Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Bacurau vence prêmio do Júri em Cannes

O cinema brasileiro está em clima de festa lá fora. Em meio a cerimônia de encerramento da 72ª edição do  Festival do Cannes neste sábado (25), foi anunciado pelo presidente do júri da edição, Alejandro Gonzáles Inárritu (Birdman), que “Bacurau“, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, venceu o prêmio do Júri. No entanto, o prêmio foi dividido entre o longa brasileiro e a produção francesa “Les Misérables“, de Ladj Ly.

Ladj Ly e Kleber Mendonça Filho recebendo o prêmio do Júri

Ao receber o prêmio, o diretor Kleber Mendonça Filho, que marca seu retorno ao festival nesta edição após levar o aclamado pela crítica “Aquarius” em 2016 para a Competição Oficial, dedicou a vitória ao povo de Recife, sua cidade natal, e à todos os brasileiros. Além disso, aproveitou para parabenizar a vitória do cineasta brasileiro Karim Aïnouz, que no dia anterior recebeu o principal prêmio da mostra Un Certain Regard (Um Certo Olhar).

Também diretor do filme, Juliano Dornelles, estreante no festival, dedicou o prêmio à toda classe trabalhadora e todos que contribuíram na produção do filme. “Dedico esse prêmio a todos os trabalhadores do Brasil da ciência, da educação e da cultura” diz o cineasta recifense.

Estrelado por Sônia Braga, Barbara Colen e com participação do ator alemão Udo Kier, o longa conta a história de moradores de um pequeno povoado localizado no sertão brasileiro, com o nome de Bacurau, que após dias percebem que a comunidade não consta mais nos mapas.

Confira abaixo o teaser oficial de Bacurau:

Sair da versão mobile