Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

#ConexãoSundance 2020: Blast Beat

Mateo Arias, Wilmer Valderrama, Diane Guerrero, and Moises Arias appear in BLAST BEAT by Esteban Arango, an official selection of the U.S. Dramatic Competition at the 2020 Sundance Film Festival. Courtesy of Sundance Institute | photo by Brian Douglas.rrAll photos are copyrighted and may be used by press only for the purpose of news or editorial coverage of Sundance Institute programs. Photos must be accompanied by a credit to the photographer and/or 'Courtesy of Sundance Institute.' Unauthorized use, alteration, reproduction or sale of logos and/or photos is strictly prohibited.

#ConexãoSundance: Crítica e análise do filme Blast Beat.

A cobertura do Festival de Sundance 2020 será postada filme a filme, com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DO FESTIVAL DE SUNDANCE AQUI!

Blast Beat

O primeiro filme do décimo dia de documentário é Blast Beat. É um filme interessante. Um dos temas mais recorrentes dos selecionados é imigração, e é o caso deste, mas de uma forma diferente. Ele trata de uma família colombiana que foi para os Estados Unidos nos anos 90, mas o filme é sobre os dois filhos: Carlos Andres, um gênio da física, e Mateo, que é mais artístico e rejeitado. O primeiro quer ir aos EUA e o segundo, não. Na mudança tem todo o conflito, a escola, o preconceito.

Blast Beat mostra uma perspectiva mais crua sobre a imigração. Uma coisa que incomoda é que os que fazem os pais são novos demais para serem pais dos que fazem os filhos, que são velhos demais para o papel. Mas a dinâmica é interessante e a trilha sonora é muito legal. O filho mais velho é metaleiro, enquanto o outro gosta de pop colombiano, e tem muita música presente, que deixa o filme interessante.

Está longe de ser dos melhores, mas é um longa que tem o seu valor.

Nota: 3,5 / 5

Sinopse e Ficha Técnica:

Próximo do ano 2000, os irmãos colombianos Carly (Mateo Arias) e Mateo (Moises Arias) se preparam para se mudar para os Estados Unidos nos últimos anos do ensino médio. O metaleiro Carly está decidido a frequentar o Georgia Aerospace Institute e a trabalhar para a NASA, enquanto seus pais (Diane Guerrero e Wilmer Valderrama) aproveitam a chance de escapar da turbulência política na Colômbia e perseguir o sonho americano.

Competição: U.S. Dramatic Competition
País: EUA
Duração: 105 min
Idioma: Inglês e Espanhol
Produção: Macro
Direção:Esteban Arango
Roteiro: Erick Castrillon / Esteban Arango

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2020 os seguintes sites e canais: Razão:de:Aspecto, Cinem(ação), Getro.com.br e Wanna be Nerd.

Sair da versão mobile