Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

A Vida Invisível é Indicado ao Independent Spirit Awards

A Vida Invisível

Escolha do Brasil para o Oscar é indicado ao “Oscar dos Filmes Independentes”

A Vida Invisível, a escolha brasileira para o Oscar de Melhor Filme Internacional, deu hoje um passo importante em busca de uma indicação ao Oscar 2020. O filme de Karim Aïnouz, que estreia hoje nos cinemas brasilieiros, recebeu uma indicação ao Independent Spirit Awards.

Criado a 35 anos, o Independent Spirit Awards, é o principal e mais importante prêmio do cinema independente mundial, e nos últimos anos tem se tornado uma das principais prévias do Oscar. Só para se ter uma ideia na década de 2010, 21 filmes indicados ao Oscar de Melhor Filme estiveram entre os indicados de Melhor Filme no Spirit Awards. Já o vencedor se repetiu nas duas premiações 5 vezes, sendo a última em 2017 com Moonlight. Já entre os filmes indicados ao Oscar de Melhor Filme Internacional 16 foram indicados ao Spirit Awards e ao Oscar. Sendo que desses 16, 7 ganharam o Spirit Awards e o Oscar, incluindo os dois últimos vencedores.

Carol Duarte e Julia Stockler em cena de A Vida Invisível

O seja, com essa indicação A Vida Invisível dá um passo importantíssimo rumo a uma possível indicação ao Oscar. Mas será que temos chances, seja no Oscar seja no Spirit Awards? Bem, essa indicação para A Vida Invisível, é um grande passo para entrar na shortlis de Melhor Filme Internacional, que sai no início de dezembro. Quanto a indicação, aí é uma outra história. Podemos dizer que o filme deu um bom passo rumo a uma indicação, mas alguns dos principais nomes como o espanhol Dor e Glória, o senegalês Atlantics e o colombiano Monos, sequer foram indicados. Quanto a ganhar, isso ainda é um sonho bem distante, seja no Spirit Awards seja no Oscar, pois temos um coreano chamado Bong Joon-ho e um filme chamado Parasita que é disparado o favorito na categoria em nosso caminho. Mas como somos brasileiros não desistimos nunca, não é verdade?

Os indicados

Adam Sandler, indicado ao prêmio de Melhor Ator por Uncut Gem

Entre os indicados, o maior destaque vai para os filmes O Farol, de Robert Eggers, e Uncut Gems, o novo filme dos irmãos Safdie, ambos com 5 indicações cada. Inclusive Uncut Gems fez algo até pouco tempo inimaginável, deu a Adam Sandler, sim você não leu errado ADAM SANDLER, uma indicação de Melhor Ator. O filme teve uma repercussão muto boa nos Estados Unidos, e tem se falado que o filme é o melhor dos irmãos Safdie e tem a melhor atuação de Sandler. O que não é muito difícil, não é verdade? Inclusive muitos apostam em uma indicação ao Oscar de Melhor Ator para Adam Sandler.

Outra “grande” atriz que recebeu uma indicação foi Jennifer Lopez. A cantora e atriz, também sempre muito lembrada na lista de piores, foi indicada ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante pelo filme As Golpistas, de Lorene Scafaria. Quem confirmou o favoritismo na temporada foi Renée Zellweger, indicada para Melhor Atriz pelo filme Judy, cinebiografia da atriz e cantora Judy Garland, dirigida por Rupert Goold.

Cena de História de Um Casamento

A grande “decepção” entre os indicados é História de Um Casamento. O novo filme de Noah Baumbach, que tem sido considerado um dos melhores e favoritos da temporada de premiação, foi lembrado apenas em 2 categorias Melhor Filme e Melhor Direção. Adam Driver e Sacarlett Johansson, que aparecem nas principais listas de previsões para o Oscar 2020, sequer foram lembrados nas categorias Melhor ator e Melhor Atriz. Assim como Laura Dern e Noah Baumbach que foram preteridos nas categorias Melhor Atriz Coadjuvante e Malhor Diretor respectivamente. Mas vale ressaltar que o filme receberá o prêmio Robert Altman de Melhor Elenco.

Confira abaixo todos os idicados.

MELHOR FILME

A Hidden Life
Clemency
The Farewell
História de um Casamento
Uncut Gems

MELHOR ATRIZ

Karen Allen (Colewell)
Hong Chau (Driveways)
Elisabeth Moss (Her Smell)
Mary Kay Place (A Vida de Diane)
Alfre Woodard (Clemency)
Renée Zellweger (Judy)

MELHOR ATOR

Chris Galust (Give Me Liberty)
Kelvin Harrison Jr. (Luce)
Robert Pattinson (O Farol)
Adam Sandler (Uncut Gems)
Matthias Schoenaerts (The Mustang)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Jennifer Lopez (As Golpistas)
Taylor Russell (Waves)
Zhao Shuzhen (The Farewell)
Lauren “Lolo” Spencer (Give Me Liberty)
Octavia Spencer (Luce)

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Willem Dafoe (O Farol)
Noah Jupe (Honey Boy)
Shia Labeouf (Honey Boy)
Jonathan Majors (The Last Black Man in San Francisco)
Wendell Pierce (Burning Cane)

MELHOR DIREÇÃO

Robert Eggers (O Farol)
Alma Har’el (Honey Boy)
Julius Onah (Luce)
Benny Safdie e Josh Safdie (Uncut Gems)
Lorene Scafaria (As Golpistas)

MELHOR PRIMEIRO FILME

Fora de Série
The Climb
A Vida de Diane
The Last Black Man in San Francisco
The Mustang
A Gente se Vê Ontem

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Indústria Americana
Apollo 11
For Sama
Honeyland
Island of the Hungry Ghosts

MELHOR ROTEIRO

História de um Casamento
Ao Pó Voltará
Uncut Gems
Clemency
High Flying Bird

MELHOR PRIMEIRO ROTEIRO

A Gente Se Vê Ontem
Driveways
Blow the Man Down
Greener Grass
The Vast of Night

MELHOR EDIÇÃO

A Terceira Esposa
Uncut Gems
Sword of Trust
O Farol
Give Me Liberty

MELHOR FOTOGRAFIA

As Golpistas
O Farol
Honey Boy
A Terceira Esposa
O Mal Não Espera a Noite – Midsommar

MELHOR FILME INTERNACIONAL

A Vida Invisível (Brasil)
Les Miserables (França)
Parasita (Coreia do Sul)
Retrato de uma Jovem em Chamas (França)
Retablo (Peru)
The Souvenir (Reino Unido)

MELHOR PRODUTOR

Mollye Asher
Krista Parris
Ryan Zacarias

PRÊMIO JOHN CASSAVETES (melhor longa feito com menos de US$ 500 mil)

Burning Cane
Colewell
Give Me Liverty
Premature
Loucas Noites com Emily

PRÊMIO ROBERT ALTMAN (melhor elenco)

História de um Casamento

PRÊMIO BONNIE (prêmio para cineastas mulheres)

Marielle Heller
Lulu Wang
Kelly Reichardt

PRÊMIO TRUER THAN FICTION (prêmio para novos cineastas de não-ficção)

Khalik Allah (Mãe Preta)
Davy Rothbart (17 Blocks)
Nadia Shihab (Jaddoland)
Erick Stoll & Chase Whiteside (América)

PRÊMIO SOMEONE TO WATCH (premio para cineastas revelação)

Rashaad Ernesto Green (Premature)
Ash Mayfair (The Third Wife)
Joe Talbot (The Last Black Man in San Francisco)

E aí caros amigos, animados com a indicação de A Vida Invisível? Acham que temos chances? E Jennifer Lopez e Adam Sandler? Será que veremos os dois esses ano no Oscar ao invés de no Framboesa de Ouro?

Os vencedores do Independent Spirit Awards serão conhecidos no dia 8 de fevereiro, 1 dia antes da entrega do Oscar. Fica aqui nossa torcida por A Vida Invisível e nossos parabéns a Karim Aïnouz, Carol Duarte, Julia Stockler, Fernanda Montenegro e toda a equipe do filme!

Só lembrando que, A Vida Invisível estreia hoje, dia 21/11, nos cinemas de todo Brasil!

Sair da versão mobile