Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

A Fórmula Disney

Pode parecer maluquice… E até que seja maluquice… Mas desde o dia em que o meu colega autor Leo Silva divulgou o Desafio Cinem(ação) # 01 – Disney, fiquei maluco com a proposta. Me vi pegando um papel e uma caneta pra começar o roteiro base de qualquer enredo fictício, que poderia aparenta-se com uma proposta Disney. Porém não sabia como começar.

Então peguei meu quadro branco que estava cheio de matrizes  escalonadas, apaguei e comecei a dividir com o meu irmão, todos os pontos que caracterizam um filme disney, ao decorrer da divisão dos pontos, percebemos que para a Disney criar um filme é necessário conexões, desde a evolução dos personagens, indo a carga emocional.  Seria de fácil solução usar esses pontos para fazer pequenas fórmulas que se agregassem em uma fórmula geral. Não se assustem com a maluquice, você pode ler com facilidade as fórmulas com a ajuda da legenda.

 Clique na imagem para ampliá-la… Me perdoem a caligrafia.

Um exemplo seria a fórmula da Evolução:

E=H^Pr   <=>  Evolução=História(Elevado)A um problema.

Lembrando que não estou falando de matemática e sim cinema, pois os filmes da Disney tem característica peculiares em suas histórias, no começo eram animações referentes aos príncipes e princesas, onde sempre tinha o beijo no final do filme. Hoje vemos que não se resume a só o beijo ou o príncipe que fica com a princesa, vimos em Malévola que a Disney vai mais além, sem medo de colocar sua protagonista como um personagem Anti-Herói que eu ouso dizer em mais uma fórmula:

Ah=+-É   <=>   Anti-Herói=mais ou menos Ética

Um personagem meio termo.

Percebemos também que a carga emocional dos filmes Disney não é linear, pode ser representado em diversas características, onde listamos 5 fórmulas diferentes.

Observamos muitas coisas universo Disney: somente existe final feliz, e o bem sempre, sempre, sempre vence o mal. O personagem é colocado em “xeque” na aventura, perante a sua evolução.

Espero não ter confundido “muito” á você leitor. Boa sorte aqueles que vão participar do desafio. Qualquer xingamento, acusação de loucura ou equação nova, pode escrever nos comentários, até mesmo em qual futuro sanatório eu irei passar o resto da minha vida. Para mais informações em relação ao tema Disney, você pode escutar no Podcast Cinem(ação) #34: Disney.

Sair da versão mobile