Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

3 diretoras

Há dois anos, o Cinem(ação) falou de três diretoras brasileiras de cinema.

Hoje, para homenagear o Dia Internacional da Mulher, vamos falar de três diretoras que não são brasileiras.

Kathryn Bigelow foi a primeira e, até agora, única mulher a ganhar o Oscar de Melhor Direção. Com mais de 60 anos de idade, e sem aparentar, a diretora de “Guerra ao Terror” e “A Hora Mais Escura”, ela se destaca por filmar a violência de forma bruta desde seu primeiro filme, o curta-metragem “The Set-Up”, de 1978. Ela também dirigiu o filme “Estranhos Prazeres”.

Sofia Coppola não é só a filha do Francis. Ela é diretora de “Encontros e Desencontros”, “Maria Antonieta” e “Um Lugar Qualquer”. Uma das poucas diretoras a ser indicada ao Oscar, por “Encontros e Desencontros”, Sofia busca mostrar mais da delicadeza feminina em seus filmes.

Mira Nair consegue ser muito eclética. Com filmes provocativos, documentários e comédias românticas no cinema, ela é a diretora indiana mais famosa fora de seu país, tendo produzido filmes como “Salaam Bombay!”, de 1988, vencedor de muitos prêmios, o polêmico filme indiano “Kama Sutra”, de 1996, e “The Reluctant Fundamentalist”, ainda inédito no Brasil.

Sair da versão mobile