Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

#ConexãoSundance: Piggy

Festival de Sundance 2022 - Piggy

#ConexãoSundance: Crítica e análise do filme Piggy.

Confira a cobertura do Festival de Sundance 2022 com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DO FESTIVAL DE SUNDANCE AQUI!

Piggy

“Piggy” é um filme espanhol de terror exibido na sessão de meia-noite, com título original “Cerdita”. A protagonista, Sara, é uma garota obesa que vive em uma cidadezinha na Espanha, e sofre muito bullying por isso, inclusive da amiga de infância que tenta se enturmar com as populares. Seria o tipo de clichê para filme slasher, mas surge um slasher que é do tipo “vingador”: ele começa a matar as pessoas que fazem bullying com ela. É um filme muito pesado e muito violento. Tem uma fotografia muito quente, e escolheu a razão de aspecto 4:3, talvez para remeter aos filmes da era do video cassette. Tem referências e estética de “O Massacre da Serra Elétrica”.”Piggy” se concentra muito na tensão e no drama psicológico da Sara, que sabe dos sequestros e precisa lidar com isso. A sequência de resolução é muito tensa do ponto de vista psicológico e estético. Com muito gore, o filme causa debate sobre o bullying. O roteiro é um pouco clichê, com furos.

Nota: 4/5

Sinopse e Ficha Técnica:

Com o sol de verão escaldante em em sua cidadezinha na Espanha, Sara se esconde no açougue dos seus pais. A adolescente, cujo excesso de peso a torna alvo de bullying incessante, tenta escapar de um grupo de meninas mimadas que a atormentam na piscina da cidade, apenas para se deparar com elas sendo brutalmente sequestradas por um estranho, que as leva embora em sua van.

Direção: Carlota Pereda
Roteiro: Carlota Pereda
País: Espanha
90 min

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2022 os seguintes sites e canais: Razão:de:AspectoCinem(ação)Getro.com.br e Wanna be Nerd.

Sair da versão mobile