Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Como José Loreto acabou se tornando José Aldo no filme sobre o lutador

Há pouco mais de quatro anos, publicamos aqui no Cinem(ação) a notícia de que o ator Malvino Salvador viveria “José Aldo” nos cinemas, no filme “Mais Forte que o Mundo – A História de José Aldo”. O projeto de cinebiografia do lutador de MMA acabou dando voltas e perdeu o ator principal.

Em diversas notícias de 2014, ano em que o filme foi rodado (logo após Poyart rodar “Presságios de Um Crime“, em 2013), os cinéfilos ficaram sabendo que Malvino Salvador deixara o projeto por conflitos de agenda.

No Podcast Cinem(ação) 170, o diretor explicou que, na verdade, haveria a necessidade de uma dedicação muito maior do ator principal. “Eu precisava de um ator que realmente se dedicasse ao filme. Pra mim era muito importante uma dedicação completa do ator antes de começar a rodar”, explicou o diretor.

Poyart destacou a importância de o ator não apenas gravar o filme, mas ficar meses focado no projeto, coisa que Malvino Salvador não conseguiria. José Loreto, que passou a dar vida ao lutador, passou seis meses treinando, fazendo oficinas de preparação de elenco com a maior especialista no assunto, Fátima Toledo, e fazendo coreografia de luta. “Ele ficou super magro e aprendeu a lutar como um profissional”, explicou o diretor no podcast.

José Loreto contou a uma reportagem do Uol que reduziu de 11% para 3% o percentual de gordura do corpo, e confessou ter ficado seis meses sem comer pão, massa e feijão.

https://www.youtube.com/watch?v=e1VXZIHlZqQ

Sair da versão mobile