Home Cinema Mundial Sherlock Homes – Jogo das Sombras (crítica)

O jogo começa…

Como um verdadeiro jogo de xadrez, para melhor entender o filme, Sherlock Holmes – Game of Shadows.. precisamos conhecer as peças do tabuleiro.

Guy Ritchie, o diretor, tem origem inglesa e se tornou conhecido através do filme “Jogos, Trapaças e Dois canos fumegantes” e também foi o responsável pela direção do primeiro filme que teve a estreia em 2009.

Robert Downey Jr., o astro, é uma estrela que alcançou sua ascensão em Chaplin, e se colocou de vez no firmamento do mundo cinematográfico com Homem de Ferro.

Jude Law, o braço direito, tem muitos filmes em seu currículo, e é um dos maiores galãs de Hollywood. Foi indicado duas vezes ao Oscar em 2000 por O talentoso Mr. Ripley e em 2004 por Cold Mountain.

Jared Harris, o vilão, é o ator com maior quantidade de filmes em seu currículo, dando corpo e alma ao maior vilão de Sherlock Holmes, o vilão gênio, prof. Moriarty o “Napoleão do Crime”.

Noomi Rapace, a rainha, é a mulher forte e determinada do filme, uma excelente nova aquisição para a dupla Holmes e Watson.

Estabelecidas todas as peças, agora cabe ao leitor seguir todas as estratégias e maquinações que somos presenteados com esse ótimo e divertido filme, que cumpre seu objetivo de nos entreter nesses 140 minutos de voltas e reviravoltas pela Europa do final do século 19.

O Dr. House da Era Vitoriana está de volta, elementar que o SEU próximo movimento deve ir ao cinema mais próximo…

Comments

comments

CIN(ESTREIA)

0 501

Quem acha que após o período de férias de verão (no hemisfério norte) termina junto com as boas estreias, está muito enganado! Confira os...
Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers: