5 Melhores Animações de 2016

5 Melhores Animações de 2016

Fim de ano chegando e hora de pensar em listas… começando com um gênero muito querido: as animações (aliás, animações seria um gênero? Isso é papo para outra hora…). O meu critério para eleger as melhores do ano é muito simples: vale qualquer animação lançada nos cinemas entre 1 de janeiro e 31 de dezembro – ainda tem duas semanas de estreias, mas não terão animações lançadas no período.

De acordo com dados do filmesb foram lançadas 28 Animações nos 12 meses no Brasil. Dessas eu vi 20. Este ano tivemos coisas como Galinha Pintadinha, Barbie e Peppa Pig que nem alguém com muita boa vontade como eu pode encarar… então peço perdão caso esteja cometendo alguma injustiça com os 8 filmes que ficaram de fora, mas sinceramente creio que não…

Vamos à lista:

5 – O Bom Dinossauro


Um filme com o selo Pixar, mas que foi engolido por Divertida Mente (2015). A primeira das Animações do ano merece a lembrança na lista por alguns pontos: o carisma dos protagonistas, em especial a “criatura” humana, as mensagens sobre coragem, legado e experiências, mas sobretudo pelo hiper-realismo das paisagens. Quem chegou por acaso no meio do filme pode achar que se tratava de um live action. Os animais não estavam com essa característica, porém alguns dos cenários sim… Algo que não é do filme propriamente dito, mas que não pode ser ignorado é o curta que o precedeu: Os Hérois de Sanjay, que inclusive concorreu ao Oscar. O Bom Dinossauro não é nota 10, contudo vale o 5º lugar.

Confira a nossa crítica de O Bom Dinossauro!

4- Zootopia – Essa Cidade é o Bicho



Zootopia
deve estar no Oscar do ano que vem com chances de vencer… e não é pra menos: engraçado, com um belo design de produção (claramente os responsáveis estavam se divertindo com a construção daquele universo), referências muito boas e principalmente um subtexto sobre racismo que merece aplausos. E outro filme que a dupla principal se destaca e aqui eles têm camadas, são falhos e até complexos de certo modo. Será que leva a estatueta?

Veja a nossa crítica sobre Zootopia – Essa Cidade é o Bicho!

3- Kubo e As Cordas Mágicas


Zootopia é candidato ao Oscar, mas terá que passar por cima de um adversário de peso: em se tratando de qualidade na produção Kubo e as Cordas Mágicas está de parabéns. Por vezes eu não acreditava que o que eu via era um stop-motion. E que narrativa linda! Alegorias, tradições milenares, drama, aventura, terror e ação, tudo isso está presente e de forma bem pontuada. Poucas animações falam da morte de um jeito tão singelo. Além disso Kubo reúne caracteres das animações indicadas ao Oscar no ano passado, mais um motivo para vir forte este ano – sem contar os vários prêmios que já vem recebendo…

Leia aqui a nossa crítica de Kubo e as Cordas Mágicas!

2- Procurando Dory


Se o favorito dos votantes gringos para o Oscar de 2017 é o Kubo, o meu favorito pessoal é Procurando Dory… em resumo: considero Procurando Dory melhor que Procurando Nemo (debatemos isso no podcast #187, vale escutar para ver os argumentos completos). Uma das abordagens mais lindas sobre a deficiência – a questão da falta de memória da Dory é exemplar para se trabalhada por pais e professores. Além disso, vemos uma abordagem ecológica que em momento algum soa “pregação”. Sem contar que a nossa Dory rouba a cena mais uma vez e o bebê Dory é apelação….

A crítica sem spoiler de Procurando Dory e o podcast, com spoiler, da querida peixinha azul.

1- Anomalisa


Anomalisa foi o meu favorito ao Oscar em 2016 e em um ano com Divertida Mente e o nacional O Menino e o Mundo. Se Divertida Mente poderia desencadear uma monografia de curso de graduação em psicologia, Anomalisa pode gerar uma tese de Doutorado. O estudo da mente do personagem é algo raro. A questão vocal é usada de forma muito inteligente e com um sentido narrativo. Como se não bastasse há a MELHOR cena de sexo que eu já vi no cinema – sim, estamos falando de uma animação! O desfecho não é clichê, há momentos que lembram algo de Nelson Rodrigues e outros de uma empatia estranha. Obra prima que poderia até estar na categoria principal do Oscar.

Saibam mais, com spoilers parciais, sobre Anomalisa na nossa crítica!



E para você quais foram as melhores animações lançadas no Brasil este ano? E considerou um bom ano para o gênero? Deixe aí nos comentários!

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

  • Will Bongiolo

    quando eu vi Dory e O medíocre Dinossauro achei que eram os piores ehuehuehuehu

    • 0-Drix

      O do dinossauro, de ‘bom’ só tem nome. A pior animação da Pixar!

      • Lucas Albuquerque

        Drix, qual seria a tua lista? Quem entraria no lugar dele?

        E de acordo com os argumentos que eu coloquei aqui e na crítica completa o que você discorda?

        • 0-Drix

          Da tua lista, só não assisti a “Kubo….”, mas considero que A Festa da Salsicha é mais significativa (pela temática, a abordagem audaciosa e o público-alvo) do que a animação da Pixar em questão.
          Das animações que EU assisti este ano, curti muito Zootopia (mais pela história do que por características técnicas) e gostei muito de Nocturna (2007) e Le Tableau (2011) – obviamente, estes dois últimos não se enquadram nos seus critérios de escolha.

          • Lucas Albuquerque

            Festa da Salsicha tem uma parte que funciona muito bem: a crítica religiosa e toda a questão visual-sexual. Mas parece que foi escrita por um adolescente que acabou de aprender todos os palavrões do mundo. Entre ela e o Bom Dinossauro coloco Angry Birds e Snoopy ainda… Aliás, o Bom Dinossauro só entrou na lista por meio ponto a frente daqueles dois…

          • 0-Drix

            A crítica de Festa da Salsicha vai além da questão de uma mentalidade religiosa ocidental – mas reconheço que esta é uma chave de leitura de acesso mais imediato para o grande público. Quanto a questão dos palavrões, não foi algo que me incomodou e confesso que nem me lembrava mais disso!
            Poxa! Peanuts, O Filme é outra animação que considero muito mais significativa do que O Bom Dinossauro! A retratação dos personagens e uma história desenvolvida sem fazer qualquer concessão a atualizações que supostamente atrairiam o público contemporâneo já é, por si só, algo digno de nota.
            Falta assistir a Sing, para fechar as animações do ano.

          • Lucas Albuquerque

            Com certeza que há mais no festa que só a crítica religiosa, só dei um exemplo mesmo. Mas os palavrões me incomodaram bastante, não sou um cara conservador, porém ali virou vírgula.
            Como eu disse, o bom dinossauro ganhou por pouco do Snoopy…
            Sing foi para o Globo de Ouro, mas eu gostei pouco.
            Mas isso é uma das coisas mais legais das listas: as divergências. Principalmente vindo de forma educada como você fez.
            Volte mais vezes, já publicamos outras duas listas: a dos piores do ano e a de filmes que não tiveram uma bilheteria grande, mas que são excelentes…

    • Lucas Albuquerque

      Will, qual seria a tua lista?

      E de acordo com os argumentos que eu coloquei aqui, nas críticas e no podcast o que você não concorda?

      • Will Bongiolo

        Daew, Lucas. Primeiro falarei de O Bom Dinossauro: Tudo no filme é telegrafado, seja a parte da “pata” onde você claramente percebe que ao final ali será o final do arco dramático do dinossauro. A discrepância entre cenário e textura dos Dinossauros é algo que me incomodou o filme inteiro. Além dele, ao final, passar uma mensagem conservadora de “merecimento” improdutiva para o público alvo.

        Quanto Dory, é um remake melhorado de Procurando Nemo, mas sofre de inconsistência no roteiro. Invariavelmente a Dory se lembra e esquece determinados acontecimentos sem uma lógica aparente – apenas para o roteiro andar pra frente.

        quanto a minha lista. Seria igual a sua, porém, no Lugar de Dinossauro e Dory… Estariam Festa da Salsicha e O Pequeno Príncipe.

        • Lucas Albuquerque

          Começando do final: O pequeno Príncipe foi do ano passado, todo modo o considerei péssimo… mas sou voto vencido nessa. Ou seja, ainda assim falta um pra tua lista rsrs

          A mensagem do Bom Dinossauro foi uma das coisas que mais me encantou, eu inclusive destaquei alguns trechos na minha crítica. E achei válido o hiper-realismo dos cenários, enquanto os bichos terem uma aparência mais lúdica.

          Dory eu também considerei melhor que Nemo, mas pontuo ambos como excelentes. A melhor defesa que eu fiz dele foi no cast.

          Valeu por comentar aí 😀

  • Eduardo Jose

    ta me trollando que não tem trolls?

    • Lucas Albuquerque

      Considerei Trolls uma das animações mais fracas do ano passado… Em quais quesitos você a coloca como melhor que as que estão na lista?
      E qual seria o teu top 5?