais atuais que é a necessidade de personagens femininas serem empoderadas e cruciais;

A aparição de Ghost e a certeza de que ele e os dragões estão a salvo devido ao teaser do próximo episódio;

As grandes profecias ocorrendo, trazendo referências de capítulos anteriores e demonstrando excelente continuidade;

A forma como “fez-se” a luz na escuridão através do chamamento ao Senhor da Luz pela vidente Melissandre.

Resta saber se entre prós e contras, tendo a maioria de contras no terceiro episódio, teremos uma melhor cadência e composição, trazendo uma melhor execução, já que demoraram 55 dias para efetuar a gravação da grande batalha que deveria ser épica e marcante.

Fiquem ligados pois no quarto episódio, ainda sem título revelado, após essa batalha de Winterfell consolidada por Arya, um novo capítulo pelo domínio de Westeros irá iniciar! E a expectativa só aumenta, não é mesmo?

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon