Indic(ação) #44: Especial Anos 90

Indic(ação) #44: Especial Anos 90

É com muito orgulho que chegamos ao nosso último especial das décadas do cinema, os anos 90!

E outra quarta chega e junto com ela uma edição especialíssima do programa do Indic(ação)! É com muito orgulho que chegamos ao nosso último especial das décadas do cinema! E nada melhor pra você querido ouvinte que uma seleção especial de filmes dos anos 90! Para um programa especial nossos hosts Guilherme Arinelli, Bruno Pupo e Alexandre Gonçalves trazem uma convidada especial direto da redação do Cinem(ação). Então prepara a nostalgia no coração porque hoje não são três mas quatro filmes pra quem quiser passar a semana bem relembrando dos bons anos 90. Tem Tom Hanks correndo por todos os grandes eventos da história norte-americana, Edward Norton mostrando um lado diferente da história do mesmo país. E John Malkovich deixando um cara totalmente pirado. Se prepara que se você cresceu nos anos 90 vendo aquele programa da TV aberta que passava todos os filmes que mais te animavam você vai pirar nesse Indic(ação)! Então aperta o play!

Download | iTunes | Feed

Críticas, elogios, sugestões para indicacao@cinemacao.com ou no facebook.com/podindicacao ou ainda pelo twitter.com/pod_indicacao

Este Podcast foi editado por: ISSOaí Design Estratégico

Conheça os benefícios de ser um patrão do Cinem(ação), basta clique no banner:

patreon-cinemacao

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

  • Jorge Melges

    Ficando no tema, filmes do Edward Furlong, Terminator 2: Judgment Day foi o meu filme dos anos 90, o T-1000 foi de explodir cabeca, James Cameron explorando novas tecnologias. Guns and Roses na trilha sonora. A MTV passando o clipe do “You Could be Mine” com o Arnold non-stop. Era so o comeco dos anos 90 mas nada importava por que tudo iria acabar em 1997. “Hasta la vista, baby” virou rashtag numa era que a internet nem exisita direito. Que Mulher Maravilha que nada, as meninas queriam ser a Sarah Connor e os molekes queriam andar de Harley e reload a shotgun girando so com uma mao…