Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

#ConexãoSundance 2020: Relic

Emily Mortimer and Robyn Nevin appear in Relic by Natalie Erika James, an official selection of the Midnight program at the 2020 Sundance Film Festival. Courtesy of Sundance Institute | photo by Jackson Finter.rrAll photos are copyrighted and may be used by press only for the purpose of news or editorial coverage of Sundance Institute programs. Photos must be accompanied by a credit to the photographer and/or 'Courtesy of Sundance Institute.' Unauthorized use, alteration, reproduction or sale of logos and/or photos is strictly prohibited

#ConexãoSundance: Crítica e análise do filme Relic.

A cobertura do Festival de Sundance 2020 será postada filme a filme, com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DO FESTIVAL DE SUNDANCE AQUI!

Relic

Eis o último filme do Festival de Sundance 2020. É um filme britânico de excelente nível estrelado por Emily Mortimer, que vive a filha de uma senhora octogenária que desaparece. Ela decide ir com a filha na cidadezinha da mãe para procurá-la, junto com a filha. Sua mãe retorna à casa após alguns dias, com alguns sinais de demência.

Com o passar do tempo, elas percebem que há algo de sobrenatural na situação. Mas Relic é muito bom. Trata-se de um filme bom para quem gosta de um terror mais psicológico, como A Bruxa, Um Lugar Silencioso. Quem gosta de jump scare pode não gostar. O que o filme faz de bom é a construção da atmosfera e da ambientação, até que chega em uma sequência final (terceiro ato) sensacional em termos de tensão e bizarrice. Ele não é preocupado em dar grandes explicações. Ele tem uma explicação implícita, mas não há uma exposição.

Não é do tipo de filme que tem sequência que assusta, mas deixa todo mundo tenso e grudado na cadeira, e os sustos vêm de uma imagem muito crua ou uma tensão da situação. É o que Amulet tentou fazer e não conseguiu. A trilha tem tons graves, a fotografia é sombria, mas não precisa de muito. As três atrizes são excelentes, e o final é ambíguo.

Nota: 5 / 5

Sinopse e Ficha Técnica:

Quando a octogenária Edna desaparece inexplicavelmente, sua filha Kay e a neta Sam correm para a deteriorada casa de campo de sua família e encontram pistas de sua crescente demência espalhadas pela casa em sua ausência. Depois que Edna retorna tão misteriosamente quanto desapareceu, a preocupação de Kay é que sua mãe não queira ou não possa dizer onde esteve.

Competição: Meia-noite
País: Austrália
Duração: 89 min
Idioma: Inglês
Produção: Carver Films
Direção e Roteiro: Natalie Erika James
Roteiro: Natalie Erika James / Christian White

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2020 os seguintes sites e canais: Razão:de:Aspecto, Cinem(ação), Getro.com.br e Wanna be Nerd.

Sair da versão mobile