Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Tudo que você precisa saber sobre a 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Nova Ordem - 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

A 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo ocorre de 22 de outubro a 4 de novembro de 2020, e contará com uma programação quase totalmente online.

Como sempre, as atrações são muitas e as possibilidades são incríveis. E exibição on-line permitirá que pessoas de todo o país possam assistir aos filmes. Confira a lista com tudo o que você precisa saber sobre a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Como será a exibição online:

A Mostra Internacional de Cinema em São Paulo ocorrerá majoritariamente por meio de uma plataforma exclusiva, a MOSTRA PLAY. Para garantir a qualidade da transmissão das melhores e mais recentes produções cinematográficas do mundo, a Mostra trabalhará com as empresas FESTIVAL SCOPE eSHIFT72, que se uniram na pandemia e foram responsáveis pelas edições online dos festivais de TORONTO e TRIBECA e pelo MERCADO de CANNES.

Custo e opções Drive-In:

Todos os filmes desta edição do evento poderão ser acessados pelo siteda Mostra (mostra.org), que irá direcionar para as plataformas. Ostítulos disponibilizados na MOSTRA PLAY custarão R$ 6,00 porvisualização. Este ano, dada as diferentes formas de exibição e ao valorreduzido dos ingressos, a Mostra não oferecerá pacotes e haveránúmero limitado de visualizações por filme.Também ocorrerão sessões no Belas Artes Drive-in e no CineSesc Drive-in(na unidade Sesc Parque Dom Pedro II). A programação dos filmes que serão exibidos nesses espaços foi realizada em parceria com os dois cines drive-in a partir de filmes da seleção da Mostra.  A presença dos diretores e profissionais da área, antes presencial, se dará por meio de vídeos enviados previamente, entrevistas especiais gravadas e lives.

Pôster e vinheta:

Esta 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo terá a arte do poster assinada pelo cultuado diretor chinês Jia Zhangke. A imagem simboliza um pouco o ano de 2020: é um homem acendendo um incenso para o deus da literatura e da palavra escrita. O incenso remete à cura e ao alento em várias culturas.

A vinheta retrata o incenso sendo queimado:

https://www.youtube.com/watch?v=DUu-IoImP_8

Filme polêmico de abertura

Nova Ordem” (New Order), longa-metragem dirigido pelo mexicano Michel Franco (IMAGEM DE DESTAQUE), vencedor do Grande Prêmio do júri em Veneza, abre a 44ª Mostra no dia 22 de outubro, quinta-feira, às 19h30, no Belas Artes Drive-In, com apresentação virtual de Renata de Almeida e Serginho Groisman. O público terá acesso à cerimônia pela plataforma Mostra Play e, a partir das 00:01 do dia 23, o título também poderá ser visto online.

O thriller mexicano é ambientado em uma cidade do México que ferve com protestos, em que uma revolta inesperada abre caminho para um violento golpe de Estado, Nova Ordem mostra um casamento luxuoso da classe alta que dá errado. Visto pelos olhos de Marianne, a jovem e simpática noiva, e dos criados que trabalham para – e contra – sua família rica, o filme traça o colapso de um sistema político enquanto uma substituição mais angustiante surge em seu rastro.

O diretor Michel Franco tem uma filmografia composta de obras como Daniel & Ana (2009, exibido na 33ª Mostra), Depois de Lúcia (2012), vencedor da seção Um Certo Olhar do Festival de Cannes, e As Filhas de Abril (2017, 41ª Mostra), vencedor do Prêmio Especial do Júri da seção Um Certo Olhar do Festival de Cannes.

Muitos filmes, muitos países

A seleção de filmes deste ano soma 198 títulos, vindos de 71 países, que serão apresentados nas seções Perspectiva Internacional, Competição Novos Diretores, Mostra Brasil e Apresentação Especial. As plataformas Spcine Play e Sesc Digital darão acesso gratuito a 30 títulos.

Estão confirmadas produções da Alemanha, África do Sul, Argentina, Armênia, Austrália, Áustria, Azerbaijão, Belarus, Bélgica, Bolívia, Bósnia-Herzegovina, Brasil, Bulgária, Burkina Faso, Canadá, Catar, Chile, China, Colômbia, Croácia, Cuba, Dinamarca, Egito, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, EUA, Filipinas, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irã, Iraque, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Jordânia, Kosovo, Lesoto, Letônia, Líbano, Macedônia do Norte, Mali, Marrocos, México, Mongólia, Nigéria, Noruega, Palestina, Panamá, Paquistão, Polônia, Portugal, Quirguistão, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Ruanda, Rússia, Servia, Síria, Sudão, Suécia, Suíça, Taiwan, Turquia, Ucrânia, Uruguai.

Não Há Mal Algum (Irã), Mohammad Rasoulof

Vencedor do Urso de Ouro

Entre os confirmados na seleção está o vencedor do Urso de Ouro em Berlim, Não Há Mal Algum (There is no Evil), dirigido pelo iraniano Mohammad Rasoulof.

Filmes sobre a pandemia

A Mostra Internacional de Cinema de São Paulo já tem filmes que retratam a pandemia de Covid-19 que assola o mundo. São duas obras, ambas de origem chinesa.

O documentário “Coronation”, do artista Ai Weiwei, retrata o confinamento em Wuhan, na China, durante o início do surto de Covid-19 no começo do ano.

Coronation (China), Ai Weiwei

Já o curta “A Visita”, de Jia Zhangke, foi gravado com o celular e retrata uma reunião entre dois parceiros de trabalho que acaba revelando os rígidos protocolos de cuidados impostos pela pandemia.

Além disso, os cineastas chineses terão a apresentação do longa Vivos (Ai Weiwei), sobre um grupo de estudantes mexicanos que foram brutalmente atacados por forças policiais e outros agressores mascarados; e Nadando até o Mar Se Tornar Azul (Jia Zhangke).

Homenagem a Fernando Coni Campos:

Será feita uma homenagem póstuma ao diretor brasileiro Fernando Coni Campos (1933 – 1988), que terá a exibição dos longas Viagem ao Fim do Mundo (1968), Ladrões de Cinema (1977) e O Mágico e o Delegado (1983). A Mostra proporciona uma rara oportunidade de revisitar o universo desse autor original e originário do Recôncavo baiano. Viagem ao Fim do Mundo integra a seleção. Em plena ditadura, Coni escreve e dirige este longa que conquistou o Leopardo de Prata no Festival de Locarno. A comédia Ladrões de Cinema, protagonizada por Ruth de Souza e Lea Garcia, e narrada por Antônio Pitanga e Milton Goncalves, conta a história de ladrões do morro do Pavãozinho que resolvem fazer um filme, tendo a Inconfidência Mineira como tema. O Mágico e o Delegado, vencedor do Festival de Brasília, é seu filme-testamento. Nele, Coni retorna ao mundo fantástico da infância e dos artistas de circo para recriar o microcosmo do pais sob a derrocada do “milagre econômico”.

Prêmio Humanidade para quem merece!

O Prêmio Humanidade será entregue aos funcionários da Cinemateca Brasileira (em uma homenagem diferente, mas que corrobora com a ideia de que deve-se homenagear quem colabora com a coexistência humana). O mesmo prêmio também ao conceituado documentarista americano Frederick Wiseman (a Mostra também exibe o filme mais recente do diretor, City Hall).

Prêmio Leon Cakoff:

A produtora Sara Silveira, que integra o júri da Mostra, será homenageada pelo evento com o Prêmio Leon Cakoff. Além de Sara Silveira, completam o júri da Mostra o diretor de teatro e cinema Felipe Hirsch, e a montadora Cristina Amaral.

Em homenagem a Sara Silveira, a Mostra irá exibir sua mais recente produção, o longa Todos os Mortos, de Marco Dutra e Caetano Gotardo, no Cinesesc Drive-in (unidade Sesc Parque Dom Pedro II) no dia 2 de novembro, onde a produtora receberá o prêmio.

Todos os Mortos (Brasil), Marco Dutra, Caetano Gotardo

Debates do Fórum:

A quarta edição do Fórum Mostra, que promove encontros e debates de cinema, literatura e assuntos contemporâneos da cultura será realizado virtualmente nos dias 28, 29 e 30 de outubro. Questões como cinema e memória, as mudanças no consumo e na produção audiovisual pós-Covid serão temas de debates. Ainda no âmbito do Fórum acontecera a terceira edição do evento Da Palavra à Imagem, um pitching que procura apresentar, para produtores de cinema, livros que podem ser transformados em filmes ou series.

SERVIÇO:

Cerimônia de Abertura: 22 de outubro, quinta-feira, às 19:30

Onde ver: O espectador deve entrar no site www.mostra.org

No site ele encontra as plataformas Mostra Play, Sesc Digital e Spcine Play, onde poderá realizar o seu cadastro.

A lista com os títulos da seleção estará disponível a partir de 10 de outubro, mas os ingressos só podem ser adquiridos a partir da 00:01 do dia 22 e os filmes visualizados a partir das 20h dessa mesma data, abertura do evento. Após a aquisição dos ingressos, o espectador cria sua biblioteca e terá três dias para assistir aos títulos escolhidos e 24 horas a partir do acesso a cada um.

OBSERVAÇÕES

(1) Alguns títulos só estarão disponíveis por 24 horas, caso do longa de abertura, Nova Ordem. Outros só entrarão na plataforma na segunda semana do evento, a pedido dos respectivos produtores.

(2) Os filmes da seleção só poderão ser vistos até as 23:59 do dia 04.

Programação Belas Artes Drive-In:

Memorial da América Latina – Entrada pela Rua Tagipuru s/no. – Portão 2.

Valores de Ingresso: R$60,00 para carro com até 4 pessoas

Capacidade: 100 carros

Horários e Classificação indicativa: consulte a programação.

Valores de Ingresso: R$65,00 para carro com até 4 pessoas

Programação Cinesesc Drive-In

Unidade Sesc Parque Dom Pedro II – Praça São Vito s/n | Centro

Valores de Ingresso: R$40,00 para carro com até 4 pessoas

Capacidade: 30 carros

Horários e Classificação indicativa: consulte a programação.

Sair da versão mobile