Ícone do site Cinem(ação): filmes, podcasts, críticas e tudo sobre cinema

Em 48 fps ou não?

O Hobbit - Bilbo e GandalfIsso é uma discussão que muitos devem ter criado.

O primeiro filme da trilogia “O Hobbit” está nos cinemas e traz uma incrível nova tecnologia: foi gravado em 48 fps (frames por segundo), o que confere um realismo ainda maior para o cinema (entenda mais sobre o assunto neste vídeo do crítico Pablo Villaça). No entanto, nem todas as salas conseguem exibir o filme nesta tecnologia (aliás, pouquíssimos).

Muita gente se encontra no dilema: assistir em 48 fps ou não? Se houver a possibilidade de conferir a nova tecnologia, aproveite, mas o fato é que caso a possibilidade seja muito difícil, é melhor assistir o filme que perdê-lo.

O fato é que as novas tecnologias sempre vão brigar com a diferença entre o investimento dos estúdios e das salas de cinema. O mesmo acontece até hoje quando se trata do 3D. Nem todas as salas de cinema fornecem tal tecnologia, e nem todo mundo prefere acompanhar a evolução tecnológica (algumas pessoas preferem filmes em 2D e outras sequer conseguem enxergar o 3D).

Sempre foi assim e sempre será. Quanto melhor a tecnologia para se assistir a um filme, melhor será ao espectador. Mas não é por isso que deve-se deixar de assistir um bom filme.

Se você tem um filme em DVD, assista-o. Não precisa esperar o Blu-Ray surgir nas suas mãos. No caso de filmes mais antigos, por exemplo, a diferença nem é tão grande. Se existe a possibilidade de ver um filme em VHS, difícil de ser encontrado, aproveite e assista! Se você estiver vendo um filme na TV, curta e deleite-se com a narrativa, mesmo  sabendo que o formato da tela foi readaptado para a TV e não está no formato original idealizado pelo diretor, por exemplo – embora hoje, com a TV digital, isso esteja caindo por terra.

A tecnologia é uma aliada do  cinema, e não o alicerce. Um bom filme será sempre um bom filme, seja ele exibido da maneira que for (claro que ele não será bom se estiver com cores deturpadas ou cortado pela metade, mas isso é outro assunto).

Aproveite e curta o seu “Hobbit” numa boa. Divirta-se com filmes em 2D, 3D, 24 fps ou 48 fps, como puder.

Sair da versão mobile