Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Top 10 Bilheteria Mundial Ajustada

Bilheteria

Conheça as 10 maiores bilheterias mundiais ajustadas a inflação.

Há cerca de dois anos, nosso autor Kley Coelho escreveu sobre as 30 Maiores Bilheterias do cinema. Naquela ocasião o Kley elencou os 30 filmes de maior bilheteria levando em conta o que cada filme arrecadou na ocasião de seu lançamento. Lista essa que você pode ver atualizada aqui. Mas existe uma situação, o valor do dinheiro já teve uma desvalorização ou uma valorização dependendo da época. Um exemplo é o caso de Os Dez Mandamentos, quando o filme foi lançado em 1956, o valor do ingresso era de US$ 0,50 aproximadamente e na época arrecadou “apenas” US$ 65.500.000,00. Ajustando esse valor a inflação a bilheteria seria US$ 628.513.536,21, ou seja quase 10 vezes o valor da bilheteria original. Levando em conta o ajuste da inflação essa lista muda um pouco. E fica bem interessante. Confira abaixo essa lista e se surpreenda.

Observação: Para fazer esse ajuste usei a calculadora presente no site Foxtop, que usa o USCPI dos Estados Unidos, índice que faz um cálculo de inflação a partir de 1913.

10. E.T. – O Extraterreste (1982)

Direção: Steven Spielberg

Elenco: Henry Thomas, Drew Barrymore, Dee Wallace, Peter Coyote

Sinopse: Um garoto faz amizade com um ser de outro planeta, que ficou sozinho na Terra, protegendo-o de todas as formas para evitar que ele seja capturado e transformado em cobaia. Gradativamente, surge entre os dois uma forte amizade.

Curiosidades: Durante os testes para a escolha do protagonista de E.T. – O Extra-terrestre, Henry Thomas imaginou que seu cachorro tinha morrido e utilizou esta idéia em sua audição para o papel, na intenção de passar às pessoas a sensação de tristeza de seu personagem. Steven Spielberg gostou tanto que terminou chorando durante a audição e o escolheu para protagonizar o filme. Em 2002 o filme foi relançado nos cinemas, como parte das comemorações de seus 20 anos de lançamento, em uma nova versão que continha 5 minutos de novas cenas, que ficaram de fora da versão original, além de novos efeitos especiais e uma remasterização digital realizada em todo o filme. Sugestão fuja dessa versão, assista o original.

Premiação: Indicado a 9 Oscars, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor e Roteiro Original. Ganhou 4, todos técnicos Melhor Efeitos Sonoros, Melhor Efeitos Especiais, Melhor Som e Melhor Trilha Sonora.

Bilheteria na época: US$ 792.910.554,00

Bilheteria Atualizada: US$ 2.093.958.013,59

Minhas considerações: Clássico do cinema dirigido por Spielberg em sua melhor forma. Um filmaço que agrada adultos e crianças. Muito bem filmado e dirigido, uma história que continua atual e nunca soa datado.

9. Vingadores – Guerra Infinita (2018)

Direção: Joe Russo, Anthony Russo

Elenco: Robert Downey Jr., Chris Hemsworth, Mark Ruffalo, Chris Evans, Scarlett Johanson

Sinopse: Thanos (Josh Brolin) enfim chega à Terra, disposto a reunir as Joias do Infinito. Para enfrentá-lo, os Vingadores precisam unir forças com os Guardiões da Galáxia, ao mesmo tempo em que lidam com desavenças entre alguns de seus integrantes.

Curiosidades: O filme foi inteiramente gravado com câmeras IMAX, tornando-se um dos primeiros ficcionais a serem completamente exibidos neste formato.

Premiação: Indicado ao Oscar de Melhor Efeitos Visuais

Bilheteria na Época: US$ 2.048.359.754,00

Bilheteria Atualizada: US$ 2.104.504.554,18

Minhas considerações: Acreditem se quiser, esses que vos escreve deve ser a única pessoa no planeta que ainda não assistiu ao filme.

8. Tubarão (1975)

Direção: Steven Spielberg

Elenco: Roy Scheider, Richard Dreyfuss, Robert Shaw, Lorraine Gary, Murray Hamilton

Sinopse: Um terrível ataque a banhistas é o sinal de que a praia da pequena cidade de Amity virou refeitório de um gigantesco tubarão branco, que começa a se alimentar dos turistas. Embora o prefeito queira esconder os fatos da mídia, o xerife local (Roy Scheider) pede ajuda a um ictiologista (Richard Dreyfuss) e a um pescador veterano (Robert Shaw) para caçar o animal. Mas a missão vai ser mais complicada do que eles imaginavam.

Curiosidades: O filme é considerado o primeiro blockbuster da história, o filme que inaugurou o gênero e os filmes de verão. Durante a premiere do filme Spielberg conta que um espectador saiu correndo da sala com meia hora de filme vomitou e voltou correndo. Segundo o mesmo, ali ele percebeu que o filme seria um sucesso. Ficou muito famoso um vídeo em que Spielberg acompanha as indicações ao Oscar, quando ele não foi anunciado ele fica com cara de descrente como se dissesse: ‘Eu não acredito!’, ele tinha certeza de que seria indicado. Um dos maiores trunfos do filme, não mostrar o tubarão no início, foi conseguido graças a uma falha do robô animatrônico. O tubarão não funcionava, e só se ouvia nos rádios: ‘O tubarão não funciona’. Inclusive um documentário com esse nome foi lançado mostrando os bastidores do filme.

Premiações: Indicado a 4 Oscars incluindo Melhor Filme. Ganhou 3 Melhor Som, Melhor Edição e Melhor Trilha Sonora.

Bilheteria da Época: US$ 470.653.000,00

Bilheteria Atualizada: US$ 2.242.809.624,22

Minhas Considerações: Outro clássico de Spielberg na lista. Um filme tenso cuja a edição, merecidamente premiada com o Oscar, é o grande trunfo do filme. Um filme excelente, que tirando o tubarão animatrônico que ficou datado, ainda causa arrepios. Destaque para famosa trilha sonora de arrepiar de John Williams. Atenção: FUJA das continuações.

7. Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força (2015)

Direção: J. J. Abrams

Elenco: Daisy Ridley, John Boyega, Adam Driver, Harrison Ford, Oscar Isaac, Carrie Fisher, Mark Hamill, Lupita Nyong’o

Sinopse: Décadas após a queda de Darth Vader e do Império, surge uma nova ameaça: a Primeira Ordem, uma organização sombria que busca minar o poder da República e que tem Kylo Ren (Adam Driver), o General Hux (Domhnall Gleeson) e o Líder Supremo Snoke (Andy Serkis) como principais expoentes. Eles conseguem capturar Poe Dameron (Oscar Isaac), um dos principais pilotos da Resistência, que antes de ser preso envia através do pequeno robô BB-8 o mapa de onde vive o mitológico Luke Skywalker (Mark Hamill). Ao fugir pelo deserto, BB-8 encontra a jovem Rey (Daisy Ridley), que vive sozinha catando destroços de naves antigas. Paralelamente, Poe recebe a ajuda de Finn (John Boyega), um stormtrooper que decide abandonar o posto repentinamente. Juntos, eles escapam do domínio da Primeira Ordem.

Curiosidades: O retorno do elenco original 32 anos depois de O Retorno de Jedi. O primeiro filme após a compra da Lucas Films apostou na nostalgia dos fãs, com muita emoção e fans services. O filme bateu todos os recordes possíveis por ocasião do seu lançamento. É o filme de maior bilheteria nos Estados Unidos quando não se considera o ajuste da inflação. Com um orçamento de US$ 245 milhões, o filme era o mais caro da saga até o lançamento de Star Wars: Episódio VIII – O Último Jedi, que custou US$ 317 milhões. O filme, embora tenha desagradado alguns fãs mais ardorosos, teve uma aprovação maciça, e assim afastou o gosto amargo deixado pela segunda trilogia.

Premiações: Foi indicado a 5 Oscars.

Bilheteria da Época: US$ 2.068.223.624,00

Bilheteria Atualizada: US$ 2.246.513.478,24

Minhas Considerações: Sou um fanático em Star Wars. Assisti a segunda trilogia no cinema e me decepcionei profundamente. Por mais que tenha defeitos, O Despertar da Força é um filmaço que resgata o clima e o espírito da primeira trilogia. Como a maioria dos fãs da saga chorei em diversos momentos durante o filme.

6. O Exorcista (1973)

Direção: William Friedkin

Elenco: Linda Blair, Ellen Burstyn, Max Von Sydow, Jason Miller

Sinopse: Em Georgetown, Washington, uma atriz vai gradativamente tomando consciência que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento completamente assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que também um psiquiatra, e este chega a conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina desta terrível possessão.

Curiosidades: Durante as filmagens, oito pessoas da produção morreram de forma não-explicada. O Exorcista foi o primeiro e único filme de terror a ser indicado ao Oscar de melhor filme. Foi relançado nos cinemas americanos em 2000, com uma nova cópia, som digital e 11 minutos de cenas extras inseridas ao longo do filme. Até o lançamento de It – A Coisa, era o filme de terror de maior bilheteria da história.

Premiações: Indicado a 10 Oscars incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Atriz (Ellen Burstyn), Melhor Atriz Coadjuvante (Linda Blair), Melhor Ator Coadjuvante (Jason Miller), tendo ganho Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Som.

Bilheteria da Época: US$ 441.306.145,00

Bilheteria Atualizada: US$ 2.472.946.628,97

Minhas Considerações: Não assisti. Não assisto a filmes com temática espírita, nem de possessões, etc.

5. Star Wars: Episódio IV – Uma Noa Esperança (1977)

Direção: George Lucas

Elenco: Harrison Ford, Carrie Fisher, Mark Hamill, Alec Guinness

Sinopse: Luke Skywalker (Mark Hammil) sonha ir para a Academia como seus amigos, mas se vê envolvido em uma guerra intergalática quando seu tio compra dois robôs e com eles encontra uma mensagem da princesa Leia Organa (Carrie Fisher) para o jedi Obi-Wan Kenobi (Alec Guiness) sobre os planos da construção da Estrela da Morte, uma gigantesca estação espacial com capacidade para destruir um planeta. Luke então se junta aos cavaleiros jedi e a Hans Solo (Harrison Ford), um mercenário, para tentar destruir esta terrível ameaça ao lado dos membros da resistência.

Curiosidades: Uma Nova Esperança foi o primeiro filme da saga Star Wars a ser lançado nos cinemas. Apesar disto, na verdade sua história equivale ao quarto capítulo da saga. O motivo que fez George Lucas começar a contar a história por este capítulo, e não pelo primeiro, foi que a tecnologia da época tornava mais fácil levar às telas este capítulo. Apenas 22 anos depois, George Lucas resolveria lançar o primeiro capítulo, com o nome de Star Wars – Episódio 1: A Ameaça-Fantasma. Embora esse que vos escreve acha que isso é história para boi dormir. O filme chegou aos cinemas apenas como Star Wars ou Guerras nas Estrelas, por aqui, mas após o lançamento de O Império Contra Ataca ganhou o subtítulo Uma Nova Esperança. O primeiro roteiro de  Uma Nova Esperança trazia Luke Skywalker como uma garota que iria resgatar seu irmão. A idéia foi abandonada logo depois, mas outra mais estranha ainda foi cogitada: Luke seria um anão errante que exploraria um mundo repleto de gigantes. A versão definitiva do roteiro apenas ficou pronta em 1976, um ano antes do lançamento do filme. O filme estreou em poucas salas, pois ninguém achava que o filme seria um sucesso, após a primeira semana o número de salas teve de ser aumentado em mais de 5 vezes.

Premiação: O filme foi indicado a 11 Oscars, entre eles Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (Alec Guinness) e Melhor Roteiro Original. O filme faturou 7 prêmios todos eles técnicos.

Bilheteria da Época: US$ 775.398.007,00

Bilheteria Atualizada: US$ 3.268.737.701,34

Minhas Considerações: Como já disse sou fã incondicional da saga. E Uma Nova Esperança é onde todo esse amor começou. 42 anos depois os efeitos envelheceram muito bem e o filme continua sendo uma ótima diversão. Além do que nos apresenta um dos vilões mais icônicos do cinema Darth Vader.

4. Avatar (2009)

Direção: James Cameron

Elenco: Sam Worthigon, Zoe Saldanha, Sigourney Weaver, Stephen Lang, Michelle Rodriguez.

Sinopse: Jake Sully (Sam Worthington) ficou paraplégico após um combate na Terra. Ele é selecionado para participar do programa Avatar em substituição ao seu irmão gêmeo, falecido. Jake viaja a Pandora, uma lua extraterrestre, onde encontra diversas e estranhas formas de vida. O local é também o lar dos Na’Vi, seres humanóides que, apesar de primitivos, possuem maior capacidade física que os humanos. Os Na’Vi têm três metros de altura, pele azulada e vivem em paz com a natureza de Pandora. Os humanos desejam explorar a lua, de forma a encontrar metais valiosos, o que faz com que os Na’Vi aperfeiçoem suas habilidades guerreiras. Como são incapazes de respirar o ar de Pandora, os humanos criam seres híbridos chamados de Avatar. Eles são controlados por seres humanos, através de uma tecnologia que permite que seus pensamentos sejam aplicados no corpo do Avatar. Desta forma Jake pode novamente voltar à ativa, com seu Avatar percorrendo as florestas de Pandora e liderando soldados. Até conhecer Neytiri (Zoe Saldana), uma feroz Na’Vi que conhece acidentalmente e que serve de tutora para sua ambientação na civilização alienígena.

Curiosidades: A intenção inicial de James Cameron era rodar Avatar em 1999, logo após Titanic (1997). Entretanto na época os efeitos especiais necessários teriam um custo em torno de US$ 400 milhões, o que inviabilizou o projeto. James Cameron se convenceu de que os efeitos especiais tinham atingido a qualidade desejada ao assistir o personagem Gollum, em O Senhor dos Anéis – As Duas Torres(2002). Avatar tem 40% de suas cenas gravadas com atores reais. O restante foi feito através de CGI.

Premiação: Foi indicado a 9 Oscars, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor. Ganhou 3 Oscars incluindo como era de se esperar Melhor Efeitos Visuais. Passou no Festival de Veneza onde ganhou prêmio especial de filmes em 3D.

Bilheteria da Época: US$ 2.787.965.087,00 

Bilheteria Atualizada: US$ 3.346.363.029,40

Minhas Considerações: Um espetáculo visual só superado por A Vida de Pi. Mas não passa disso. O filme é simplesmente a reedição da história de Pocahontas no espaço. Muitos dizem que foi injustiçado por ter perdido o Oscar de Melhor Filme para Guerra ao Terror, de Kathryn Bigelow. Discordo disso. Guerra ao Terror é muito mais filme que Avatar.

3. Titanic (1997)

Diretor: James Cameron

Elenco: Leonardo Di Caprio, Kate Winslet, Gloria Stuart, Kathy Bates, Billy Zane, Bill Paxton

Sinopse: Jack Dawson (Leonardo DiCaprio) é um jovem aventureiro que, na mesa de jogo, ganha uma passagem para a primeira viagem do transatlântico Titanic. Trata-se de um luxuoso e imponente navio, anunciado na época como inafundável, que parte para os Estados Unidos. Nele está também Rose DeWitt Bukater (Kate Winslet), a jovem noiva de Caledon Hockley (Billy Zane). Rose está descontente com sua vida, já que sente-se sufocada pelos costumes da elite e não ama Caledon. Entretanto, ela precisa se casar com ele para manter o bom nome da família, que está falida. Um dia, desesperada, Rose ameaça se atirar do Titanic, mas Jack consegue demovê-la da ideia. Pelo ato ele é convidado a jantar na primeira classe, onde começa a se tornar mais próximo de Rose. Logo eles se apaixonam, despertando a fúria de Caledon. A situação fica ainda mais complicada quando o Titanic se choca com um iceberg, provocando algo que ninguém imaginava ser possível: o naufrágio do navio.

Curiosidades: Para saber confira o meu especial de 2 partes sobre os 20 anos de Titanic (1ª Parte e 2ª Parte).

Premiação: Indicado a 13 Oscars tendo ganho 11, entre eles Melhor Filme e Melhor Diretor.

Bilheteria da Época: US$ 2.187.463.944,00

Bilheteria Atualizada: US$ 3.515.036.271,70

Minhas Considerações: As mesmas se encontram em meu especial de 2 partes sobre os 20 anos de Titanic.

2. Bambi (1942)

Direção: David Hand, James Algar, Samuel Armstrong, Bill Roberts, Paul Satterfield

Sinopse: Numa floresta os animais ficam agitados com o nascimento de um filhote de cervo, Bambi, que foi chamado de “Príncipe da Floresta”, pois seu pai é o cervo mais respeitado da região. Bambi cresce, faz amizade com outros animais da floresta, aprende como sobreviver e descobre o amor. Um dia chegam caçadores e ele precisa aprender como ser tão corajoso como seu pai, para saber como conduzir outros cervos para um lugar seguro.

Curiosidades: A produção de Bambi teve início em 1936, com o objetivo de ser o 2º longa-metragem de animação lançado pela Walt Disney Pictures. Mas o preciocismo de Walt Disney e a busca por um maior realismo na animação fizeram com que Bambi levasse muito mais tempo do que o planejado até ser concluído. Antes disto a Walt Disney Pictures lançou outros 4 filmes de animação: Pinóquio (1940), Fantasia (1940), O Dragão Relutante (1941) e Dumbo (1941). O orçamento de Bambi foi de US$ 2 milhões. Mas o filme deu prejuízo quando lançado nos cinemas em 1942, com a Walt Disney Pictures apenas recuperando o investimento feito em seu relançamento nos cinemas, em 1947. É o 1º e um dos poucos filmes de animação da Disney em que as canções não são cantadas pelos personagens. A cena da morte da mãe de Bambi, é sempre lembrada entre as mais tristes do cinema.

Premiações: Foi indicado a 3 Oscars.

Bilheteria da Época: US$ 267.447.150,00

Bilheteria Atualizada:  US$ 4.180.080.128,89

Minhas Impressões: Dos filmes da Disney foi o que menos assisti, e me lembro muito pouco. Assisti apenas quando criança, não tenho lembranças claras na mente. Só sei que a morte da mãe de Bambi não me impressionou na época.

Algumas considerações

Antes de anunciar o filme de maior bilheteria de todos os tempos ajustando a inflação, eu preciso fazer algumas considerações.

O acompanhamento das bilheterias mundiais foram feitos com mais afinco mais recentemente, tanto é assim que existem filmes que provavelmente estariam nesse lista de Top 10 caso tivessem a bilheteria mundial. O primeiro é A Noviça Rebelde, filme de 1965 dirigido por Robert Wise. O filme musical que conta a história da Família Von Trapp, e ganhou 5 Oscars entre eles Melhor Filme e Diretor. O filme arrecadou dentro dos EUA US$ 159.287.539,00 atualizando esse valor passaria para US$ 1.313.822.319.30. Vamos considerar que no redor do mundo o filme tenha arrecadado o mesmo valor, esse valor passaria para US$ 2.627.644.638,61. Isso o colocaria em 6º lugar da nossa lista.

O segundo filme é o primeiro longa animado Branca de Neve e os Sete Anões, de 1937 e dirigido por David Hand. A primeira princesa da Disney é sem dúvida nenhuma um marco da história do cinema. Tanto que Walt Disney ganhou o Oscar honorário pelo seu trabalho como produtor do filme. Na verdade, ele ganhou uma estatueta no tamanho original e outras sete em miniatura, representando os personagens principais do filme. Na época só nos Estados Unidos o filme arrecadou US$ 184.925.486,00 atualizando esses dados o valor seria US$ 3.320.079.961,46, o que só isso incluiria o filme em 5º lugar em nossa lista. Se levarmos em consideração o mesmo parâmetro que usamos acima, o filme teria arrecadado mundialmente  US$ 6.643.675.726,60, o que alçaria o filme para o alto da lista. Por conta disso achei por bem não colocar o filme no Top 10 mas sim dar um destaque a ele aqui.

Um último destaque é que até o momento Vingadores – Ultimato arrecadou US$ 2.731.411.643,00. Essa arrecadação o incluiria direto em 6º lugar em nossa lista. Como o filme ainda não saiu de cartaz não há como encaixar o filme na lista. Só um detalhe, esse que vos escreve ainda não assistiu a esse filme!!!

E agora sim, qual será a maior bilheteria mundial considerando a inflação?

And Oscar goes to….

E o vencedor é….

1. E o vento Levou (1939)

Direção: Victor Fleming, George Cukor, Sam Wood

Elenco: Vivien Leigh, Clark Gable, Leslie Howard, Olivia Havilland, Hattie McDaniel

Sinopse: Scarlett O’Hara (Vivieb Leigh) é uma jovem mimada que consegue tudo o que quer. No entanto, algo falta em sua vida: o amor de Ashley Wilkes (Leselie Howard), um nobre sulista que deve se casar com a sua prima Melanie (Olivia Havilland). Tudo muda quando a Guerra Civil americana explode e Scarlett precisa lutar para sobreviver, manter a fazenda da família e se envolve com o aventureiro Rehtt Butler (Clark Gable).

Curiosidade: Margaret Mitchell, autora do livro no qual o filme foi baseado, escreveu o romance entre 1926 e 1929. Apenas um mês após o livro de Mitchell ter sido lançado, o produtor David O. Selznick comprou os direitos de sua adaptação para o cinema por US$ 50 mil, a mais alta quantia já paga até então pela adaptação do primeiro livro de um autor. Depois por escolha de Clark Gable, o diretor escolhido foi Victor Fleming, que dirigiu aproximadamente 45% do filme. Em meados de abril, esgotado pelos aborrecimentos seguidos com Vivien Leigh (que, a exemplo de Olivia de Havilland, ia ensaiar, em sigilo, na casa de Cukor), e insatisfeito com reclamações, Fleming sofreu um colapso nervoso. Sam Wood assumiu a direção em 1º de maio, iniciando seus 15% de participação no filme. Quando Victor Fleming recuperou-se e voltou, os dois diretores continuaram na direção mas em horas e sets diferentes. Mais de 1400 atrizes foram entrevistadas para o papel de Scarlet O’Hara, sendo que mais de 400 chegaram a fazer leitura do roteiro. A escolha da intérprete de Scarlett O’Hara, uma das protagonistas do filme foi feita após o início das filmagens. Vivien Leigh foi selecionada pelo próprio produtor David O. Selznick. As filmagens propriamente ditas começaram em 26 de janeiro de 1939 com George Cukor, que dirigiu apenas 4% da fita. Ele iniciou também a sequência do baile de Atlanta e, nessa ocasião, afastou-se da equipe. O pioneirismo de William Cameron Menzies é revelado na sequência em que Scarlett caminha entre os corpos de sobreviventes da batalha de Gettysburg. A câmera acompanha a personagem em um impressionante traveling aéreo, conseguido graças à utilização de um guindaste de 43 metros de altura, que rolava por uma rampa de cimento armado. Cerca de mil extras misturados com outros tantos bonecos de cera, contribuiram para a magnificência da tomada citada acima. O restante são efeitos especiais e transparência desenvolvidos por Jack Cosgrove, Lee Zavits e equipe. A primeira cena de E o Vento Levou a ser filmada foi a do incêndio em Atlanta. Foram rodados 113 minutos e que o que pegou fogo, de verdade, foram cenários de filmes antigos como os da primeira versão de King Kong. Contudo, o fogo provocado foi tão intenso que vários moradores próximos ao local ligaram para os bombeiros, pensando que o estúdio estivesse pegando fogo. Vivien Leigh trabalhou nos sets de filmagem por 125 dias e recebeu por isso a quantia de US$ 25 mil, já Clark Gable trabalhou por 71 dias e ganhou US$ 120 mil, um verdadeiro absurdo. Foi o primeiro filme a cores a ganhar o Oscar de Melhor Filme. Por conta da segregação, Hattie McDaniel não pôde comparecer na première do filme em Atlanta porque era negra. Clark Gable se recusou a ir a première por conta disso, e só foi a pedido da própria Hattie. Pelo seu trabalho como Mammy Hatie McDaniel se tornou a primeira negra a ganhar um Oscar. Do elenco principal do filme ainda vivos temos apenas Olivia de Havilland que atualmente tem 102 anos e Mike Kuhn, que viveu o Beau Wilkes, filho de Melanie e Ashley, ele está com 87 anos. Em 2014, por ocasião da cerimônia do Oscar houve uma homenagem aos 75 anos de O Mágico de Oz. Muito se questionou porque não fizeram para E o Vento Levou, uma vez que o filme também completava 75 anos e havia ganhado o Oscar de Melhor Filme. Um dos possíveis motivos é de que o filme tem uma temática racista e naquele ano o favorito era 12 Anos de Escravidão.

Premiação: O filme foi indicado a 13 Oscars, tendo ganho 8 entre eles Melhor Filme, Melhor Diretor (Victor Fleming), Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Atriz (Vivien Leigh) e Melhor Atriz Coadjuvante (Hatie McDaniel). Além de ter ganho um Oscar Honorário para Willam Cameron Menzies pelo trabalho inovador no design de produção do Filme e um Oscar Técnico para Don Musgrave pelo apuro técnico do filme. No total o filme conquistou 10 Oscars.

Bilheteria da Época: US$ 402.352.579,00

Bilheteria Atualizada: US$ 5.887.845.773,94 

Minhas Considerações: E o Vento Levou é uma unanimidade. O filme faz valer a pena todos os 238 minuto do filme. O apuro técnico, a atuação do elenco, em especial de Vivien Leigh, é espetacular. Cada cena, cada frase dita tudo é de uma beleza sem igual. Scarlett é minha personagem feminina favorita do cinema. No filme você torce por ela, briga por ela, toma raiva dela, torce contra ela, e não perde a grande admiração que você tem por ela. Não conheço até hoje uma pessoa que não goste de E o Vento Levou. O filme está em meu Top 3 da Vida.

Então é isso galera, esse é o Top 10 de Bilheteria Mundial ajustada a inflação. Ficaram surpresos? Coloquem suas impressões nos comentários! Um grande abraço!

*As curiosidades do texto foram na sua maioria tiradas do site Adoro Cinema, nas páginas específicas de cada filme.

Sair da versão mobile