Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Entenda porquê o Quarteto Fantástico NÃO voltou para a Marvel Studios

Ah essa internet e sua grande profusão de boataria, achismos e notícias desencontradas. Foi só a Marvel Studios anunciar que produziria duas sérias dos X-Men (explico isso daqui a pouco) e muitos sites começaram a falar que esse acordo com a Fox previu também o retorno dos heróis do Edifício Baxter para o MCU (Marvel Comics Universe).

Hoje em dia todo mundo já conhece a salada Marvel, fato que se originou na década de 90 quando a Marvel Comics quase faliu e para ganhar alguns poucos milhões de dólares vendeu os direitos do cinema de muitos de seus personagens para diversos estúdios.

Para a 20th Century Fox, foram vendidos os direitos do Demolidor, Justiceiro, Motoqueiro Fantasma, Quarteto Fantástico e os X-Men. Em resumo, a Fox tinha que fazer de tempos em tempos um filme de cada um desses heróis senão os direitos voltariam para a Marvel, foi o que aconteceu com o Demolidor (e sua coadjuvante Elektra) e o Justiceiro, que foram muito bem integres no universo da Marvel Studios com uma série espetacular em conjunto com a Netflix (a segunda temporada será praticamente um Demolidor X Justiceiro).

A Fox sempre demonstrou interesse em fazer uma série de tv com os personagens da franquia X-Men (acredite, são centenas de personagens!), porém ela só tem os direitos dos personagens para o cinema. Por isso, a 20th Century Fox Television fechou um acordo com a Marvel Television (responsável pelas séries Agents of Shield, Agent Carter, Demolidor…) para fazer dois seriados com os personagens mutantes.

Os dois seriados estarão nos dois canais da Fox, a Fox (que nos EUA é um canal aberto) e para o FX. Logo mais então, teremos as séries “Legion” e “Hellfire”.

No FX, a ideia é colocar a série do Legião, que é o filho do Charles Xavier e sofre com as vozes e visões que o perturbam. Um nome famoso por trás, uma história que tangencia os filmes, com uma trama mais psicológica escrita e produzida por Noah Hawley (criador de Fargo).

Para a Fox teremos “Hellfire”, com o Clube do Inferno já apresentado em X-Men: Primeira Classe, o que potencializa o número de telespectadores e seria produzido por uma galera que já esteve nos filmes do reboot de Star Trek e em 24 Horas.

E com todas essas negociatas, foi pano para muita gente achar que a Fox “devolveria” o Quarteto para a Marvel, em troca da produção. Mas isso não aconteceu, e aliás nem está perto de acontecer. De uma forma ou de outra, Quarteto Fantástico e seus personagens “secundários” (coitado do Surfista Prateado…) ainda podem render alguns milhões para o estúdio da raposa, desde que ela pense em uma nova forma de abordar os heróis.

Com isso o público de séries ganhará ao menos dois novos projetos e continua torcendo para a Fox não errar a mão com os X-Men, e que venha o Apocalipse!

 

Sair da versão mobile