Crítica: Red Tails - Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema
5 Claquetes

Crítica: Red Tails

Diretor – Anthony M. Hemingway

Elenco – Tristan Wilds, Terrence Howard, Cuba Gooding Jr., Bryan Cranston, Nate Parker, David Oyelowo, Method Man, Daniela Ruah

Nacionalidade e lançamento – EUA, 2012

Sinopse – Red Tails conta a história dos bravos pilotos do primeiro regimento da força aérea americana composta apenas por pilotos negros que lutaram na II Guerra Mundial.

Red Tails - 2

Red Tails é um dos poucos filmes de aviação que existem, mas igualmente ao famoso “Top Gun”, o filme traz emocionantes batalhas aéreas que dão uma emoção forte a cada segundo do filme, e ainda com fatores históricos importantes e interessantes mas sem ser pedante como foi o filme “Pearl Harbor”.

Red Tails foi o nome de um esquadrão de pilotos americanos que lutaram na II Guerra Mundial composto inteiramente por pilotos negros, tidos na época pela escola de guerra dos Estados Unidos como inferiores ao homem branco.

O elenco é formando quase que inteiramente por atores negros, com a exceção de Sofia, interpretada pela atriz Daniela Ruah, e pelo major William Mortamus (Bryan Cranston, o Walter White de Breaking Bad), que faz as vezes do vilão racista e que desacredita do grupo liderado pelo Coronel A. J. Bullard (Terrence Howard) e pelo Major Emanuel Stance (Cuba Gooding Jr.) e seu inseparável cachimbo.

O filme trata o tema do racismo de forma bem interessante, mostrando que para os soldados e pilotos brancos, os negros eram quase tão inimigos ou alienígenas quanto os alemães.

Red Tails foi a última produção da Lucasfilm ainda no comando de George Lucas (no final do ano ela seria vendida para a Disney e o resto você já sabe), com base em um roteiro que o próprio Lucas em parceria com John Ridley (vencedor do Oscar pelo roteiro de 12 Anos de Escravidão) escreveram, mostrando que Lucas, apesar das críticas, fechou com chave de ouro sua história com a Lucasfilm.

Nota: 5 Claquetes

https://www.youtube.com/watch?v=wityJA7DlII

 

 

Deixe seu comentário