Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Eu Cinéfilo #04 – Homem de Ferro 3 – Estréia amanhã!

hot-toys-iron-man-3-iron-patriot-limited-edition-collectible-figure-1

E o grande dia é amanhã! Sim!!! Amanhã é a estréia de “Homem de Ferro 3”. Seguindo o que aconteceu com o volume 2 da trilogia, a estreia no Brasil é uma semana antes da estreia nos EUA. Então, pretensiosamente (sim, sou pretensioso, e daí?) estou tentando prever algumas coisas de baseadas nas várias horas acumuladas de leituras de histórias em quadrinhos. Vamos ver se acerto alguma coisa. Também estou escrevendo algumas curiosidades.

Amanhã também será interessante, pois na minha cidade, de 50 mil habitantes, onde ocorrem 2 estreias nacionais por ano, este filme será a estréia nacional que passará por aqui neste semestre. Então vou conseguir assistir o filme neste final de semana, e não vou ter que esperar um mês!! Viva!!! O problema depois será a demora para este filme sair do cinema, e por consequencia, este filme fica atrapalhando a vinda de outros títulos. Mas acredito que vale a pena o sacrifício…

Como, para variar, tenho muita coisa para escrever (acho que até deveria ter dividido em 3 ou 4 artigos), resolvi escrever em tópicos, sendo eles: “Mandarim”, “Tecnologia Extremis”, “Máquina de Combate & Patriota de Ferro” e por fim “Pepper Potts & Resgate”.

Mandarim:

Fazem uns 3 anos que, aqui no Brasil, acompanhar as histórias em quadrinhos do Homem de Ferro ajuda muito a acompanhar os filmes. Este é o período no qual acompanho assiduamente as histórias deste personagem. Vale lembrar que uma história em quadrinhos da Marvel ou da DC é publicada no Brasil com um ano de atraso em média. Então, nos EUA faz pelo menos 4 anos que os quadrinhos do Homem de Ferro se voltaram estrategicamente para os filmes. Neste período de 3 anos, todos os inimigos que o Homem de Ferro enfrentou em seus filmes já apareceu nos quadrinhos, seja pessoalmente ou seja em legado. Algumas vezes o personagem foi até remodelado para se adaptar ao roteiro do filme, como é o caso do personagem Chicote Negro (Whiplash) interpretado por Mickey Rourke.

No caso o personagem Mandarim, vilão do novo filme do Homem de Ferro, foi criado em 1964. Porém ele é um dos inimigos mais perigosos de Tony Stark. Apesar de ser mestre em artes marciais, e de ter 10 anéis que lhe atribuem muito poder (poderes um tanto quanto mágicos, mas parecem de origem alienígena), não são estas características que mais aterrorizam no Mandarim. O que o torna perigoso é megalomania e o poder financeiro e político (gerado pelo medo, é claro).  Ele é uma espécie de ditador, de um lugar com um nome muito óbvio, chamado “Cidade Mandarim”. E como um “bom Ditador”, domina o lugar com mão de ferro e tem alguns objetivos básicos: dominar o mundo, e acabar com Tony Stark. Por que Tony Stark? Simples! Olhe as características de Stark: rico, poderoso, inteligente, criador de armas, influente, e portanto, um risco em potencial contra o domínio global. Além do mais, não consigo ver Sir Ben Kingsley, (ator que interpreta o Mandarim) em uma luta de artes marciais, ou ainda usando anéis mágicos… Seria como ver Gandhi fazendo magias, ou ainda, Georges Méliès lutando artes marciais.

E só para saber o que esperar dele, vou “parafrasear” uma história em quadrinhos que li recentemente. Tony Stark disse: “Descobri que o responsável é o Mandarim pela escala”. Então podemos esperar um vilão que vai forçar o Homem de Ferro a lutar com tudo o que tem, conforme mostraram alguns artigos do Cinem(ação).
Tecnologia ExtremisNão vou gastar tempo e espaço descrevendo o que seria esta tecnologia, pois Henrique Rizzato já explicou o que seria isso,  e de uma forma bem direta. Porém, que resultados trazem esta tecnologia? O que o Homem de Ferro faz de posse desta tecnologia? Então segue uma lista:
  • Mudanças fisiológicas e anatômicas: na intenção de melhorar o próprio organismo, Stark faz alterações fisiológicas, anatômicas e mecânicas. Em uma situação onde precisou ser atendido por cirurgiões, eles se assustaram ao encontrar cabos, fios e outras peças metálicas junto ao organismo de Stark.
  • Homem de Ferro “full time”: com a Tecnologia Extremis, Tony não mais veste a armadura. Ele passa a ser a armadura. Não a carrega em uma mala, como mostrou o segundo filme, mas carrega a armadura nos “espaços vazios dentro dos ossos”. Acho isso meio forçado, mas foi o que escreveram nos quadrinhos.
  • Adaptação ultra rápida: sem a tecnologia Extremis, Stark tem uma armadura para cada situação. Com esta tecnologia, ele consegue adaptar a própria armadura com rapidez. Cria novos complementos quase instantaneamente. Além disso, ele dispensa a inteligência artificial J.A.R.V.I.S, já que ele consegue pensar até mais rápido que este último.

Apesar de tudo isso ser o que ele faz atualmente nos quadrinhos, parece que no filme irão explorar uma situação um pouco anterior, onde as peças da armadura “voam” até Tony para formar a armadura.

Máquina de Combate & Patriota de Ferro

Ao ver imagens de James Rhodes deixar de ser a Máquina de Combate para ser o Patriota de Ferro, além de ser uma atitude extremamente “americanóide”, me pareceu igualmente ridícula. Porém, acredito que exista um motivo legal, contratual, jurídico. Para entender esta possibilidade tenho que mencionar os direitos de filmagem do Homem Aranha e a origem do personagem Patriota de Ferro nos quadrinhos.

Já foi mencionado aqui no Cinemação o “imbróglio” dos direitos de filmagem do Homem Aranha. Mas vamos lembrar: todos os personagens envolvidos com o Homem Aranha são gravados pela Columbia Pictures (subsidiária da Sony Pictures), e não pela Marvel Studios, sendo esta última a detentora dos direitos de filmagem de todos os Vingadores, inclusive o Homem de Ferro. Sendo assim, os inimigos do Homem Aranha, como Norman Osborn (o Clássico “Duende Verde” do primeiro filme do Homem Aranha, interpretado por Willem Dafoe) são, por contrato, gravados pela Columbia Pictures, e inimigos do Homem De Ferro, como o próprimo Mandarim, são gravados pela Marvel Studios.

Ok… mas… e se estivermos diante de um personagem que é inimigo dos dois? Sim! Inimigo do Homem Aranha e do Homem de Ferro? Como é feito? Pois então… o problema é que o “Patriota de Ferro” foi uma armadura criada por NORMAN OSBORN, inimigo clássico do Homem Aranha!

O que aconteceu nos quadrinhos foi: houve uma invasão de alienígenas na Terra. Todos os Heróis e inclusive alguns vilões se juntaram para expulsar a ameaça alienígena. Porém, quem matou a Rainha alienígena, e desencorajou o restante da invasão, foi NORMAN OSBORN. Com isso ele ficou famoso, passou a ser diretor na Shield (que teve o nome alterado para “Martelo”), e líder dos Vingadores (em uma versão sombria, composta principalmente por mercenários). Com isso conseguiu transformar Tony Stark em um inimigo dos EUA, confiscou boa parte da tecnologia das armaduras e criou uma armadura para ele mesmo, intitulada “Patriota de Ferro”. Nesta época, até o Capitão América era contra Osborn, e portanto, era contra órgãos oficiais dos EUA. Estes últimos precisavam de alguém que pudesse “vestir a bandeira dos EUA” de forma oficial. Então nasceu o Patriota de Ferro.

Como no fim do filme do Capitão América, e no começo do filme dos Vingadores, Steve Rogers deixou claro que não voltaria a trabalhar para o governo dos EUA, talvez, no novo filme do Homem de Ferro, o próprio exército dos EUA queira colocar James Rhodes (Don Cheadle) “vestido com a bandeira dos EUA” no lugar de Rogers. Porém, é muito mais interessante pensar que esta mudança na armadura de James Rhodes tenha acontecido para evitar que a Columbia Pictures não dê uma “mordida” em uma armadura do Homem de Ferro, e coloque este personagem em seus filmes do Homem Aranha. O pensamento da Marvel Studios seria algo assim “é melhor mostramos o personagem primeiro e tomar conta dele antes que resolvam nos atrapalhar”.

Pepper Potts & Resgate
Já foi postado aqui no Cinem(ação) que Pepper teria sua própria armadura, chamada Resgate. Pois é… nos quadrinhos, mais uma vez, NORMAN OSBORN é a origem de mais uma armadura envolvida com o Homem de Ferro. Na época que Osborn usava a armadura “Patriota de Ferro”, Tony resolveu que, para a segurança de Pepper, o mais certo a ser feito seria abrir o peito dela e instalar um reator igual ao que ele usa e projetar uma armadura exclusiva para ela. Como Stark, na época, já estava com a tecnologia Extremis em seu corpo, ele não precisaria mais da inteligência artificial J.A.R.V.I.S, que passou a integrar a armadura Resgate. É interessante, pois quem sempre oferece uma alternativa interessante para sair de alguma situação complicada é J.A.R.V.I.S, e Potts apenas escolhe entre as opções, além de conversarem bastante. E esta nova armadura é voltada totalmente para RESGATE. Não tem armas…

Aliás… gosto mais da Pepper Potts do filme. Nos quadrinhos ela foi casada com o Happy Hogan (motorista de Stark), e um grande amigo de Tony. Porém, Hogan morreu, Pepper ficou viúva e só depois de muito tempo ela resolve beijar Tony. Porém, Tony estava fugindo de Norman Osborn, e destruiu todas as várias armaduras que tinha espalhadas pelo mundo para que o “Duende” não pudesse se apoderar de mais nada. No processo ele perdeu a memória (lembra do backup que descrevi acima? Então…). O problema foi ele perder a lembrança de que beijou a Pepper. E ela deixou quieto. A Pepper do filme tem muito mais atitude. No filme “Os Vingadores” ela praticamente mandou o Homem de Ferro para ajudar. Muito bom. Acredito que no filme, ela será uma “Resgate” muito melhor.

Bem… espero ter acertado muita coisa. Vamos ver o que sai.

Até a próxima!

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=Ue43ALt_s-Y]

————————————————————————————————-

Texto enviada pelo Cinéfilo:

Antonio J. L. Giunti Dias
E-mail: joseloreno@gmail.com
Twitter: @joseloreno
Facebook: facebook.com/antoniod33?hc_location=stream

Sair da versão mobile