Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

#ConexãoSundance 2020: The Evening Hour

Philip Ettinger and Cosmo Jarvis appear in The Evening Hour by Braden King, an official selection of the U.S. Dramatic Competition at the 2020 Sundance Film Festival. Courtesy of Sundance Institute.All photos are copyrighted and may be used by press only for the purpose of news or editorial coverage of Sundance Institute programs. Photos must be accompanied by a credit to the photographer and/or 'Courtesy of Sundance Institute.' Unauthorized use, alteration, reproduction or sale of logos and/or photos is strictly prohibited.

#ConexãoSundance: Crítica e análise do filme The Evening Hour.

A cobertura do Festival de Sundance 2020 será postada filme a filme, com resumos e críticas dos longas acompanhados pelo crítico Maurício Costa.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DO FESTIVAL DE SUNDANCE AQUI!

The Evening Hour

O filme da mostra de competição dramática The Evening Hour é um drama que se passa numa cidadezinha do interior do Kentucky, onde o protagonista Cole trabalha como enfermeiro em uma casa de idosos, mas vende oxiodona como negócio paralelo. Com isso, ele tem um acordo com o traficante da cidade de só vender o “Oxi” para quem precisa.

Ele se acha uma pessoa boa, mas tudo muda quando um amigo antigo chega na cidade e resolve lucrar em cima daquele território, o que acaba fazendo com que o traficante da cidade se irrite, levando a eventos trágicos e dramáticos. Apesar da aparência de Breaking Bad, o filme é muito mais dramático do que de ação. The Evening Hour só vai ter ação nos minutos finais: a primeira hora do filme é de construção dos personagens e dramas psicológicos, mostrando a realidade de cidades pequenas americanas com desemprego e a epidemia de opioides.

Nesse ponto, o filme é bastante eficiente. Mas é um filme muito americano. É difícil para muitos brasileiros se identificarem tanto. Temos muito mais pobreza e problemas de violência do que eles. Mas como cinema o drama do filme é muito bem construído. É muito mais melancólico que contemplativo, por exemplo. Além de ser um filme muito bonito, e muita gente da cidade onde ele foi gravado foi ver a sessão no festival de Sundance.

Nota: 4,5 / 5

Sinopse e Ficha Técnica:

Cole, um jovem assistente de saúde de um lar de idosos que vive na região rural de Appalachia, ganha a vida redistribuindo o excesso de medicamentos dos habitantes da cidade para os compradores locais. Em meio a uma comunidade com poucas oportunidades, mas aparentemente inundado de frascos de comprimidos, ele se vê como um zelador, genuinamente apaixonado por seus fornecedores e mantendo clientes viciados fora do caminho do ameaçador chefão da cidade. O frágil equilíbrio de sua vida dupla é subitamente ameaçado quando o amigo de infância Terry Rose retorna depois de anos longe.

Competição: U.S. Dramatic Competition
País: EUA
Duração: 115 min
Idioma: Inglês
Produção: Secret Engine
Direção: Braden King
Roteiro: Elizabeth Palmore

Participam da cobertura do Festival de Sundance 2020 os seguintes sites e canais: Razão:de:Aspecto, Cinem(ação), Getro.com.br e Wanna be Nerd.

Sair da versão mobile