O Framboesa de Ouro em 5 quesitos

O Framboesa de Ouro em 5 quesitos

Hollywood vive um caso de amor e ódio com a própria Hollywood. A grande indústria do cinema norte-americano celebra todos os anos os melhores do cinema em sua determinada categoria, através de premiações como o Oscar, Globo de Ouro, Critics’ Choice Awards, vários prêmios dos sindicatos, etc. Mas em contrapartida aos prêmios que escolhem os melhores do ano, uma premiação vem para ‘assombrar’ produtores, diretores, atores e técnicos. É o Framboesa de Ouro (ou Golden Raspberry Awards, ou simplesmente Razzies), uma espécie de anti-prêmio que primeiro seleciona alguns indicados aos piores do ano e depois os “premiam”. Muitos nem levam a sério essa premiação que antecede em um dia a cerimônia do Oscar (este aqui o tão sonhado prêmio mundial). Quer saber quando sairá a lista dos indicados ao Framboesa de Ouro? Simples, fique atento ao dia em que sairá a lista dos indicados ao Oscar. A relação do Framboesa de Ouro sai um dia antes.

Podemos avaliar o Framboesa de Ouro em 5 quesitos:

1º Quesito: Premiam filmes achando que eles de fato são os piores:

Eles já cometeram muitas injustiças, mas vamos admitir que eles também acertaram bastante. Há muita coisa ruim que eles não deixam passar, tais como: “Tubarão III” (indicado), “Howard: O Super-Herói” (vencedor), “Striptease” (vencedor), “Anaconda” (indicado), “Batman & Robin” (indicado), “A Reconquista” (vencedor), “O Filho do Máskara” (indicado) e “Transformers: A Vingança dos Derrotados” (vencedor). A saga “Crepúsculo” também virou alvo deles. Alguns outros filmes indicados e vencedores acabam dividindo opiniões da crítica e do público. Precisamos lembrar que o Framboesa de Ouro na verdade se esquece de muitos filmes que são puramente descartáveis. Eles ignoram (e talvez nem mesmo assistam) filmes classe C, aqueles que envolvem algum tipo de fruta ou legume assassino ou aqueles filmes de luta e de ação estrelados por canastrões como Lorenzo lamas e Don ‘The Dragon’ Wilson. Há também aqueles filmes sofríveis feitos de forma quase amadora. Esses filmes não são lembrados pelo Framboesa; eles preferem focar em produções de destaque e, na maioria das vezes, feitos pelos grandes estúdios.

Showgirls (1995)

2º Quesito: Premiam diretores e atores de forma pessoal:

Quem se lembra da declaração de amor de Tom Cruise para sua então namorada Katie Holmes no sofá da apresentadora Oprah Winfrey em 2005? Pois é, o ato romântico do ator não foi bem visto por muita gente que acabou não gostando das maneiras do astro, que se comportou como um apaixonado descontrolado. Cruise em sua empolgação parecia mesmo fora de si, mas será que ele merecia ser punido por isso? A imprensa não o perdoou, e isso foi sentido na indicação de Cruise a pior ator por “Guerra dos Mundos”. Sabemos que foi um exagero e injustiça, porque o ator está bem no filme dirigido por Steven Spielberg. Nem mesmo sua amada (na época) Katie Holmes foi poupada. Holmes acabou sendo indicada a pior atriz coadjuvante por “Batman Begins”.

Sabemos que Sylvester Stallone não é um super ator, mas ele já provou que pode atuar bem (filmes como “Rocky, um Lutador”, “Rambo – Programado para Matar”, “Copland” e “Creed – Nascido para Lutar” comprovam isso); mas o Framboesa de Ouro pegou no pé de Stallone, o indicando (e algumas vezes premiando) a pior ator de forma a parecer uma perseguição ao astro. Adam Sandler, Nicolas Cage, Eddie Murphy e Kevin Costner são outros atores que eles não esquecem. Entre as mulheres, Madonna é a recordista de indicações (e vitórias) ao prêmio de pior atriz.

As Loucas Aventuras de James West (1999)

3º Quesito: Premiam injustamente filmes, diretores e atores:

Na primeira edição do Framboesa de Ouro já tivemos um dos maiores absurdos da premiação: a inclusão de Stanley Kubrick como pior diretor por “O Iluminado”. Nem a atriz principal Shelley Duvall foi poupada. Concorrendo com Kubrick, tivemos nomes de peso como William Friedkin (por “Parceiros da Noite”) e Brian De Palma (por “Vestida para Matar”). Nenhum deles saiu vencedor. No mesmo ano, na categoria de pior ator tivemos Kirk Douglas (por “Missão Saturno 3”), Richard Dreiyfuss (por “A Competição”), Michael Caine (por “A Ilha” e “Vestida para Matar”) e “Anthony Hopkins (por “Amantes em Família”), entre outros.

Na categoria de pior filme, o Framboesa de Ouro indicou injustamente filmes como “Sexta-Feira 13”, “O Ano do Dragão”, “Rocky IV”, “Jornada nas Estrelas V: A Fronteira Final” (vencedor), “Matador de Aluguel”,” O Guarda-Costas”, “Risco Total” e “Wyatt Earp”. A partir da segunda metade dos anos 90 é que eles começaram a fazer uma lista mais ‘justa’ de piores, indicando filmes em sua maioria muito ruins. Ainda assim, muitos exageros e absurdos vêm fazendo com que essa premiação perca alguma visibilidade.

A Reconquista (2000)

4º Quesito: Algumas premiações servem como alerta para os vencedores:

Hollywood está vivendo tempos de denúncias de assédio sexual envolvendo produtores e artistas. Se assédio não é novidade na grande indústria do cinema, a diferença nos dias de hoje é que muitas celebridades resolveram se posicionar contra os acusados. O Framboesa de Ouro age de forma ‘punitiva’ no sentido “Não façam isso novamente”, e muitos na indústria da Sétima Arte sabem disso.

Quando, em 2009, escolheram “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal” como pior Remake, Sequência, Prelúdio ou Filme Derivado de Algo, foi como se eles estivessem mandando um recado para o diretor Steven Spielberg: “Nós gostamos de você, gostamos muito de seus filmes, mas você pisou na bola com um personagem tão legal. Então vamos te marcar nessa. Estamos de olho, não faça mais besteiras”.

Sempre se lembrando dos filmes da série “Transformers”, eles estão dando recado ao diretor Michael Bay, dizendo que já na hora dele parar com essas sequências que estão cada vez piores. Johnny Depp é outro que está começando a cair no ‘pente-fino’ da premiação dos piores. O ator está vivendo uma fase ruim no cinema, além de ser acusado de agressão contra a ex-esposa, a atriz Amber Heard. Seus últimos filmes (com exceção de “Assassinato no Expresso do Oriente”) vêm recebendo várias críticas negativas, e nem seu personagem mais famoso – o pirata Jack Sparrow – consegue empolgar como antes.

Transformers: A Vingança dos Derrotados (2009)

5º Quesito: Não dá para levá-los a sério:

Em 2010, a atriz Sandra Bullock foi indicada a pior atriz pela comédia “Maluca Paixão”. Sandra venceu o prêmio, e para surpresa de muitos ela foi pessoalmente buscá-lo. A atriz entrou na ‘brincadeira’, e, ‘dando o troco’, no dia seguinte ela estava na cerimônia do Oscar, onde subiu no palco para buscar seu prêmio de melhor atriz por “Um Sonho Possível”. No Framboesa de Ouro, Sandra deu seu recado, distribuindo cópias de “Maluca Paixão”, e dizendo que grande parte dos votantes da premiação nem mesmo assistiu ao filme. Paul Verhoeven também foi buscar seu Framboesa de Ouro de pior diretor por “Showgirls” (1995), filme que ainda saiu com outros tantos troféus de piores.

Um fato inusitado aconteceu com a atriz Amy Irving pelo filme “Yentl” (dirigido por Barbra Streisand em 1983). Amy foi indicada ao mesmo tempo ao Framboesa de Ouro de pior atriz coadjuvante e ao Oscar de melhor atriz coadjuvante.

O Framboesa de Ouro tem premiações esquisitas como Pior Combo de Atores. Vale lembrar também que o prêmio acaba dando projeção e levando a sério comédias bobas e descartáveis que são feitas no único intuito de satirizar tudo à sua volta. É como se alguém dessas comédias dissesse “Bem ou mal, o importante é que lembrou de mim”.

 

Cada um Tem a Gêmea que Merece (2011)

Os pré-selecionados ao Framboesa de Ouro 2018:

Assim como acontece em algumas categorias do Oscar, o Framboesa de Ouro faz uma pré-seleção de 10 ou 11 produções, diretores, atores e roteiristas, para depois deixar apenas 5 ou 6 deles em cada categoria na disputa final pelo prêmio. A nova edição já revela absurdos antes mesmo de sair a relação dos finalistas.

Muita gente se surpreendeu ao ver o filme “Mãe!” na lista dos pré-selecionados. A produção dirigida por Darren Aronofsky entra como pior filme, pior diretor, pior atriz (um total absurdo, porque Jennifer Lawrence tem aqui sua melhor interpretação desde “Inverno da Alma”), pior ator coadjuvante (Javier Bardem, também por “Piratas Do Caribe: A Vingança De Salazar”), pior atriz coadjuvante (Michelle Pfeiffer) e pior roteiro. Do elenco principal, apenas Ed Harris foi poupado.

Quando eles invocam negativamente com um filme, sai de baixo (vide os quesitos 2 e 3). O mesmo fizeram com “Roda Gigante” (novo filme de Woody Allen), que está pré-selecionado a pior filme, diretor, atriz (Kate Winslet), atores coadjuvantes (Justin Timberlake e Jim Belushi) e roteiro. Será que estão ‘castigando’ Allen pelos escândalos em sua vida pessoal?

Ao lado desses filmes, disputam obras consideradas ruins como “Cinquenta Tons Mais Escuros”, “A Múmia”, “Emoji – O Filme”, “A Torre Negra” e “Transformers: O Último Cavaleiro”.

Matthew Mcconaughey (por “A Torre Negra”), Felicity Jones (por “Collide”), Johnny Depp (por “Piratas Do Caribe: A Vingança De Salazar”), Emma Watson (por “O Círculo), Tom Hanks (por “O Círculo), Naomi Watts (por “O Livro de Henry”), Mel Gibson (por “Pai em Dose Dupla 2”), Kim Basinger (por “Cinquenta Tons Mais Escuros”), Susan Sarandon (por “Perfeita é a Mãe 2”), Jude Law (por “Rei Arthur – A Lenda Da Espada”) e Goldie Hawn (por “Viagem das Loucas”) são outros nomes que também foram lembrados pelo Framboesa de Ouro em sua pré-seleção. Resta saber quem vai estar entre os finalistas. O anúncio será feito em 22 de janeiro, e a premiação acontecerá em 3 de março. Mas pouca gente parece se importar ou levar a sério.

 

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

  • Lucas Albuquerque

    Excelente texto e super completo, querido Kley. Parabéns!

  • Kley Coelho

    Brigadão, grande Lucas.