Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

#ConexãoSundance 2020: Wander Darkly

Sienna Miller and Diego Luna appear in Wander Darkly by Tara Miele, an official selection of the U.S. Dramatic Competition at the 2020 Sundance Film Festival. Courtesy of Sundance Institute | photo by Carolina Costa.rrAll photos are copyrighted and may be used by press only for the purpose of news or editorial coverage of Sundance Institute programs. Photos must be accompanied by a credit to the photographer and/or 'Courtesy of Sundance Institute.' Unauthorized use, alteration, reproduction or sale of logos and/or photos is strictly prohibited.

#ConexãoSundance: Crítica e análise do filme Wander Darkly, estrelado por Siena Miller e Diego Luna.

A cobertura do Festival de Sundance 2020 será postada filme a filme, com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DO FESTIVAL DE SUNDANCE AQUI!

Wander Darkly

O oitavo dia do Festival de Sundance teve o filme Wander Darkly, dirigido por Tara Miele. É um romance com características de thriller. Mas a base do filme é um romance: temos o casal Matteo e Adrienne, que sofrem um acidente de carro, em que Adrienne não sabe se está viva, morta, e o que está acontecendo. Eles começam a se guiar para compreender o acidente e o que está realmente acontecendo, bem como o relacionamento deles.

Poderia ser um filme brega e confuso, mas não é. Os pontos fortes do filme são o roteiro e a montagem. Segundo a diretora, o roteiro foi pensado na estrutura em que ele foi montado, mas tem raccords e transições muito difíceis. A lógica visual do filme é mais ou menos assim: ela está no hospital, vê seu corpo na cama, e quando muda de sala entra em um ambiente totalmente diferente de seu passado. Não chega a ser um quebra-cabeça como o filme Amnésia, por exemplo, mas é bem montado a ponto de vermos até certo ponto a narrativa do ponto de vista do marido, para depois ver a esposa, e entender depois o que aconteceu.

Wander Darkly é um filme bem relacionável com o público por ser sensível na abordagem e por ser realista na forma como trata a relação de um casal em crise. É engajante, mas também não é espetacular. Mas deve fazer grande sucesso de público.

Nota: 4 / 5

Sinopse e Ficha Técnica:

Após um traumático incidente, Adrienne (Sienna Miller) se encontra em um estado desorientador de limbo, desconectada do tempo e testemunhando a vida à distância. Forçada a confrontar seu relacionamento conturbado com seu parceiro de longa data, Matteo (Diego Luna), além de pensar no futuro de sua filha, Adrienne deve reviver e renegociar os eventos do passado recente – e resolver o mistério do acidente.

Competição: U.S. Dramatic Competition
País: EUA
Duração: 97 min
Idioma: Inglês
Produção: 51 Entertainment
Direção e roteiro: Tara Miele

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2020 os seguintes sites e canais: Razão:de:Aspecto, Cinem(ação), Getro.com.br e Wanna be Nerd.

Sair da versão mobile