5 Ótimos Filmes de 2016 que Você (Provavelmente) Não Viu

5 Ótimos Filmes de 2016 que Você (Provavelmente) Não Viu

Grandes filmes são lançados todo ano. Em 2016 não foi diferente. Será que você conseguiu ver todos? Para sair um pouco das listas mais convencionais que tal conhecermos/lembrarmos de 5 filmes que estrearam este ano no Brasil, mas que não foram sucessos de bilheteria…
(não há uma hierarquia entre eles, são apenas indicações…)

A Juventude

Uma indicação ao Oscar alavanca a popularidade de um filme? Nem sempre… A Juventude foi lembrada pela academia em Melhor Canção (mesma categoria que concorreu 50 tons de cinza….), mas sem exagero: A Juventude poderia estar na categoria principal. O longa que conta com a representação de figuras como Maradona, Hitler, Rainha da Inglaterra e a miss universo e trata de assunto variados – amizade, velhice, arte (em vários níveis)… tudo com uma boa dose de metalinguagem. O elenco recheado, Michael Caine, Harvey Keitel, Paul Dano, Rachel Weisz, Jane Fonda, brilha muito… Eis nada menos que o segundo melhor filme que vi no ano.

Aqui a minha crítica completa sobre  A Juventude e também o artigo do Braulio Giordano

A Incrível Jornada de Jacqueline

Apesar de maravilhoso, A Juventude é pesado e talvez não agrade a todos. Para sanar esta questão entra em campo A Incrível Jornada de Jacqueline. Um dos personagens e filmes mais carismáticos do ano. Essa comédia, que tende para o leve mas tem algumas críticas sociais bem pontuais, destaca-se em meio a um gênero muitas vezes renegado. Mas para além do timing perfeito no humor, o “filme da vaquinha” (a Jacquiline em questão é uma vaca) traz questões culturais e temas como depressão na pauta. Além de tudo, tecnicamente o longa é muito bom com destaque para a fotografia – que é percebido já na primeira cena – e para a trilha. Depois desse filme você vai perceber que tudo é culpa da pera.

Para conhecer mais Fatah e a vaca Jacqueline veja a crítica de A Incrível Jornada de Jacqueline

Campo Grande

“filme nacional é só porcaria” quem afirma isso não conhece o cinema brasileiro e com certeza não viu Campo Grande. O melhor longa nacional do ano – inclusive estava na lista para concorrer a uma vaga para representar o Brasil no Oscar – trata da infância de um jeito cru e lúdico. Brincadeiras inocentes lado a lado com o abandono. Atuações mirins e adultas passando uma verdade inacreditável. A fotografia mostrando um Rio de Janeiro bem diferente do usual para o público de fora. Um longa que tem uma narrativa que flui bem, mas que ao mesmo tempo é pesada. Vale muito a recomendação.

Veja a análise do melhor filme brasileiro do ano, Campo Grande.

Chocolate


Chocolate traz o circo como ponto para comédia e drama e tem uma das melhores construções de personagem do ano. Ele traz uma dupla de atores muito entrosada, sendo faces diferentes de uma mesma moeda (o Omar Sy entrega a melhor atuação masculina do ano e o outro, James Thierrée, é nada menos que o neto do Chaplin). Chocolate possui momentos de reflexão e apresenta uma leveza pesada em quase todas as cenas. A direção de Roschdy Zem deixa a narrativa falar por si, mas quando ele aparece o faz com muita força, a cena final é o exemplo mor disso. Por tudo isso, respeitável público, Chocolate é simplesmente imperdível.

Deguste mais detalhes sobre o longa Chocolate lendo a nossa crítica

Truman

Se o Brasil está bem representado com Campo Grande, a Argentina não ia ficar pra trás. O trio de atores Ricardo Darín, Javier Cámara, Dolores Fonzi vem em uma produção espanhola mostrar a palavra definitiva no cinema sobre amizade. Um ponto curioso é que a trama traz um protagonista com câncer e há um envolvimento emocional com o cachorro, personagem título. Mesmo com esses clichês mais que manjados, Truman não envereda para um melodrama. O jeito como ele lida com a morte eminente é qualquer coisa de espetacular. Um dos grandes roteiros do ano e com momentos que serão revisitados.

Leia a crítica da Grecia Baffa sobre Truman.



Já tinha visto esses filmes? Interessou-se por algum? Tem outros filmes, lançados este ano, para indicar? Deixe aí nos comentários….

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

Os comentários estão fechados.