Indic(ação) #69: Romântico e sonhador

Indic(ação) #69: Romântico e sonhador

Já é possível sentir o clima romântico mesmo faltando alguns dias para o tão esperado e fatídico dias dos namorados e o Indic(ação) não deixa passar!

Você ai! Exatamente você! Está apaixonado? Já esteve? É um romântico? Bom se não é bem possível que um dia irá ficar e é pensando nisso que sai o novo programa de número #69 do Indic(ação), uma homenagem ao romance! Claro aproveitando também a chegada do dia dos namorados na próxima segunda-feira!

A proposta hoje é analisar grandes filmes de romance e da melhor forma possível (e sem spoilers) indicarmos essa obra para você. Não precisam ser grandes filmes tecnicamente basta terem sido importantes nostalgicamente para alguém ou apenas ter enchido os olhos de outro com toda arte e fotografias apresentados.

Guilherme, Bruno e Alexandre embalados nesse clima de romance separaram para você dicas perfeitas para quem esta afim de entrar no clima e mergulhar neste mundo que parece até padronizado, mas que nos surpreendem e prendem nos detalhes e mudanças minuciosas dentro dos roteiros

Então se ajeite ai da maneira que você mais gosta de escutar nosso podcast, puxa o bloquinho e a caneta e aperta o play porque hoje o romance esta no ar!

Download | iTunes | Feed

Críticas, elogios, sugestões para indicacao@cinemacao.com ou no facebook.com/podindicacao ou ainda pelo twitter.com/pod_indicacao

Este Podcast foi editado por: ISSOaí Design Estratégico

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

  • Jorge Melges

    Como o Gui, eu tambem tenho uma historia especial com o Moulin Rouge. Foi o primeiro filme que eu assisti com a minha esposa. Eu tinha acabado de chegar na Australia e meu ingles ainda estava meia boca. O filme estava sendo super promovido por aqui, O Australiano acha que o Baz Luhrmann eh um Kubrik from Down Under. Mas como o filme tem um enredo simples e esta CHEIO de musicas famosas deu para acompanhar bem, mesmo com um ingles pobre. A Nicole Kidman deveria ter ganho o Oscar por esse filme e nao pelo The Hours…