Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Precisamos falar sobre Submarine

O cinema indie sempre nos apresentou obras geniais como Pulp Fiction e, em 2010, conhecemos um dos melhores filmes independentes, por isso, precisamos falar sobre Submarine.

Baseado no livro de mesmo nome, Submarine é uma história sobre primeiro amor e, consequentemente, primeiro coração partido, Oliver Tate (Craig Roberts) é um adolescente de 15 anos extremamente metódico e controlador que se apaixona por Jordana Bevan (Yasmin Paige) , a garota que vive intensamente, seguindo apenas a sua própria vontade.

Opostos clichês? Com certeza, mas todas as situações que o garoto se coloca nos fazem questionar sua sanidade mental e sua capacidade de raciocínio, pois nos perguntamos se que agiríamos desse jeito nessa idade, e a resposta é sim.

Seus erros são ligados a necessidade de se mostrar maduro e independente, seja quando se intromete no casamento dos pais ou quando não demonstra certa empatia em determinada situação.

Os dois personagens principais possuem cores específicas, enquanto Oliver aparece com uma paleta azulada, triste e quase melancólica, Jordana é relacionada ao vermelho, transmitindo paixão e a violência.

Enquanto isso, Jordana carrega a lembrança dos amores adolescentes que destroem objetos e saem colocando fogo em todo o resto, é como a junção do útil ao agradável, o casal que nunca terminará.

Richard Ayoade já era velho conhecido de músicos e artistas por dirigir clipes e shows de stand-up, por esse motivo, encontrar um músico para criar a trilha sonora não foi tarefa difícil. As cinco canções originais cantadas e escritas por Alex Turner, realçam os inúmeros sentimentos de Oliver, permitindo que protagonista e público caminhem por diversas emoções de uma só vez.

Submarine é um filme que transita em muitos gêneros, mas ainda assim apresenta uma estética própria em uma narrativa interessante sobre sentimentos e relações interpessoais. Mais uma obra indie que precisa ser conhecida por mais pessoas.

Sair da versão mobile