Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Filmes Dirigidos Por Mulheres em 2018 – Parte 2

Segunda parte da lista dos principais filmes Dirigido por Mulheres que tem previsão de estreia em 2018

Na primeira parte dessa lista vimos 10 filmes que estrearão em 2018 (alguns que já estrearam) Dirigidos por Mulheres. Mas essa lista não estava completa. Embora o número de filmes dirigido por Mulheres e lançados cmercialmente ainda é pequeno, apenas 4% nos Estados Unidos e 19,7% no Brasil, elas representam uma parte  importante do cinema mundial. E quanto mais destaque dermos para o cinema dessas talentosas Mulheres, quanto mais vermos seus filmes no cinema, mais igualitário as salas de cinema se tornarão.

Então vamos lá, vamos dar continuidade a essa importante lista. Como nunca é demais falar: a hora da mudança é AGORA! #TimeIsUp

Aos Teus Olhos

Direção: Carolina Jabor

Baseado na peça “O Princípio de Arquimedes”, conta a história de Rubens (Daniel de Oliveira).Querido por todos, ele é um professor de natação que dá aulas para pré-adolescentes em um clube. Mas tudo muda para Rubens quando um de seus alunos diz à mãe que o ele lhe deu um beijo na boca no vestiário. Dirigido por Carolina Jabor, o filme que além de Daniel de Oliveira trás Marcos Rica e Luisa Arraes no elenco, ganhou o Prêmio do Júri Popular de melhor Filme no Festival  do Rio e outros 3 prêmios. O filme tem sido considerado por muitos o A Caça nacional pela temática, mas vai além ao mostrar algo muito comum hoje: o linchamento virtual.

Data de Estreia: 12/04/2018

High Life

Direção: Claire Denis

Um grupo de criminosos aceita um acordo para trocar suas penas pela participação em uma missão espacial à procura de energias alternativas, mas a viagem toma rumos inesperados quando uma tempestade de raios cósmicos atinge a nave. Enquanto enfrentam os perigos dessa jornada pai e filha lutam para sobreviver conforme ficam cada vez mais isolados. Essa ficção científica será o primeiro trabalho da diretora francesa Claire Denis (Bom Trabalho) em inglês e trás um elenco de peso, que inclui as ganhadoras do Oscar Juliette Binoche e Patricia Arquette.

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

Mary Queen of Scots

Direção: Josie Rourke

Mary (Saoirse Ronan), ainda criança, foi prometida ao filho mais velho do rei Henrique II, Francis, e então foi levada para França. Mas logo Francis morre e Mary volta para a Escócia, na tentativa de derrubar sua prima Elizabeth I (Margot Robbie), a Rainha da Inglaterra. O filme marca a estreia de Josie Rourke, que é diretora de arte do teatro Donmar Warehouse em Londres, nos cinemas. O roteiro é de Beau Willimon de House of Cards, e trás no elenco duas atrizes que estão com tudo no momento: Soirse Ronan e Margot Robbie.

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

The Nightingale

Direção: Jennifer Kent

Tazmânia, 1825. Uma jovem irlandesa de 21 anos testemunha a morte de sua família por um soldado britânico. Após não conseguir a justiça para esse crime brutal, ela sai em busca de justiça ao lado de um homem aborígene. Esse é o segundo trabalho da diretora Jennifer Kent, que dirigiu o elogiado terror Babadook. O elenco trás Aisling Franciosi, a Lyanna Stark de Game Of Thrones e Sam Clafin (Como Eu Era Antes de Você).

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

On the Basis of Sex

Direção: Mimi Leder

O filme contra a história de Ruth Bader Ginsburg (Felicity Jones), uma juiza da Suprema Corte. Ginsburg foi nomeada para o Supremo Tribunal no ano de 1993 pelo presidente Bill Clinton e, assim, sendo a segunda juiza mulher, depois de Sandra Day O’Connor. Esse será o novo filme da diretora Mimi Leder que dirigiu Impacto Profundo, e trás no elenco Felicity Jones (A Teoria do Tudo), Kathy Bates (Louca Obsessão) e Armie Hammer (Me Chame Pelo Seu Nome).

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

Praça Paris

Direção: Lucia Murat

Rio de Janeiro. Camila (Joana de Verona) é uma terapeuta portuguesa que trabalha na UERJ, onde atende Glória (Grace Passô), ascensorista da universidade. Ao longo das sessões Camila se depara com uma realidade bastante violenta, já que Glória foi estuprada pelo próprio pai quando criança e seu irmão, Jonas (Alex Brasil), é um perigoso bandido que está na prisão. Cada vez mais assustada com os relatos que ouve, ela se sente ameaçada ao mesmo tempo em que Glória passa a vê-la como algo essencial em sua vida. Ganhador de dois prêmios no último Festival do Rio, Melhor Direção para Lucia Murat e Melhor Atriz para Grace Passô, o filme foi muito elogiado e aborda um tema atual e necessário, a violência contra a mulher.

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

Vita and Virginia

Direção: Chanya Button

Baseada na peça de Eileen Atkins, o filme conta a história do relacionamento amoroso entre duas escritoras a frente do seu tempo Vita Sackville-West (Gemma Arteton) e Virginia Woolf (Elizabeth Debicki). O novo filme da diretora Chanya Button conta ainda com a italiana Isabella Rossellini no elenco.

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

You Were Never Really Here

Direção: Lynne Ramsay

Um homem, veterano de guerra, ganha a vida resgatando mulheres presas em cativeiros trabalhando como escravas sexuais. Após uma missão mal sucedida em um bordel de Manhattan, a opinião pública se volta contra ele e uma onda de violência se abate na região. Primeiro longa da escocesa Lynne Ramsay desde Precisamos Falar Sobre Kevin, o filme passou no Festival de Cannes ano passado, e saiu premiado. O filme ganhou o prêmio de Melhor Roteiro para Ramsay e Melhor Ator para Joaquim Phoenix.

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

https://www.youtube.com/watch?v=Bb1EKSF2zB8

Ophelia

Direção: Claire McCarthy

Ofélia (Ridley) trabalha como dama de companhia da rainha (Naomi Watts) no castelo de Elsinore. Ela acaba despertando a atenção do príncipe Hamlet (George MacKay) e os dois iniciam um romance proibido. Com uma traição e uma guerra no horizonte, Ofélia ficará dividida entre o homem que ama e a sua própria vida, que corre risco após receber a tarefa de proteger um perigoso segredo. Dirigido por Claire McCarthy o filme é uma releitura da obra de Shakespeare Hamlet pelos olhos de Ofélia e foi apresentado no Festival de Sundance desse ano.

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

The Land of Steady Habits

Direção: Nicole Holofcener

Adaptado do livro de Ted Thompson, lançado em 2014, o filme contará a história de Anders Hill, um homem que chegou aos 60 anos de idade e está descontente com a sua vida. Ele decide abandonar a sua sólida carreira e sua amada família para começar uma nova vida em um condomínio. Aos poucos, no entanto, ele descobre que sente falta de sua vida antiga, e tenta reconquistá-la. O filme é o novo trabalho de Nicole Holofcener, que dirigiu A Procura do Amor e Sentimento de Culpa.

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

Galveston

Direção: Mélanie Laurent

Um assassino escapa de escapar da morte e volta para sua terra natal, Galvestone, onde começa traçar um plano de vingança. Esse é o terceiro filme da francesa Mélanie Laurent, que ficou conhecida mundialmente ao interpretar Shosana em Bastardos Inglórios. O filme trás no elenco Ellen Fanning e Ben Foster.

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

Sister

Direção: Sia

Baseado em uma história escrita pela cantora Sia em 2007, o filme conta a história de uma traficante sóbria e sua irmã autista. Não se sabe muito mais sobre a história, apenas que o filme que marca a estreia da cantora Sia no cinema trará Maddie Ziegler e Kate Hudson no elenco, que inclusive raspou os cabelos para viver a personagem.

Data de Estreia: Sem Previsão de Estreia

Então é isso. Com essa lista completamos 22 filmes que são dirigidas por mulheres que estrearão em 2018 no cinema. Mas notou algo preocupante? No início do primeiro texto eu escrevi:

E deem atenção as datas de estreia de todos esses filmes, porque esse é um detalhe muito importante!

Pois bem, nessa duas listas temos 22 filmes, 10 na primeira e 12 na segunda, e apenas 7  tem datas de estreia marcada e apenas 3 já estrearam nos cinemas. E os outros 12? Todos os outros estão “Sem Previsão de Estreia”. O que isso quer dizer? As mulheres estão trabalhando, estão dirigindo, mas seus filmes nem sempre chegam ao circuito comercial. E quando chegam, se restringem a circuito limitado. Alguns saem direto nos serviços de streaming como Netflix, Now, Google Play, Amazon, etc., ou pior ainda, nem passam nesses serviços e se restringem a home vídeo. E a única coisa que diferencia os Homens das Mulheres é a oportunidade. Eles tem muito, e Elas tem bem menos oportunidades.

Temos de mudar isso! E todos podemos contribuir para isso. Basta irmos ao cinema e assistir aos filmes dirigido por Elas. Temos de exigir que esses filmes passem nos cinemas. O poder da mudança está em nossas mãos. Vamos mudar nossos costumes, nossas atitudes! Agora é a hora da mudança! Cada um de nós podemos, e PRECISAMOS, fazer a nossa parte. Vamos assistir mais filmes dirigidos por Mulheres. Vamos mudar essa história! Agora é a hora! #TimeIsUp

Fonte de pesquisa: Mulher no Cinema

P.S.: Alguns filmes ganharam datas de estreia depois que a pesquisa para esse texto foi feita. Por isso muitos filmes ficaram de fora. Mas na Agenda Mensal do Cinem(ação) as Mulheres terão um cantinho especial.

Sair da versão mobile