Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Manifesto Cinem(ação)

O Cinem(ação) defende que a ação é o que nos leva adiante. Quando um diretor de cinema diz “ação” em um set de filmagem, ele faz mais do que dizer. Ela comanda e abre espaço para a criação, que por si dá espaço à desconstrução.

Defendemos que desconstruir um processo de criação e esmiuçar elementos artísticos é uma forma de crescer e aprender. O Cinema nos ensina qualquer coisa. Por ser uma forma de Arte, é o impulso para o novo: para a descoberta, o debate, a reflexão.

Quando começamos o que era um simples blog, não imaginávamos que o Cinema nos permitiria crescimento. Crescemos juntos. Nós nos desenvolvemos PARA e o PELO o cinema.

Acreditamos que a sétima arte pode ser o ponto de partida para debates mais amplos, mas também pode ser diversão e entretenimento.

Entendemos que o mercado da produção audiovisual é fundamental para o estabelecimento de uma sociedade que tem a cultura como alicerce. Por isso é tão importante valorizar cada profissional que atua no complexo processo de produção de filmes.

Valorizamos o diálogo e as múltiplas possibilidades de interpretação. Acreditamos na valorização das diferenças como ponto fundamental para se admirar o cinema: afinal, não existe Arte sem empatia.

Somos apaixonados pelo cinema e não somos os donos da verdade. Iniciamos conversas em vez de estabelecer afirmações. Mais do que acumular acervos, queremos dividir horizontes.

Este é o Cinem(ação), um ponto de partida para reflexões mais profundas sobre nossa própria existência, sobre arte, sobre humanidade, sobre sociedade, sobre política. Um espaço democrático com pluralidade de ideias. Que surgiu despretensiosamente, mas que hoje se propõe a desconstruir o senso comum.

Seja bem-vindo ao Cinem(ação).

Sair da versão mobile