Lana Rhodes lança média-metragem sobre Tônia Carrero

Lana Rhodes lança média-metragem sobre Tônia Carrero

Dia 9 de julho, às 20h, será lançado no Youtube o média-metragem “Tônia, A Diva no Espelho”, em que Lana Rhodes dá vida à atriz Tônia Carrero. O filme poderá ser visto em https://www.youtube.com/c/LanaRhodes.

A trajetória da atriz Tônia Careiro, foi objeto de pesquisa do roteirista Guilherme Gonzalez, que conta com uma vasta experiência textual como cronista e diversos filmes de curtas-metragens pelos quais já foi indicado e venceu prêmios do setor.

Guilherme convidou a atriz brasileira Lana Rhodes, que tem experiência no teatro e na televisão, onde começou ainda adolescente, já tendo trabalhado em grandes produções e diretores renomados como Bia Lessa, Charles Moeller e Claudio Botelho e Jorge Fernando.

Ao time se uniram o diretor André Hawk, da Meduzza Filmes, Fernando Torquatto, responsável pela caracterização e figurinos e Edgard Duvivier, que criou a trilha especialmente para o filme.

“A ideia surgiu durante a pandemia enquanto eu fazia um curso de interpretação online com o autor Guilherme Gonzalez, que na época estava escrevendo uma série sobre a Cacilda Becker. Ele me chamou para fazer a Tônia Carrero na série dele, em uma cena sobre o lugar da mulher bonita na sociedade. Ao ver a cena, ele escreveu o texto da Tônia para mim e decidimos fazer em formato audiovisual, um média-metragem. O André Hawk ser o diretor foi algo fundamental para a escolha do formato, já que ele tem esse olhar documental nos trabalhos dele, Guilherme trouxe Fernando Torquatto, que assim como Edgard Duvivier, entraram de coração no projeto. Estou admirada com as conexões”, comemora Lana Rhodes.

O média-metragem (com 36min de duração) se utiliza da história da atriz para trazer assuntos que estão em destaque, como a objetificação da figura feminina. Tônia Carrero, que foi uma mulher à frente de seu tempo, é um marco da luta pela transformação da mulher e de seu papel na sociedade brasileira. Sempre se posicionou com inteligência, sem abrir mão dos seus atributos de beleza e feminilidade, mas sempre com uma potência e força na sua relação com as artes para além das aparências.

“O projeto surgiu da necessidade de resgatar personalidades marcantes que ajudaram a formar nossa identidade cultural. Um povo que não conhece suas referências e suas origens, não é capaz de trilhar seu caminho a um futuro civilizado. Escrevi o texto com muito respeito à atriz e a sua família. Espero que eles encontrem no filme uma homenagem carinhosa e sincera. Se tudo certo, em 2022, ano do centenário dessa grande dama dos palcos brasileiros, o texto completo será encenado nos palcos”, revela o autor.

O projeto foi contemplado pelo edital Retomada Cultural, da Lei Aldir Blanc do Governo Federal em parceria com a Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro e a Secretaria Municipal de Cultura.

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Material close icon