Como Aprender Cinema Pela Internet | Guia de Estudos
Estudar Cinema

Como Aprender Cinema Pela Internet | Guia de Estudos

Por centenas de anos, estudar a fundo um tema específico era uma atividade restrita aos grandes intelectuais que dispunham de tempo e dinheiro, pois o material disponível para estudo era limitado e a escrita restringia-se a réplicas muito limitadas, como as tabuinhas com escrita cuneiforme dos povos sumérios, os papiros egípcios, os ideogramas chineses, entre outras variadas formas de reprodução, cujo acesso era restrito a pequenos grupos de pessoas, geralmente escribas.

A partir do século XV com a invenção da máquina de impressão tipográfica inventada pelo alemão Johann Gutenberg, foi possível uma grande expansão de conhecimento escrito. Foi uma verdadeira revolução que permitiu que pessoas comuns tivessem acesso a uma quantidade até então inimaginável de livros e textos, que poderiam ser copiados com maior agilidade, propagando conhecimento.

Modelo da máquina de impressão inventada por Gutenberg no século XV

 

Séculos depois, vivenciamos uma nova revolução na forma como estudamos –  a internet. Hoje vivemos um processo de democratização do ensino, que visa possibilitar que toda e qualquer pessoa tenha acesso à educação, básica ou específica. Segundo pesquisa do IBGE feita no final de 2017, apenas 63,3% das casas brasileiras possuem acesso à internet. Ainda há muito o que ser feito para que todos tenham acesso à essa infinidade de informação, mas para àqueles que tem esse acesso, é importante utiliza-lo para expandir seus conhecimentos.

Aplicando essa revolução do ensino ao cinema, hoje é observável o crescimento no número de pessoas interessadas em conteúdo relacionado aos filmes que elas assistem. Um levantamento feito no Google Trends mostra que nos últimos 10 anos, houve um aumento no número de procuras no Youtube por termos como “crítica”.

Entretanto, percebe-se que muitos têm produzido conteúdos para a internet, em especial no YouTube, mas poucos tem estudado sobre assunto, o que gera algumas bizarrices que podem até entreter, mas sem qualquer valor elucidativo.

De fato, hoje é possível encontrar uma infinidade de sites, blogs, canais, podcasts, escolas e universidades que oferecem conteúdo educativo sobre cinema, inclusive alguns gratuitos. Comecemos então pelos tradicionais sites e blogs.

 

Sites e Blogs

Muitas vezes olhamos para os blogs ou pequenos sites, como algo menor, menos relevante do que grandes portais de cinema. Mas a verdade é que são nesses pequenos blogs e sites que encontramos autores com liberdade de escrita e paixão pelo que fazem. E não é preciso ser um texto acadêmico (falarei deles) para garimparmos conhecimento sobre cinema. Alguns sites e blogs de críticas tem despertado o desejo e aberto um canal de discussão acerca dos filmes analisados.

Razão:de:Aspecto, Plano Aberto, O Sete, Cinematório são alguns exemplos de sites que fogem dos grandes portais para oferecer críticas aprofundadas e independentes sobre cinema.

 

Podcast e YouTube

Já escrevi um texto (que você pode conferir aqui) sobre minha relação com podcast, então não me alongarei no tema. Apenas quero citar alguns podcasts que não se prendem ao formato de críticas de determinado filme, e sim, visam uma discussão mais profunda sobre técnicas, movimentos cinematográficos, cinema e sociedade, entrevistas e claro, análises fílmicas.

Destaca-se claro, o Cinem(ação) e sua série e entrevistas com diversos profissionais das mais variadas áreas do cinema, como direção de fotografia, atuação, montagem, trilha sonora e outras. Olhando um pouco para fora do país, o The Director’s Cut – A DGA Podcast (em inglês) traz uma proposta interessante onde cineastas entrevistam outros cineastas, em uma conversa rica em aprendizado.

Indo para o celeiro fértil do YouTube, temos uma quantidade imensa de canais que falam sobre cinema, mas a proposta aqui são canais que promovem conteúdo didático, e é ai que o funil aperta. Falando dos canais em português, destacam-se o Cinemascope e sua incrível série sobre cinema nacional, Entreplanos e seus bem produzidos vídeos-ensaio, o Cineplot com temas técnicos e muitos clássicos do cinema e o canal do Arthur Tuoto, jovem cineasta que produz ensaios interessantes. Também não posso deixar de citar uma playlist criada pelo Artecines e o Plano Geral só com vídeos-ensaio sobre termos e técnicas cinematográficas. Um verdadeiro dicionário cinematográfico para um estudo profundo sobre os segredos do cinema.

Caso tenha familiaridade com o idioma inglês, canais como o extinto Every Frame a PaintingLessons from the Screenplay, NerdWriterScript to Screen são opções de excelentes conteúdos didáticos com profundidade e focados em roteiros, algo que poucos canais em português se arriscam a fazer.

 

Palestras, Cursos e Faculdades On-line

Agora vamos nos aprofundar ainda mais com conteúdos mais sólidos, feitos para cinéfilos que queiram buscar um grau de conhecimento maior, incluindo aqueles que querem trabalhar com cinema, seja produzindo ou lecionando.

No Brasil temos poucas faculdades de cinema a distância, mas algumas instituições como a Belas Artes e a Estácio, oferecem pós-graduação em Cinema e Audiovisual. Já a Unimonte oferece graduação para quem quer começar sua vida acadêmica com cinema.

Agora, sabemos que esses cursos não são tão baratos assim, e caso você não queira investir tanto, há opções de palestras on-line com valores abaixo de R$ 30,00/mês, como o CONACINE que oferece dezenas de palestras sobre linguagem cinematográfica, panorama de diretores, compilações entrevistas de grandes cineastas e movimentos cinematográficos.

Também temos uma opção muito interessante em inglês chamada Masterclass, onde grandes cineastas e outros profissionais do cinema lecionam cursos específicos. Um grande destaque dessa plataforma é a possibilidade de estudarmos com ninguém mais ninguém menos que Sr. Martin Scorsese em um belíssimo curso de direção. Entre os palestrantes temos Aaron Serkin, Shonda Rhimes, Ron Howard, Werner Herzog, Hanz Zimmer, Spike Lee, Helen Mirren, Judy Blume dentre outros e outras. Ah, e o valor? U$ 180 / ano.

Outra plataforma muito relevante é o Coursera, uma ótima ferramenta de cursos on-line, muitos desses gratuitos e oferecidos pelas melhores universidades do mundo como Arizona, Yale, Stanford, Unicamp, Princeton, Universidad de Chile e muitas outras. Infelizmente, no momento não tem nenhum curso de cinema disponível, mas já fiz um muito bom sobre Cinema Clássico (em inglês com legenda).

Mas se você quer conteúdo profundo, acadêmico, em português e de graça, existe uma outra possibilidade.

 

Artigos Acadêmicos

Você conhece o Google Acadêmico? Segundo a própria empresa, o Google Acadêmico é um sistema do Google que oferece ferramentas específicas para que pesquisadores busquem e encontrem literatura acadêmica. Artigos científicos, teses de mestrado ou doutorado, livros, resumos, bibliotecas de pré-publicações e material produzido por organizações profissionais e acadêmicas, tudo isso é mais fácil de encontrar por aqui.

Esta ferramenta é muito útil para encontrar aquele artigo sobre Mixagem de som, ou aquela pesquisa minuciosa sobre mis-en-scène. Naturalmente, a maioria dos artigos estão escritos ou em inglês ou em francês, mas ainda assim, temos acesso a um grande acervo de artigos em português, aprovados pelas mais conceituadas universidades do Brasil e do mundo.

Lá você ainda pode aplicar diversos filtros para deixar sua pesquisa ainda mais específica, salvá-las em sua biblioteca virtual e baixar o arquivo em *.pdf para lê-los depois. Enfim, é conhecimento ilimitado e de graça.

 

A verdade é que não temos mais desculpas para falta de conhecimento. Estudar, seja o assunto que for, é um mecanismo de evolução, e como amamos falar de cinema, estudar sobre temas específicos abrirá nossos olhos para um novo olhar sobre os filmes que assistimos. E acima de tudo, siga o exemplo de Paul Thomas Anderson que disse: “Minha educação cinematográfica consistiu em descobrir o que os cineastas que eu gostava estavam assistindo, depois ver esses filmes”. Ou seja, veja muitos filmes. Pense os filmes que assiste e se possível, resenhe-os. Não limite o que é ilimitado. A internet está ai para isso.

 

Bons estudos!

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon