Site icon Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

A lenda da loira do banheiro: um filme independente

Catarina_AlendadaloiradobanheiroA programação do cinema listava diversos filmes hollywoodianos. No meio deles, um nome chamava atenção: “Catarina – A Lenda da Loira do Banheiro”. Ao clicar, uma surpresa: era uma premiére de um filme independente, produzido na cidade.

Acreditando que não há nada melhor que a oportunidade de prestigiar um acontecimento como este, decidi conferir. Faltando cerca de 30 minutos para começar a sessão, a surpresa: a fila para entrar no cinema era grande, e por pouco não consegui comprar o ingresso. Mais tarde, ficou claro que a maioria do público era formada por alunos da escola que serviu de locação para a maior parte do filme: uma escolha acertada, visto que é este também o público-alvo de um filme de terror e suspense.

O filme “Catarina – A Lenda da Loira do Banheiro” é uma produção independente e sem qualquer verba de incentivos fiscais. O filme, que foi feito “na raça”, é uma produção da Filmes no Interior e tem direção de Marcos Otero, diretor premiado de Indaiatuba que, entre tantos curtas, se destacou com “Cerol – A Vida por um Fio“.

O filme conta uma história que remonta a famosa lenda urbana da “loira do banheiro”, muito famosa nas escolas. Nele, Alice (Huli Balász) é uma menina de 12 anos que sofre um trauma psicológico e, anos mais tarde, suspeita de que esse acontecimento tenha sido causado pela aparição da loira do banheiro. Decidida a ir atrás dos fatos, resolve fazer um documentário e chama seus amigos Ramon (Márcio Guimarães) e Gustavo (Vinicius Finocchio), estudantes de cinema. Ao bsucar por informações, eles acabam descobrindo pistas e fatos históricos surpreendentes da real existência de um espírito chamado Maria Augusta. A partir de então, muita coisa pode acontecer.

Confira o trailer:

Sair da versão mobile