O segundo andar da CCXP deveria ser maior
Comic Con Experience 2017: O segundo andar deveria ser maior

O segundo andar da CCXP deveria ser maior

Antes de chegar na Comic Con Experience 2017, eu já tinha ideia do que gostaria de ver. Os painéis dos auditórios Ultra e Prime. Sei que tem muitos lugares bacanas, lojas, itens bacanas à venda, uniformes expostos.

Mas eu gosto de debate, de apresentação interessante. Quero aprender, sair de um lugar melhor do que entrei. E eu tinha visto na programação da Comic Con Experience 2017:

 

– Representação e Diversidade nos Quadrinhos

– Me Poupe! Ganhando Dinheiro com a Internet

– Furiosas! Mulheres que Chutam Bundas

– Encontro Nacional de Podcasts 2017

 

Como não ir em tudo isso em um belo sábado?

 

Comic Con Experience 2017: O segundo andar deveria ser maior

 

Os auditórios eram no segundo andar. Tinha uma escada rolante no canto que levava até o espaço. Chegando lá, a surpresa: calmaria total. Corredores sem gritaria, pessoas tranquilas. Bebedouro livre e banheiros vazios.

Do alto, podia-se ver a multidão. Muita gente. Na sala da primeira apresentação, pouca gente. Achei uma pena. O debate sobre diversidade nos quadrinhos foi incrível. A maioria era formada por desenhistas americanos: Denys Cowan, Gail Simone, Amy Chu, Marc Andreyko e Germana Viana.

Mais tarde, a “especialista em finanças” Nathalia Arcuri falou sobre ganhar dinheiro na internet. Engraçada e divertida, ela ensinou vários detalhes importantes para quem quer “viver de conteúdo” e se alinhar a grandes marcas.

O painel “Mulheres que Chutam Bundas” reuniu uma mulherada esperta para comentar o atual momento de mulheres “bad ass” que estão enchendo as séries e os filmes. No Encontro de Podcasts, mais tarde, foi a vez de podcasters engraçados fazerem dois episódios de podcasts de 15 minutos sobre temas aleatórios. Altas risadas.

Enquanto o “mainstream” da CCXP 2017 corria lá em baixo, ótimas apresentações rolavam em cantos mais tranquilos. Por um lado, é natural que a maioria das pessoas não queira passar longos períodos vendo debates ou palestras mais “sérios”. Por outro lado, é uma pena que a CCXP não tenha mais apresentações e espaços menores para assuntos “de nicho” ou Masterclasses e verdadeiras aulas de especialistas. É isso que enriquece o evento.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

  • Lucas Albuquerque

    Fui em excelentes painéis nesse segundo andar em 2016. Acho positivo ter um local de calmaria. Tinham até artistas conversando com fãs com maior tranquilidade. Porém creio que daqui a algum tempo esse andar será tomado por stands que comprem o espaço, algo natural para a saúde financeira do evento

  • Daniel Lemos Cury

    Seria uma pena, pq esse espaço (mesmo pequeno) é importante pra manter uma certa relevância no evento…