10 Coisas que você não sabia sobre Deborah Secco

10 Coisas que você não sabia sobre Deborah Secco

Deborah Secco é uma das maiores atrizes de sua geração no Brasil. Apesar de ser uma celebridade disputada por paparazzis, sedentos por saber com quem ela se relaciona e como anda sua vida amorosa (algo que não deveria ser do interesse de ninguém, diga-se de passagem), tornou-se muito mais que apenas um rostinho bonito, graças ao seu esforço e seu enorme talento como atriz.

Mesmo assim, ainda são poucas as pessoas que realmente conhecem Deborah Secco. Portanto, prepare-se para saber dos fatos mais importantes sobre a gata:

DeborahSecco_BrunaSurfistinha

10-Fugindo da mãe: Deborah Secco conta que seu primeiro passo para se tornar atriz foi “fugir da mãe”. Ainda menina, ela saiu da aula de balé e foi até uma agência de atores para tentar alguma coisa. Sem a mãe saber, ela conseguiu um pequeno espaço em um comercial de TV. O que ajudou, segundo ela, foi o fato de ter ido com a roupa do balé, já que o trabalho exigia que a menina soubesse dançar.

ConfissoesdeAdolescente_TVCultura9- Adolescência: Apesar de ter feito algumas produções para a TV, Deborah fez sucesso pela primeira vez na série “Confissões de Adolescente”, da TV Cultura. Com menos de 15 anos, a atriz conquistou o público ao viver a personagem Carol. O sucesso foi tanto que ela decidiu abandonar a série para viver uma personagem de destaque na novela Vira-Lata, da TV Globo. Na segunda temporada de “Confissões de Adolescente”, a atriz Camila Capucci a substituiu.

8- A vida é uma novela: apesar de ter feito bons filmes, a verdadeira praia da guria é a novela. Entre tantos papeis que viveu na telinha, destacam-se a Cecília de “A Padroeira”, seu primeiro trabalho como protagonista, além da Íris de “Laços de Família” e da Darlene de “Celebridades”.

7- Muitos namoros: Deborah Secco não se deixa inibir pelos fotógrafos. A gata já foi vista com diversos namorados, como Mauricio Mattar, Dado Dolabella, o cantor Marcelo Falcão, o jogador de futebol Roger Flores. Mesmo assim, Deborah considerou que sempre conseguiu limitar as informações da sua vida pessoal. “As pessoas criaram verdades [sobre mim] mas a verdade absoluta é completamente minha verdade”, afirmou a atriz para a entrevistadora Marília Gabriela.

6- Fazendo cinema: A atriz começou a fazer filmes com frequência mais recentemente. Afinal, Deborah brilhou como a personagem-título do filme “Bruna Surfistinha“, e desde então tem se dedicado mais à sétima arte: além da participação especial no recente “Confissões de Adolescente” (baseado na série), em que viveu a mãe de um personagem, ela vai surgir na comédia “Sorria, Você Está Sendo Filmado”, de Daniel Filho, e no drama “A Estrada do Diabo“, que foi gravado há um tempo mas não tem data de estreia. O primeiro filme de Deborah Secco foi “Um Anjo Trapalhão”, de 2000, seguido de “Caramuru- A Invenção do Brasil”, de 2001, dirigido por Carla Camurati. Em seguida, Deborah Secco fez um de seus papeis mais divertidos: a atrevida Soraia de “Meu Tio Matou um Cara”.

5- Feia? Deborah conta que sempre foi a “menina feia” da família. O que parece ser um absurdo na verdade se explica pelo fato de ela ter feito o tipo “moleca” quando criança: era falante e se vestia de forma despojada. Foi justamente este estilo que conquistou diretores de TV, que a chamaram para papeis deste tipo, como foi o que ela fez em Vira-Lata e no próprio Confissões de Adolescente.

DeborahSecco_ViraLata

4- Camisola para ser a Bruna Surfistinha: conforme ela contou em entrevista, o diretor Marcus Baldini não queria Deborah Secco para ser a protagonista do filme. No entanto, após tanto insistir para viver a personagem, Deborah decidiu convidar o diretor para uma conversa em sua casa, e acabou recebendo-o vestindo uma camisola “infantil” para mostrar que poderia ser a jovem Raquel Pacheco, do início do longa. Ela não apenas o convenceu como ainda usou a mesma camisola na gravação do filme.

BoaSorte_Cena_DeborahSecco3- Boa Sorte: o trabalho mais intenso de Deborah Secco foi no cinema, e um dos mais recentes. “Boa Sorte” conta a história de João e Judite, um casal improvável que se conhece em uma clínica psiquiátrica e descobre o amor, mesmo sabendo que Judite vai morrer em pouco tempo devido ao seu estado terminal. O trabalho de preparação para o filme foi muito intenso, e se tornou a projeto mais desafiador da atriz.

2- Prêmios! Em novembro de 2014, Deborah foi homenageada no 24º Cine Ceará. O festival ibero-americano entregou o Prêmio Eusélio Oliveira, que reconhece artistas por suas carreiras no cinema. Além deste, Deborah já ganhou muitos outros prêmios do teatro e da TV. No cinema, “Meu Tio Matou Um Cara” e “Bruna Surfistinha” também lhe renderam prêmios mais populares, como o “Prêmio Contigo”.

1-Nem tudo são flores: No mundo da justiça, a vida de Deborah Secco passou por grandes dores de cabeça. Em 2010, uma investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou um esquema de desvio de verbas públicas do Estado que envolviam algumas ONGs encabeçadas por Ricardo Tindó Secco, pai de Deborah, e que envolviam a produtora Luz Produções Artísticas, da qual Deborah é sócia. Entre as contas bancárias nas quais foram depositadas as quantias desviadas, estão a de Deborah, seu irmão, seu pai e sua mãe. Ao todo, o esquema teria desviado mais de R$1 milhão de recursos públicos. Em 2013, os bens de Deborah e seus parentes, que estavam bloqueados pela justiça, foram liberados, mas permaneceu a condenação da justiça que determinava a devolução do dinheiro.

DeborahSecco_pose

Gostou? Dê um like e passe adiante!

Leia também:

Apoie o Cinem(ação): contribua com a cultura cinematografica!

  • Críticas cinematográficas
  • Mais de 6 horas de conteúdo inédito por semana
  • Podcasts semanais
  • Grupo no Facebook exclusivo para apoiadores
  • Acompanhamento das nossas conquistas com seu apoio

Abra a porta do armário! Deixe seu comentário:

  • Só esqueceu de falar que ela não tem um pingo de talento…ah, mas disso todo mundo já sabe, né